O Porto é hoje uma das cidades europeias com maior visibilidade digital e esse elevado alcance está a ter um impacto direto na posição que ocupa no ranking global das cidades mais destacadas a este nível. A conclusão é do ING, grupo de comunicação inglês que publica o estudo comparativo "Digital visibility change 2019/2020".


A segunda edição da pesquisa realizada pela multinacional ING fornece uma visão detalhada sobre o impacto que o envio de mensagens digitais tem nas cidades enquanto marcas, demonstrando que estão empenhadas na atração de reconhecimento, talento e investimento e em proporcionar uma nova normalidade no contexto da pandemia da Covid-19, encontrando nesta forte presença digital um fator de diferenciação, quer por meio das redes sociais quer através de notícias online.


Nas conclusões do relatório, o Porto figura como um dos melhores exemplos do impacto da visibilidade digital (o número de pessoas que estão a falar sobre a cidade online), onde ocupa a sexta posição de uma tabela em que as posições de liderança pertencem às cidades de Londres, Paris, Madrid, Istambul e Barcelona, respetivamente por esta ordem. Neste âmbito, a visibilidade digital da cidade do Porto destaca-se em matérias relacionadas com tecnologia, negócios e cultura.


Tal como reportado pela ING, após o segundo ano em que mede as cidades europeias com maior presença online, é notório que as cidades de pequena e média dimensão começam a conquistar um perfil mais competitivo, como é o caso do Porto que, à boleia da visibilidade digital granjeada, sobe do 38.º lugar que ocupava em 2019 para saltar para a 13.ª posição do ranking global, em contraciclo com a trajetória de Lisboa, a outra cidade portuguesa presente no estudo, que no ano passado ocupava a 21.ª posição e em 2020 caiu quatro lugares.


A cidade do Porto está, assim, a capitalizar o potencial da sua rede de dados e imagens digitais e escala no ranking como uma das cidades sobre a qual mais se fala na Europa, resultado da sua visibilidade digital.


Para a ING, as cidades que entendem a importância desta aposta aumentam não apenas a consciencialização da generalidade das pessoas sobre o lugar, mas também prosperam neste mundo cada vez mais conectado de forma global pelo digital, influenciam investimento e concentram talento, o que resulta no acesso a novas oportunidades.


Além disso, a sondagem da ING salienta que "a medida em que as pessoas falam de uma cidade é positivamente correlacionada com o potencial económico a nível do país".


Na segunda publicação do estudo "Digital visibility change 2019/2020", o top é alargado a 50 cidades, após o ranking do ano passado ter contemplado 40 cidades. As conclusões versadas no relatório vão ser comentadas pelo vereador da Economia, Turismo, Comércio da Câmara do Porto, Ricardo Valente, na próxima quinta-feira, enquanto convidado pela ING a participar numa conferência online com representantes de outras cidades europeias sobre o impacto da visibilidade digital no posicionamento das cidades.



Mais artigos

  • Câmara Municipal do Porto


    Atualizado pela última vez 2020-05-20