Dia 1

Praça da Ribeira
Considerada uma das mais antigas praças, mencionada já em 1389, é de origem medieval. Zona de intenso comércio, com tendas de venda e lota do peixe, não passou despercebida a João de Almada e Melo que, no séc. XVIII, a reformulou. As obras realizadas neste século pela Junta das Obras Públicas, sob influência de John Whitehead, foram financiadas pelas rendas do vinho. Do plano original apenas foram concretizadas as frentes norte, com a monumental Fonte da Praça da Ribeira e a poente. A sul, a muralha acabou por ser derrubada em 1821 e a nascente, as construções medievais sobrevivem até hoje. Intervenções arqueológicas na década de 1980 puseram a descoberto, no centro da praça, um chafariz do séc. XVII. Reconstruído no seu local de origem, este foi coroado por uma peça escultórica da autoria de José Rodrigues, conhecida vulgarmente por "Cubo da Ribeira". A 24 de Junho de 2000 foi inaugurada, no nicho da Fonte da Praça da Ribeira, uma estátua de São João Baptista, da autoria do escultor João Cutileiro. Local de visita indispensável, dispondo de muitos espaços de animação nocturna. Ponto integrante da Rota Urbana do Vinho.
Miradouro – Terreiro da Sé
O Terreiro da Sé que é enquadrado pelos edifícios da Catedral, Casa do Cabido, Paço Episcopal e Casa da Câmara é o resultado das obras de requalificação de 1940 e que consistiram na demolição de vários quarteirões de origem medieval para dar lugar a um amplo recinto que recebeu em 1945, por iniciativa da Câmara do Porto, um pelourinho. Deste local é possível avistar toda a zona do Barredo, o Rio Douro e a cidade de Gaia.

Custo

0 €
Euskalduna Studio
Um studio onde Vasco Coelho Santos e a sua equipa experimentam novos pratos, conceitos e combinações. Como nosso convidado, estará no meio do processo de criação. O studio tem capacidade para 16 pessoas distribuídos por dois espaços diferentes: uma área privada com capacidade para 8 pessoas e a área da cozinha onde poderá ver a equipa a cozinhar.

Custo

115 €
Intercontinental
InterContinental Porto - Palácio das Cardosas, herança e autenticidade no coração da cidade. Localizado num palácio do século XVIII com vista privilegiada sobre a imponente Avenida dos Aliados e a uma curta distância de todos os principais destaques culturais como o Mercado do Bolhão, a Ribeira ou a Igreja dos Clérigos, o Palácio das Cardosas é a lugar ideal para quem quer conhecer a verdadeira essência da cidade do Porto.
Miradouro – Igreja de Nossa Senhora da Vitória
Do largo, junto a esta igreja, pode-se apreciar interessantes paisagens quer sobre o casario da Vitória, quer sobre o Rio Douro, desde a Sé e o Paço Episcopal, à Ponte D. Luís I e à marginal de Gaia.

