Convidamos uma artista brasileira, que atualmente vive no Porto, a explorar a cidade connosco e a passar um dia... diferente!


Fomos à procura da combinação perfeita: Street Art e música com a Carol Curry. Para quem não a conhece, a Carol nasceu na cidade de São Mateus, no Brasil e veio para o Porto ainda em criança, com a sua mãe e irmã. Conhecida pela sua simplicidade, personalidade envolvente e uma voz marcante, foi na cidade Invicta que através do mundo da Pop, da Bossa Nova e da MPB, que se consagrou cantora. Em pouco tempo de carreira, já pisou os principais palcos da cidade, e participou em grandes eventos de Norte a Sul do País, e Ilhas.

A Combinação Perfeita: Street Art + Música

A Carol adora cantar na rua, bem como captar todos os recantos da nossa cidade. Diz que quer criar um projeto, onde os artistas que vivem na cidade, possam dar concertos nas ruas mais icónicas da Invicta. Para ficar a conhecer ainda melhor os recantos do Porto, com a ajuda da Meet Me At Porto, passamos um dia com a Carol a visitar alguns murais de arte urbana no centro da cidade.


A primeira paragem do dia foi no Mural Steak’n Shake da Joana Vasconcelos, no largo Moinho de Vento. Com cerca de 20 metros de comprimento, o mural integra oito mil azulejos pintados à mão, cobrindo a fachada lateral do Steak’n Shake, localizado na praça Guilherme Gomes Fernandes, junto aos Clérigos.



De seguida, fomos até à Rua de Miguel Bombarda. Aqui, no cruzamento com a Rua de Diogo Brandão, encontrámos o Dom Quixote & Sancho Pança, onde 3 artistas imortalizaram as clássicas personagens de Cervantes. O mural surgiu no final de 2013 e foi o primeiro mural legal não comissionado do Porto. A iniciativa foi coordenada pela Circus Network, e juntou Mesk, Fedor e Mots numa lateral de prédio com 130 metros quadrados.



Daqui, seguimos para o Mural da Trindade (na lateral do Parque de estacionamento Trindade). O mural, inaugurado em 2014, foi a primeira de várias intervenções artísticas encomendadas pela Câmara do Porto. A parede de 250 m2 tem, de um lado, uma das figuras sem rosto e de traço redondo de Hazul e, do outro, o traço hiper-realista de Mr. Dheo, que desenhou o seu pai com o Porto na mão, representado através da Torre dos Clérigos.

 


Os carismáticos ratos e ursos de Mesk estão por toda a cidade, por isso fomos até à Rua do Bonjardim, onde podemos ver o Mural de Mesk. Esta obra foi financiada pela comunidade e viabilizada com o apoio de proprietários, habitantes e vizinhos. Esta Rua é tão calma que desafiamos a Carol a dar um miniconcerto acústico para quem passava, e não tardou a que os olhares mais curiosos parassem a apreciar este belo momento.


 

São quase horas de almoçar, mas ainda há tempo para ver mais dois murais. O Mural Quem és Porto?, na Rua da Madeira (junto à Estação de São Bento), e o Mural An.fi.tri.ão, na Avenida Vímara Peres (junto ao tabuleiro superior da Ponte Luiz I).

 

Sabias que o Mural “Quem és Porto?”, é composto por três mil azulejos, ocupando 135 metros quadrados e contou com dezenas de participantes, tanto profissionais como amadores. Cada um teve de responder na peça de cerâmica à pergunta “Quem és Porto?”.

 

Já o Mural an.fi.tri.ão deve-se à hospitalidade pela qual a cidade Invicta é conhecida. Frederico Draw, artista visual, que trabalha a figura humana com mestria, resolveu retratar o avô a estender a mão quase em jeito de boas-vindas a quem entra na cidade pela Ponte Luís I.


 

A hora de almoço foi passada na Rota do Chá. Para quem é amante de chás, este é um local imperdível. A entrada faz-se por uma sala de decoração indiana e, mais à frente, uma porta leva-nos para um jardim de influências marroquinas. No piso de cima, encontramos uma sala decorada com elementos orientais, onde se pode desfrutar de um ótimo almoço. A Carol adora vir a este local e, aproveitou esta oportunidade para cantar a sua última música “Fica do Meu lado”.


 

Estávamos tão envolvidos na música que nem demos conta pelas horas passar, mas ainda temos tempo para ver mais alguns murais.

 

Saímos do restaurante e fomos até ao Mercado Ferreira Borges, onde encontramos o mural Continuidade, realizado pela mão do artista portuense MOTS. A obra pretende reforçar a presença deste belo exemplo da arquitetura de ferro no Porto, através da fusão provocada entre o edifício e as fachadas inerentes. O objetivo é ampliar visualmente a sua área de presença, sem alterar a paisagem urbana. Este edifício é também conhecido por Hard Club, um palco multidisciplinar, que proporciona o contacto com a arte em todas as suas manifestações, desde música, artes cénicas, artes plásticas, cinema, a atividades socioculturais, workshops e conferências, formação, gravação...

 

Por fim, levamos a Carol até ao Mural Mira, feito em stencils, no Largo de Artur Arcos (em Miragaia). Uma obra de Daniel Eime, artista das Caldas da Rainha que vive e trabalha no Porto. A pintura mostra o rosto expressivo de uma idosa, sendo um retrato da população envelhecida desta zona ribeirinha.


Outras Sugestões

A Meet Me At Porto sugere ainda que vá até à “rua mais pequena do Porto", a Rua de Afonso Martins Alho (transversal à Rua das Flores), onde pode apreciar o enorme gato criado pelo artista galego LIQEN. Intitulado "Perspéntico" (O Gato), representa o Porto como cidade em movimento, simbolicamente retratado como um "gato-cidade".


  • Visit Porto


    Atualizado pela última vez 2021-01-22

Planeie a sua viagem

Chegada

Dotada de uma rede de acessibilidades em franca expansão é possível chegar facilmente à cidade de avião, autocarro, automóvel, barco, comboio ou metro.

História

O Porto é um dos destinos turísticos mais antigos da Europa e a riqueza do seu património artístico, o Vinho do Porto, os vastos espaços dedicados ao lazer e a sua vida cultural são apenas alguns dos motivos que convidam a visitar a cidade.

Informação Prática

Aqui encontra alguns dados essenciais sobre o Porto, bem como a referência a vários serviços públicos e privados disponíveis.

Deslocar-se

É fácil deslocar-se nos limites da cidade com recurso aos transportes públicos ou em viatura própria ou alugada.

Tudo o que precisa de saber