A cidade abre as comemorações oficiais dos 200 anos da Revolução Liberal no próximo dia 20, contando com uma série de atividades de acesso gratuito para recordar - e até para explicar aos mais novos - o que aconteceu no Porto a 24 de agosto de 1820 e quais as repercussões que o sucedido viria a ter na História de Portugal.


O programa das celebrações, que foi detalhadamente apresentado há um mês, conta com a parceria de várias entidades e vai abrir à cidade um vasto conjunto de iniciativas ao longo de vários meses, desde exposições e debates a concertos e sessões de cinema, passando por visitas, lançamento de livros e outros eventos, por forma a convocar a intervenção crítica e cívica dos cidadãos no contexto da contemporaneidade.


Contando com o romancista, ensaísta e político Pedro Baptista como comissário geral, coordenando uma equipa com vários comissários setoriais, as comemorações vão prolongar-se até dezembro e assinalar assim em diferentes domínios aquele episódio que, há dois séculos, possibilitaria a constituição da Junta Provisional do Governo Supremo do Reino, levando a revolução portuense a conquistar o país inteiro e ajudando a fundar o Portugal Moderno.

Mais artigos

  • Câmara Municipal do Porto


    Atualizado pela última vez 2020-02-13