14 Setembro 2020 a 20 Setembro 2020

YOKO ONO | O JARDIM DA APRENDIZAGEM DA LIBERDADE

30/05/2020

Yoko Ono: O jardim da aprendizagem da liberdade é uma vasta exposição dedicada ao trabalho da icónica artista Yoko Ono, que reúne objetos, obras em papel, instalações, performances, gravações em áudio e filmes, além de materiais de arquivo raramente vistos. A mostra apresenta um abrangente panorama da multifacetada produção desta artista pioneira da arte conceptual e da performance que durante os primeiros anos de sua extensa carreira viveu entre Nova Iorque, Tóquio e Londres, tendo tido um papel precursor no desenvolvimento do conceptualismo, da arte performativa e do filme experimental a nível internacional. Ideias, mais do que materiais, são a principal componente do seu trabalho. Muitas dessas ideias são poéticas, absurdas e utópicas, enquanto outras são específicas e práticas. Algumas são transformadas em objetos, enquanto outras permanecem imateriais. Frequentemente, a obra reflete o sentido de humor da artista, bem como sua postura marcadamente sociocrítica. O ponto de partida para muitos dos trabalhos de Yoko Ono encontra-se nas suas Instructions [Instruções]: diretrizes orais ou escritas para os espectadores, que oferecem um conjunto de sugestões e atribuem ao público um papel muito mais ativo do que é geralmente esperado no mundo da arte.

Ciclo de Circo Trengolas

28/08/2020

Integrado na Feira do Livro do Porto e na programação do Teatro Municipal do Porto, o ciclo, que conta com um total de 20 apresentações e 14 espetáculos, passará por três espaços da Invicta: os Jardins do Palácio de Cristal, o Parque de S. Roque e a Praça D. João I. O arranque acontece às 21,30 horas, nos jardins de São Roque, com o espetáculo "Asas D'Areia", do Teatro do Mar. No dia 29 de agosto, segue-se "T0 Wip", de Thorsten Grütjen, que se repete às 15 e às 18 horas, também no parque situado na Rua S. Roque da Lameira. No dia seguinte, o mesmo espaço da cidade acolhe, às 11 e às 12 horas, duas apresentações da performance "Pequena Circoonferencia", da companhia Radar 360°. A partir das 17 horas do dia 30 de agosto, será a vez do grupo "Trengos à Solta" andarem pelos Jardins do Palácio de Cristal. A abrir o mês de setembro, o espetáculo "Crasshduo Circus", da companhia Crassh, marca a entrada por novas incursões do circo contemporâneo, no dia 5, com uma sessão às 15 e outra às 18 horas. Já no domingo, dia 6 de setembro, pelas 17 horas, a animação vai estar a cargo de uma segunda vaga da trupe de artistas "Trengos à Solta", nos Jardins do Palácio. "Por um Fio", do acrobata portuense Daniel Seabra, é a performance que se segue, apresentada no dia 12, sábado, nos jardins de S. Roque, com uma sessão às 15 e outra às 18 horas. No dia seguinte, domingo, pelas 17 horas, "novas diatribes" apresentam um coletivo renovado de "Trengos à Solta", no Palácio de Cristal. Para encerrar o ciclo de performances de rua, os dias 18 e 19 de setembro estão reservados para a estreia do espetáculo da companhia anfitriã do evento, a Erva Daninha, com "Ready" a ser apresentado nos dois dias, às 21 horas, na Praça D. João I. A organização do ciclo Trengolas teve por objetivo garantir a programação prevista para o Festival Trengo e ainda reforçar com mais de 40 artistas e técnicos residentes em Portugal que, devido à ausência de trabalho nos últimos meses, viram a sua atividade ser fortemente prejudicada.

Da Coleção de Serralves no Palácio da Bolsa: Ana Vieira

Até 30/09/2020

10 €

Ana Vieira pertence à primeira geração de artistas portugueses que, nos anos 1960, questionou o lugar central dos meios tradicionais pintura e escultura na produção artística. A obra Sem título (1968) integra um conjunto de trabalhos realizados pela artista no início da sua carreira que colocam em evidência a recusa da natureza da pintura e uma poética reflexiva em torno do espaço. Este trabalho histórico de Ana Vieira é apresentado no Palácio da Bolsa no âmbito do programa nacional de itinerâncias da Coleção de Serralves, que tem por objetivo tornar o acervo da Fundação acessível a públicos diversificados de todas as regiões do país.

