A cidade Invicta chega, mais uma vez, ao grande ecrã e, desta vez, numa megaprodução, pela lente da gigante Warner Bros. A sequela de "Esquadrão Suicida” apresenta uma personagem originária do Porto e é com a cidade como pano de fundo que “Cleo Cazo”, ou “Ratcatcher 2”, fala dos ensinamentos que recebeu do progenitor.


Esta é a história de um grupo de criminosos que é recrutado pelo governo dos Estados Unidos para derrotar uma entidade misteriosa. Na sequela realizada por James Gunn, também conhecido por “Guardiões da Galáxia”, os supervilões da DC Comics são enviados para a ilha de Corto Maltese com a missão de destruir o Coronel Rick Flag.


Entre os vilões está a personagem interpretada pela portuguesa Daniela Melchior, que se estreia numa produção de Hollywood, depois de algumas interpretações na televisão e cinema nacionais.


O super-poder de Cleo Cazo é o de controlar os ratos, proeza que, como a personagem explica no filme, aprendeu “nas ruas do Porto” com o seu pai, um génio toxicodependente que cria a tecnologia que a filha irá, mais tarde, usar. É neste momento que surge no ecrã a imagem do Rio Douro filmado de uma das pontes. A Invicta surge novamente, mais no final do filme, quando a personagem de Daniela Melchior recorda os ensinamentos do pai, o Ratcatcher 1.


Do elenco de “O Esquadrão Suicida” fazem parte nomes como Margot Robbie, Idris Elba, John Cena, Joel Kinnaman, Viola Davis e Alice Braga e a personagem Cleo Cazo/Ratcatcher 2 foi criada por James Gunn de propósito para este filme, que sucede ao "Esquadrão Suicida", de David Ayer, de 2016.

Mais artigos

  • Câmara Municipal do Porto


    Atualizado pela última vez 2021-08-06