Ao longo da sexta-feira passada, a Alfândega do Porto recebeu os presidentes de Câmara de várias cidades mundiais e de outras organizações, bem como profissionais do setor do turismo, para a terceira edição do UNWTO Mayors Forum for Sustainable Urban Tourism. A cerimónia de abertura contou com a presença do presidente da Câmara do Porto, do secretário-geral da Organização Mundial de Turismo e do ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital.


Dando as boas-vindas à cidade, o presidente da Câmara do Porto começou por sublinhar a ideia de que “se os destinos urbanos foram os mais afetados pela pandemia, também terão que fazer um esforço extra na criação de um novo impulso e na adoção de novas soluções para a transformação do território”.


Para Rui Moreira, a cidade “tem vindo a adotar e encorajar boas práticas no planeamento e gestão da cidade, nomeadamente no contexto da atividade turística, estimulando um equilíbrio do território por todos, com o objetivo de deixar uma cidade inclusiva e sustentável para as gerações futuras”.


O presidente da Câmara do Porto referiu, também, o novo Plano Diretor Municipal, que mostra “um claro compromisso com a sustentabilidade”, em matérias como a promoção do bem-estar e da qualidade de vida, a mitigação das desigualdades socioeconómicas, a mobilidade sustentável e inteligente, a qualidade ambiental, a preservação da identidade cultural e o fortalecimento da posição económica da cidade.


“Atualmente”, sublinhou Rui Moreira, “é essencial que as cidades se afirmem como destinos inteligentes, com a implementação de soluções tecnológica e inovadoras nos vários setores da vida urbana que promovam o seu desenvolvimento, projeção internacional, reforço da atratividade e o bem-estar de residentes e visitantes”.


O presidente da Câmara do Porto terminou a sua intervenção assumindo que “a cidade tem feito uma jornada muito interessante com os olhos postos no futuro, com o propósito de a tornar mais resiliente, segura, inclusiva e sustentável, o que requer um exercício de reajuste contínuo da estratégia”.



Cidades sustentáveis e à espera dos turistas


Usando da palavra, o secretário-geral da Organização Mundial de Turismo, Zurab Pololikashvili, dirigiu-se a Rui Moreira para lhe garantir que “tem muita sorte em ser presidente da Câmara desta cidade maravilhosa”, lembrando que “o apoio às infraestruturas é sempre apoio ao turismo" e partilhando a crença de que “os turistas vão voltar a este local tão agradável”.


Para o georgiano, a pandemia “pode ser uma oportunidade para remodelar o setor”, que deve ser “mais resiliente e inclusivo”. Além disso, “esta é a altura certa para reiniciar o debate sobre o excesso de turismo”, com novas regras, plataformas e produtos inovadores, acredita o secretário-geral da UNWTO, que recordou que este fórum tem como propósito “salientar a importância do turismo na agenda urbana”.


Zurab Pololikashvili terminou deixando o desafio para que “todas as autoridades sejam parte conjunta para que o setor seja mais sustentável, mais acessível nas nossas cidades”.


A fechar a sessão de abertura, o ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital, Pedro Siza Vieira, reconheceu também o Porto como exemplo dos “benefícios do turismo para uma região”, sublinhando o “grande esforço de requalificação da cidade” que “trouxe prosperidade e dinamismo económico e atraiu investimento estrangeiro em diferentes áreas”.


O ministro afirmou que o “sucesso do certificado digital Covid-19”, incentivando a que se tire “a máxima vantagem deste documento”. “As pessoas querem continuar a viajar, vamos preparar-nos o melhor possível para isso”, disse Pedro Siza Vieira, acreditando que “as tecnologias digitais vão ajudar a gerir o sistema de transportes, os fluxos e uma melhor experiência para residentes e visitantes”.


Em reconhecimento da “hospitalidade da cidade do Porto” e do empenho em “assegurar um futuro sustentável para as cidades”, o secretário-geral da Organização Mundial do Turismo entregou, ainda, uma lembrança ao Município do Porto.


Os trabalhos ao longo do dia foram acompanhados pelo vereador da Economia, Turismo e Comércio, Ricardo Valente, pela Secretária de Estado do Turismo, Rita Marques, pelo presidente do Turismo de Portugal, Luís Araújo, e pelo presidente do Turismo do Porto e Norte de Portugal, Luís Pedro Martins.


As discussões sobre “Repensar o Turismo Urbano” e “Cidades Inteligentes e Turismo” podem ser revistas através do Youtube da UNWTO. No final do dia, foi firmada a Declaração do Porto sobre o Turismo e o Futuro das Cidades.

Mais artigos

  • Câmara Municipal do Porto


    Atualizado pela última vez 2021-07-12