A 21.ª edição do Porto Open, o principal evento internacional de ténis da Invicta, decorre até ao dia 4 de outubro. Após uma primeira semana que arrancou com um torneio ITF feminino de 15.000 dólares, a ação prossegue no Complexo Desportivo Monte Aventino, com dois torneios, masculino e feminino, cada um deles dotado de 25.000 dólares em prémios monetários.


Depois de ver a sua data alterada logo no início de abril, devido ao contexto da pandemia, o Porto Open regressou para a sua 21.ª edição, com uma prova masculina e outra feminina em simultâneo - é, aliás, o único evento internacional em Portugal a disputar-se nestes moldes.


Este adiamento foi, de resto, aproveitado pela organização para preparar adequadamente o torneio - mediante as diretrizes das principais entidades do ténis mundial - que este ano se realizará sem público nas bancadas.


A 21.ª edição do Porto Open conta com um acréscimo do prize money total do evento, para 65.000 dólares, uma vez que o programa incluiu a disputa de um torneio ITF feminino $15.000, que se concluiu no fim de semana com a vitória da brasileira Beatriz Haddad Maia. Na competição de pares, a brasileira Carolina Meligeni Alves e a espanhola Marina Bassols Ribera sagraram-se vencedoras.



Quadros competitivos

Nesta segunda semana de ténis no Complexo Desportivo do Monte Aventino disputam-se as provas do quadro feminino e masculino, cada uma dotada de 25.000 dólares em prémios monetários.


O quadro masculino do Porto Open conta com um quadro principal de alto nível: Gastão Elias, que já chegou a ocupar a 57.ª posição no ranking mundial, terá a sua estreia no torneio portuense e será um dos nomes mais conhecidos em prova. Este nome junta-se a outros tenistas de relevo e em ascensão no ténis nacional como é o caso de Nuno Borges, campeão nacional em título e atual 544.º na tabela ATP, João Monteiro, campeão do Porto Open em 2017 e 879.º na hierarquia mundial, e Tiago Cação (543.º no ranking ATP).


O japonês Hiroki Moriya, atual 244.º na tabela ATP, é o primeiro cabeça-de-série do Porto Open, num lote onde se incluem também o alemão Mischa Zverev, antigo top-25 ATP e irmão de Alexander Zverev, nº 7 da hierarquia mundial e finalista do último Open dos EUA, por exemplo. O espanhol Pablo Vivero González também estará no Porto para defender o título conquistado na edição do ano passado do evento.


Na competição feminina, a organização prevê um nível competitivo bem alto. As duas melhores portuguesas da atualidade, Francisca Jorge e Inês Murta já têm presença garantida no quadro principal e vão juntar-se a um elenco de tenistas estrangeiras que promete excelentes jornadas de ténis no Complexo Desportivo do Monte Aventino: Cristina Bucsa, campeã do Porto Open em 2018, Bia Haddad Maia, ou Leonie Kung, da Suíça, que é 145.ª do ranking WTA e assume-se como a principal favorita à vitória.


Os encontros do Porto Open poderão ser vistos através dos meios digitais, com a transmissão dos melhores jogos em direto. Para mais informações, consulte o Facebook do Porto Open.

Mais artigos

  • Câmara Municipal do Porto


    Atualizado pela última vez 2020-09-29