Lições, conversas, palavra soprada, rádio, cinema, concertos, oficinas e espetáculos constituem os pontos nevrálgicos da programação da grande festa do livro que, este ano, dá mais passos para novos espaços nos Jardins do Palácio de Cristal e estende-se até ao terreiro exterior da Casa do Roseiral, palco dos Concertos de Bolso, com programação dos Maus Hábitos.


Esta é uma das novidades da edição e o objetivo dos concertos de final de tarde é o de reunir músicos de diferentes géneros e gerações, e assim esboçar um retrato do panorama musical na cidade. Os Baleia, Baleia, Baleia, Angélica Salvi ou Peixe são alguns dos nomes que subirão, diariamente, ao palco.


A "diversificação de espaços e a programação atividades simultâneas" foi, de resto, uma das preocupações centrais da Feira do Livro do Porto, que pretende igualmente incentivar "a atividade comercial" de um setor que tem sido muito penalizado pela pandemia, salientou Rui Moreira.


Nos 119 stands inscritos, que representam 80 entidades (entre livreiros, editoras, alfarrabistas, distribuidores, e entidades públicas ou privadas), estão garantidas medidas preventivas e de segurança, com a disponibilização de álcool gel e desinfetante. Também o Batalhão de Sapadores Bombeiros do Porto assegurará, amiúde, a limpeza especial do recinto.


O programa, sob a coordenação de Nuno Faria, diretor do Museu da Cidade, é ativado por uma vasta equipa de programação, onde se integra João Gesta, nas Quintas de Leitura e noutros programas de encontro e poesia. Ao auditório do Super Bock Arena - Pavilhão Rosa Mota levará uma edição especial deste marcante ciclo de poesia, dando voz a 30 mulheres poetas, "relampejantes e insubmissas". Um verso de Filipa Leal, "Senhor, Enche o Meu Quarto de Alto Mar", dá o título à sessão.


Guilherme Blanc, diretor de Arte Contemporânea e Cinema da empresa municipal Ágora, que desenvolveu o ciclo de cinema, apresentará no auditório da Biblioteca Municipal Almeida Garrett  uma antologia da obra de Lynn Hershman. Ao longo de cinco sessões, o público (limitado ao espaço definido para a sala), perceberá como - através da ficção, da linguagem documental e do ensaio - a obra da artista antecipou visualidades e conceitos que marcam práticas artísticas atuais.


A dupla de curadores convidados Anabela Mota Ribeiro e José Eduardo Agualusa regressa com a programação das Lições e Debates. As Lições vão debruçar-se sobre heroínas da ficção a partir da interpretação e análise de cinco convidadas, entre elas Bovary ou Karenina. Já os debates contarão com a participação de Gonçalo M. Tavares, Richard Zimler ou Sobrinho Simões, entre outros convidados sonantes.


Durante o evento, serão lançadas duas edições. A primeira, reúne numa só obra, a poesia da homenageada Leonor de Almeida. Já a segunda edição, é dedicada ao livro "1820-2020", que assinala o bicentenário da Revolução Liberal do Porto.


Concertos da Porta-Jazz ao relento, ecos da Biblioteca Sonora, rádio com transmissões em direto, duas poetas residentes, um programa infanto-juvenil, entre outros atrativos, como um concerto de encerramento com Mário Laginha e Pedro Burmester, compõem ainda o programa da Feira do Livro do Porto 2020, a sétima edição organizada pela Câmara do Porto nos Jardins do Palácio de Cristal. 

Mais artigos

  • Câmara Municipal do Porto


    Atualizado pela última vez 2020-07-22