O Porto será o anfitrião a 7 e 8 de maio daquele que é considerado o ponto alto da Presidência Portuguesa do Conselho da União Europeia: a Cimeira Social. Os Estados-membros são chamados a aprovar um programa com medidas concretas para executar o Pilar Social Europeu.


A cimeira será organizada em torno de dois eventos: no dia 7 está agendada a Conferência de Alto Nível, a decorrer no Centro de Congressos da Alfândega do Porto; e no dia 8, sábado, a Reunião Informal de Chefes de Estado e de Governo que terá lugar no Super Bock Arena - Pavilhão Rosa Mota.


Logo pela manhã do dia 7, sexta-feira, está também prevista uma sessão solene de boas-vindas a decorrer no Salão Nobre da Câmara do Porto. O presidente da Câmara, Rui Moreira, vai entregar as Chaves da cidade aos mais Altos Representantes da União Europeia: o presidente do Parlamento Europeu, David Maria Sassoli; o presidente do Conselho Europeu, Charles Michel; e a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen.


Na Cimeira Social do Porto vai estar em debate Plano de Ação, apresentado pela Comissão Europeia em março, que propõe um conjunto de iniciativas e estabelece três metas principais a atingir até 2030 ao nível europeu: taxa de emprego de pelo menos 78% na União Europeia; pelo menos 60% dos adultos devem participar, anualmente, em formação; redução do número de pessoas em risco de exclusão social ou de pobreza em pelo menos 15 milhões de pessoas, entre as quais 5 milhões de crianças.


Portugal exerce até 30 de junho a presidência do Conselho da UE, seguindo-se a Eslovénia.

Mais artigos

  • Câmara Municipal do Porto


    Atualizado pela última vez 2021-05-03