Tal como já tinha acontecido com a Meia Maratona e a Maratona do Porto, também a São Silvestre Cidade do Porto decorreu este ano em ambiente virtual. A prova juntou mais de 4.000 participantes de 18 nacionalidades, angariando 7.230 euros para a Legião da Boa Vontade.



Os participantes puderam optar por participar na corrida de 10 quilómetros ou na caminhada de cinco quilómetros, em qualquer lugar do mundo, sempre em segurança e respeitando as normas e restrições das autoridades de saúde locais.


Encarando esta nova realidade, mais de 4.000 participantes enfrentaram a prova, cumprindo a distância nos mais diversos lugares do planeta.


Os principais objetivos do evento foram motivar e inspirar a comunidade global de corredores, promovendo um estilo de vida ativo e saudável, mesmo nos momentos difíceis em que vivemos, angariando fundos para a Legião da Boa Vontade.


Por cada inscrição, a organização entregou 1 euro para a instituição. Adicionalmente, os participantes poderiam comprar ainda um cabaz de alimentos como extra à sua inscrição. No total, foram comprados 264 cabazes, o que perfez uma doação de 7.230 euros.


A vertente competitiva não foi o foco deste evento, mas a tabela de resultados nas duas distâncias vai ser publicada pela organização. Cada participante deve submeter o seu resultado, através do site www.runporto.com ou pela app do evento. As classificações não são oficiais e podem ir sofrendo atualizações.


Ao início da tarde desta terça-feira, na prova de 10 km, no setor masculino, Samuel Barata encontrava-se no primeiro lugar, com o tempo 31m27s. Na segunda posição estava Nuno Gamboa, com 34m46s, seguido por Paulo Reis, com o tempo 34m50s.


No setor feminino da prova, Mariana Machado era a virtual vencedora, com o tempo de 37m25s, seguida por Marta Marques, com 40m02s, e, a fechar o pódio, Sandra Ferreira, com o tempo de 41m20s.

Mais artigos

  • Câmara Municipal do Porto


    Atualizado pela última vez 2021-01-12