O Museu da Cidade e as Bibliotecas Municipais adaptam os seus horários ao decretado estado de emergência, mas continuam abertos com as devidas restrições de segurança, de higiene, e com a garantia Clean & Safe.


A Casa-Museu Marta Ortigão Sampaio, a Casa Tait, a Museu Romântico, o Banco de Materiais, a Casa do Infante e a Casa-Museu Guerra Junqueiro mantêm os seus horários de terça a sexta das 10 às 17,30 horas, mas aos sábados e domingos encerram a partir das 13 horas.


Apesar de todas as atividades do programa do Museu da Cidade se encontrarem suspensas até final do ano, prosseguem as exposições.


Livros são árvores, Bibliotecas são Florestas decorre até 26 de dezembro no Gabinete do Som da Biblioteca Pública Municipal do Porto , em São Lázaro; 1820: Revolução Liberal do Porto prolonga-se até 10 de janeiro do próximo ano, no Gabinete do Tempo da Casa do Infante; e Cadernos A & B: Prelúdio e Fuga, de Jorge Feijão, recentemente aberta no final de outubro no Gabinete do Desenho da Casa Guerra Junqueiro. Esta exposição individual resulta de sucessivas visitas ao ateliê do artista nas Caldas da Rainha, e revela o desenho como um primeiro gesto, primeiro rasto material no mundo, através de duas salas: uma, em prelúdio, dedicada ao ato de desenhar na imagem em vídeo e a segunda, em fuga, num palimpsesto de desenhos dos cadernos do artista.


A Biblioteca Municipal Almeida Garrett  e a Biblioteca Pública Municipal do Porto, em São Lázaro, onde está localizada também a Biblioteca Sonora e respetivo Gabinete, mantêm o seu funcionamento habitual, mediante agendamento prévio obrigatório, e encerrando os serviços a partir das 13 horas.

Mais artigos

  • Câmara Municipal do Porto


    Atualizado pela última vez 2020-11-17