Custo

0 €
Jardins do Palácio de Cristal
Os jardins do Palácio de Cristal encontram-se encerrados, de forma a prevenir o surto do Covid-19. Os Jardins Românticos do Palácio de Cristal, ocupam uma área de 8 hectares no centro do Porto e foram projetados no século XIX pelo arquiteto paisagista alemão Émille David, no contexto da construção do próprio edifício do Palácio de Cristal. Atualmente conservam-se ainda do projeto original, o Jardim Émille David na entrada principal, a Avenida das Tílias, o bosque e a conceção das varandas sobre o Douro. Podemos ainda contemplar as magníficas panorâmicas sobre o rio e sobre a cidade, que miradouros em posições estratégicas nos oferecem. De referir que estes jardins tirando partido do património botânico e da dinâmica lúdico-cultural, acolhe um Centro de Educação Ambiental. Flora: Tulipeiro da Virginia (Liriodendron tulipifera), Acer (Acer negundo), Tília (Cordata, Platyphyllos e Tomentosa), Camelia sp., Magnólia (Magnolia grandiflora), Metrosideros, Palmeira (Washingtonia Robusta), Araucaria (Araucaria Heterophylla) Infraestruturas Disponíveis: WC públicos; Cafetaria/Restaurantes; Campos desportivos (Futebol e Basquetebol); Parque Infantil; Biblioteca e Centro de Educação Ambiental (CEA) e Museu Romântico. 1 outubro a 30 março: 08h00-19h00 1 abril a 30 setembro: 08h00-21h00
Parque de Serralves
O Parque de Serralves, da primeira metade do século XX, foi o primeiro jardim privado nacional construído com base num projecto de arquitectura paisagística. Concluído em 1940,o jardim adequa-se ao perfil neoclássico da arte dos jardins franceses, ligeiramente modernizado, afastando-se do conceito tradicional de jardins vigente no Porto. Quer pelas características históricas e artísticas, quer pela dimensão (18 hectares), diversidade paisagística e estado de conservação, o Parque de Serralves é um lugar único no panorama nacional e internacional. Inclui paisagens muito diversificadas, desde os declinados socalcos aos frondosos bosques, da geometria labiríntica de uns jardins aos terrenos agrícolas, do roseiral ao lago romântico. Composto por vestígios de um jardim do século XIX, pela Quinta do Mata-Sete, pela Casa de Serralves e pelo Museu de Arte Contemporânea de Serralves, cujos jardins foram concebidos de modo a fundirem-se harmoniosamente com a paisagem envolvente e a estrutura edificada. Edifício classificado como monumento de interesse público.
Miradouro – Pérgola
Local romântico à beira mar, ladeado por um pequeno jardim, ideal para apreciar o pôr do sol. Estilo neoclássico, de cor amarelo dourado que vai variando com a luz do sol. As sombras das colunas e das traves criam um quadro abstracto no chão e nos jardins à volta. Existência de cafés e esplanadas nas proximidades.

Custo

0 €
Jardim da Foz
Os Jardins da Foz estendem-se ao longo da Avenida Montevideu e da Avenida do Brasil, na marginal marítima do Porto. Percorrendo estes jardins da primeira metade do séc. XX encontram-se vários pontos de interesse que fazem memória de diferentes personagens históricas e alegóricas. No início da Avenida de Montevideu encontra-se uma fonte inaugurada em 1931 da autoria de arquitecto Manuel Marques, que constitui um dos raros exemplares de fontes monumentais construídas no Porto no século XX. Também na Avenida Montevideu encontra-se o “Homem do Leme”, estátua inaugurada em 1934 que faz homenagem aos homens do mar. Na Avenida Brasil, descobre-se um busto que representa Luís de Camões, uma das personagens de maior destaque da cultura portuguesa do renascimento, da autoria de Irene Vilar. Ainda na Avenida Brasil pode observar-se uma escultura de 1937 que representa um salva-vidas no meio de uma tempestade, da autoria de Henrique Moreira. Dispõe de áreas e equipamentos para a prática de desporto.

Custo

0 €
Jardim do Cálem
Pequeno espaço ajardinado que se situa já quase na foz do Rio Douro. Oferece vistas magníficas sobre o rio e nele se destacam os altos choupos negros, assim como um monumento que recorda a expedição de Ceuta de 1415. O Jardim prolonga-se por plátanos alinhados, que se estendem até ao Passeio Alegre. Pelo caminho, nas Sobreiras, alguns relvados e plantações de árvores e arbustos ampliam o espaço verde.

Custo

0 €
  • 115.0 €
  • Turismo do Porto


    Atualizado pela última vez 2020-01-07

Mapa

Planeie a sua viagem

Chegada

Dotada de uma rede de acessibilidades em franca expansão é possível chegar facilmente à cidade de avião, autocarro, automóvel, barco, comboio ou metro.

História

O Porto é um dos destinos turísticos mais antigos da Europa e a riqueza do seu património artístico, o Vinho do Porto, os vastos espaços dedicados ao lazer e a sua vida cultural são apenas alguns dos motivos que convidam a visitar a cidade.

Informação Prática

Aqui encontra alguns dados essenciais sobre o Porto, bem como a referência a vários serviços públicos e privados disponíveis.

Deslocar-se

É fácil deslocar-se nos limites da cidade com recurso aos transportes públicos ou em viatura própria ou alugada.

Tudo o que precisa de saber