O Porto tem agora todas as praias com Bandeira Azul. A orla costeira da cidade já ostentava o distintivo em oito das suas nove praias, mas faltava ainda à zona balnear do Castelo do Queijo obter esta classificação, o que aconteceu com o hastear da bandeira também neste local.


A notícia era já expectável, contando o ótimo desempenho das praias do Porto nos últimos anos, não só ao nível da qualidade ambiental da água e das areias, como também no tocante à gestão dos equipamentos, à segurança e à educação ambiental.


A excelência é agora obtida em toda a linha, com a entrada da Zona Balnear do Castelo do Queijo no sistema da Bandeira Azul, nesta terça-feira, após a vistoria da Agência Portuguesa do Ambiente (APA), em representação da Bandeira Azul da Europa (ABAE).


Para que esta distinção fosse um dado adquirido, houve um longo caminho que o Município percorreu. Há 20 anos, dizia-se que não era seguro fazer praia no Porto. Mas os sucessivos investimentos realizados pela empresa municipal Águas do Porto, ao longo dos últimos anos, no tratamento e controlo da qualidade da água, acabaram com essa ideia generalizada e conduziram aos resultados esperados: a água marítima melhorou em todos os parâmetros, passando também a ser alvo de monitorização permanente.


Na Praia do Castelo do Queijo essa estabilização foi mais difícil de alcançar, num caminho ascendente que começou em 2017 com a classificação "boa" para a qualidade da água e que subiu para "excelente" no ano passado, fruto dos trabalhos de despoluição realizados na Ribeira de Aldoar ao longo dos últimos anos. Esta classificação é mesmo condição fundamental para o distintivo da Bandeira Azul, que foi também hasteada, pelo 13.º ano consecutivo, nas zonas balneares da Foz, Gondarém e Homem do Leme. 


Com este novo galardão, o Porto atinge o pleno da Bandeira Azul nas quatro zonas balneares, constituídas por nove praias (Pastoras, Carneiro, Ourigo, Ingleses, Luz, Gondarém, Molhe, Homem do Leme e Castelo do Queijo). 


A atribuição da Bandeira Azul para as praias depende do cumprimento dos critérios do Programa Bandeira Azul. No que se refere à qualidade das águas balneares, são considerados os resultados da qualidade da água das quatro épocas balneares anteriores.



Porto tem praias acessíveis a pessoas com mobilidade reduzida

Além do galardão agora obtido para a zona balnear do Castelo do Queijo, o Porto mantém a distinção de "Praia Acessível" nas praias do Homem do Leme e Carneiro. Estas duas praias foram adaptadas a pessoas com mobilidade reduzida e respondem aos requisitos do Programa "Praia Acessível, Praia para Todos", alinhadas com o objetivo comum de promover o acesso de todos os cidadãos às praias portuguesas.


Entre os vários serviços e infraestruturas disponibilizados destacam-se as instalações sanitárias adaptadas; os acessos com rampas e corrimãos; a existência de um equipamento anfíbio de apoio ao banho e um serviço de apoio à utilização do mesmo prestado pelo Batalhão de Sapadores Bombeiros do Porto; lugares de estacionamento nas imediações das praias, entre outros.



Campanha "Marés de Mudança"

Face ao contexto atual, a ida à praia implica uma mudança de comportamento e cumprimento das regras relacionadas com a proteção individual e segurança de todos. Por este motivo, todos os serviços e equipamentos de apoio à prática balnear foram revistos em 2020 de forma a garantir o cumprimento dos requisitos de higiene e segurança recomendados pela Agência Portuguesa do Ambiente e pela Direção-Geral da Saúde.


De entre as várias medidas adotadas destacam-se a criação de corredores de circulação distintos para a entrada e saída das praias, o reforço da higienização e limpeza dos equipamentos de apoio à prática balnear, o aumento da informação disponibilizada ao público e a criação de um plano de contingência onde estão definidas as diretrizes e procedimentos a adotar perante a ocupação e utilização das praias do Porto, num contexto de pandemia.


Nesse sentido, a Câmara do Porto lançou, nesta época balnear, a campanha "Marés de Mudança", divulgando em todos os equipamentos das praias do Porto uma imagem que lembra as antigas barraquinhas de praia. O objetivo é sensibilizar a população para a mudança de atitude em relação ao ambiente, mas também às regras de convivência que são impostas no combate à Covid-19. 

Mais artigos

  • Câmara Municipal do Porto


    Atualizado pela última vez 2020-07-01