No próximo sábado, dia 12 de setembro, a Galeria Municipal do Porto irá apresentar duas novas exposições: "Prémio Paulo Cunha e Silva - 2.ª edição" e "Waves and Whirlpools". A primeira apresentará obras dos seis finalistas do Prémio, criado em 2015 pela Câmara do Porto, como homenagem ao antigo vereador da cultura Paulo Cunha e Silva.


O júri desta segunda edição - Isabel Lewis, John Akomfrah, Margarida Mendes e Shumon Basar - analisou os portefólios de 48 artistas, selecionados por um conjunto de 16 curadores por eles indicados, e selecionou os finalistas Basir Mahmood, Firenze Lai, Lebohang Kganye, Shaikha Al Mazrou, Song Ta e Steffani Jemison. Estes seis artistas são, nas palavras do júri, "vozes - estéticas, éticas, técnicas - que articulam o momento atual, ou pressentem até o que está para vir" e que os comoveram pela sua beleza, ternura, especulação política e até pela sua magia.


Basir Mahmood (Paquistão) recorre ao vídeo, ao filme e à fotografia para refletir sobre elementos sociais e históricos enraizados no quotidiano, enquanto Firenze Lai (Hong Kong) tenta expressar, nas suas pinturas e desenhos, estados de perceção expandida. Já a artista Lebohang Kganye (África do Sul) funde personagens fictícias com personagens "reais" para criar histórias, incorporando escultura, instalação e filme. A escultura é também o meio de eleição de Shaikha Al Mazrou (Emirados Árabes Unidos), artista fascinada pela materialidade na arte, que trabalha a cor e a forma para criar arranjos geométricos e abstratos.


Por sua vez, Song Ta (China) procura antagonizar as fronteiras estabelecidas entre definições de arte comercial e institucional com obras que exploram a conduta quotidiana de certos grupos da sociedade, enquanto o trabalho de Steffani Jemison (Estados Unidos da América) aborda a privacidade e a opacidade como estratégias de abstração e de resistência política.


O vencedor do prémio, no valor monetário de 25.000 euros, será anunciado no decorrer da exposição.


Também no dia 12 de setembro, mas na mezzanine da GMP, será apresentada a exposição "Waves and Whirlpools", de Luís Lázaro Matos, com curadoria de Martha Kirszenbaum (curadora do Pavilhão de França na 58.ª Bienal de Veneza, 2019). Excecionalmente, nos dias 12 e 13 de setembro, as duas exposições poderão ser visitadas até às 21,30 horas.


A entrada é livre, estando sujeita ao limite máximo de 30 pessoas e demais regras de higiene e segurança atualmente em vigor.


Todas as informações referentes à programação podem ser consultadas no site da Galeria Municipal do Porto.

Mais artigos

  • Câmara Municipal do Porto


    Atualizado pela última vez 2020-09-09