A Direção-Geral do Património Cultural (DGPC) quer classificar como Monumento Nacional o edifício da Alfândega Nova do Porto, incluindo o guindaste "Girafa" situado no exterior, do lado do rio, segundo um anúncio publicado no Diário da República.


Segundo o anúncio, a DGCP vai fazer a proposta à Secretária de Estado Adjunta e do Património Cultural e, caso a classificação seja concretizada, será também definida uma Zona Especial de Proteção (ZEP) em torno do edifício.


O edifício em causa, vulgarmente chamado Alfândega do Porto e que acolhe o Centro de Congressos e o Museu dos Transportes e Comunicações, foi construído na segunda metade do século XIX sobre a então Praia de Miragaia, segundo projeto de Jean F.G. Colson. O arquiteto francês foi contratado em 1856 pelo então ministro das Obras Públicas, Fontes Pereira de Melo, impulsionador de uma grande infraestruturação do país em termos de transportes e comunicações numa altura que ficou, por isso mesmo, conhecida como o período do Fontismo.

Mais artigos

  • Câmara Municipal do Porto


    Atualizado pela última vez 2020-01-13