A cidade do Porto integra a rota da regata Iacobus Maris, cujos veleiros vão recriar a viagem do corpo do apóstolo Santiago desde Israel até à Galiza. Será nas margens do rio Douro que, em meados de julho, se faz a penúltima paragem das embarcações, durante dois dias.


Santiago de Compostela volta em 2021 a celebrar o Xacobeo, ano santo para a tradição católica que se assinala sempre que o 25 de julho, dia do apóstolo que dá nome à capital galega, coincide com um domingo. As comemorações, que devido à pandemia se prolongam pela primeira vez por dois anos, incluem uma regata de larga escala com paragem no Porto entre 17 e 19 de julho.


Apelidado de Iacobus Maris, o percurso marítimo recriará a viagem do corpo de Santiago Maior e passará por quatro países. A rota começará no porto israelita de Jafa, com dois barcos de 70 pés a atravessar todo o Mar Mediterrâneo rumo a Génova.


Da cidade italiana espera-se que a 24 de junho parta uma frota de grandes veleiros em direção a Valência, com chegada a 1 de julho. Daí, seguirão para o sul de Espanha, pelo rio Guadalquivir, prevendo atracar em Sevilha dois dias depois.


A 10 de julho, a comitiva viajará finalmente para o Porto, com uma subida pelo Douro incluída e paragem a 17 de julho. Os barcos ficarão atracados durante dois dias e poderão então ser vistos pelos portuenses.


A navegação terminará uma semana depois em Vigo, seguindo-se um percurso por terra até Santiago de Compostela, a 25 de julho.


Com um total de 3.400 milhas marítimas, é oficialmente apresentada como "a maior peregrinação jacobeia da história".


A iniciativa é organizada pelo Governo Regional da Galiza e a Fundação Traslatio, com o apoio da Câmara do Porto e do Turismo Porto e Norte de Portugal.

Mais artigos

  • Câmara Municipal do Porto


    Atualizado pela última vez 2021-05-24