Mercado da Ribeira

Até 31/12/2020

O Mercado da Ribeira é constituído por 10 lojas, e foi criado após a renovação do antigo mercado. Produtos alimentares na sua vertente tradicional, produtos de interesse turístico e promocionais, e restauração. Localização: Cais da Ribeira (Junto ao pilar norte da Ponte D. Luís I)


YOKO ONO | O JARDIM DA APRENDIZAGEM DA LIBERDADE

30/05/2020

Yoko Ono: O jardim da aprendizagem da liberdade é uma vasta exposição dedicada ao trabalho da icónica artista Yoko Ono, que reúne objetos, obras em papel, instalações, performances, gravações em áudio e filmes, além de materiais de arquivo raramente vistos. A mostra apresenta um abrangente panorama da multifacetada produção desta artista pioneira da arte conceptual e da performance que durante os primeiros anos de sua extensa carreira viveu entre Nova Iorque, Tóquio e Londres, tendo tido um papel precursor no desenvolvimento do conceptualismo, da arte performativa e do filme experimental a nível internacional. Ideias, mais do que materiais, são a principal componente do seu trabalho. Muitas dessas ideias são poéticas, absurdas e utópicas, enquanto outras são específicas e práticas. Algumas são transformadas em objetos, enquanto outras permanecem imateriais. Frequentemente, a obra reflete o sentido de humor da artista, bem como sua postura marcadamente sociocrítica. O ponto de partida para muitos dos trabalhos de Yoko Ono encontra-se nas suas Instructions [Instruções]: diretrizes orais ou escritas para os espectadores, que oferecem um conjunto de sugestões e atribuem ao público um papel muito mais ativo do que é geralmente esperado no mundo da arte.

Ciclo de Circo Trengolas

28/08/2020

Integrado na Feira do Livro do Porto e na programação do Teatro Municipal do Porto, o ciclo, que conta com um total de 20 apresentações e 14 espetáculos, passará por três espaços da Invicta: os Jardins do Palácio de Cristal, o Parque de S. Roque e a Praça D. João I. O arranque acontece às 21,30 horas, nos jardins de São Roque, com o espetáculo "Asas D'Areia", do Teatro do Mar. No dia 29 de agosto, segue-se "T0 Wip", de Thorsten Grütjen, que se repete às 15 e às 18 horas, também no parque situado na Rua S. Roque da Lameira. No dia seguinte, o mesmo espaço da cidade acolhe, às 11 e às 12 horas, duas apresentações da performance "Pequena Circoonferencia", da companhia Radar 360°. A partir das 17 horas do dia 30 de agosto, será a vez do grupo "Trengos à Solta" andarem pelos Jardins do Palácio de Cristal. A abrir o mês de setembro, o espetáculo "Crasshduo Circus", da companhia Crassh, marca a entrada por novas incursões do circo contemporâneo, no dia 5, com uma sessão às 15 e outra às 18 horas. Já no domingo, dia 6 de setembro, pelas 17 horas, a animação vai estar a cargo de uma segunda vaga da trupe de artistas "Trengos à Solta", nos Jardins do Palácio. "Por um Fio", do acrobata portuense Daniel Seabra, é a performance que se segue, apresentada no dia 12, sábado, nos jardins de S. Roque, com uma sessão às 15 e outra às 18 horas. No dia seguinte, domingo, pelas 17 horas, "novas diatribes" apresentam um coletivo renovado de "Trengos à Solta", no Palácio de Cristal. Para encerrar o ciclo de performances de rua, os dias 18 e 19 de setembro estão reservados para a estreia do espetáculo da companhia anfitriã do evento, a Erva Daninha, com "Ready" a ser apresentado nos dois dias, às 21 horas, na Praça D. João I. A organização do ciclo Trengolas teve por objetivo garantir a programação prevista para o Festival Trengo e ainda reforçar com mais de 40 artistas e técnicos residentes em Portugal que, devido à ausência de trabalho nos últimos meses, viram a sua atividade ser fortemente prejudicada.

Da Coleção de Serralves no Palácio da Bolsa: Ana Vieira

Até 30/09/2020

10 €

Ana Vieira pertence à primeira geração de artistas portugueses que, nos anos 1960, questionou o lugar central dos meios tradicionais pintura e escultura na produção artística. A obra Sem título (1968) integra um conjunto de trabalhos realizados pela artista no início da sua carreira que colocam em evidência a recusa da natureza da pintura e uma poética reflexiva em torno do espaço. Este trabalho histórico de Ana Vieira é apresentado no Palácio da Bolsa no âmbito do programa nacional de itinerâncias da Coleção de Serralves, que tem por objetivo tornar o acervo da Fundação acessível a públicos diversificados de todas as regiões do país.

Mercado da Ribeira

Até 31/12/2020

O Mercado da Ribeira é constituído por 10 lojas, e foi criado após a renovação do antigo mercado. Produtos alimentares na sua vertente tradicional, produtos de interesse turístico e promocionais, e restauração. Localização: Cais da Ribeira (Junto ao pilar norte da Ponte D. Luís I)


YOKO ONO | O JARDIM DA APRENDIZAGEM DA LIBERDADE

30/05/2020

Yoko Ono: O jardim da aprendizagem da liberdade é uma vasta exposição dedicada ao trabalho da icónica artista Yoko Ono, que reúne objetos, obras em papel, instalações, performances, gravações em áudio e filmes, além de materiais de arquivo raramente vistos. A mostra apresenta um abrangente panorama da multifacetada produção desta artista pioneira da arte conceptual e da performance que durante os primeiros anos de sua extensa carreira viveu entre Nova Iorque, Tóquio e Londres, tendo tido um papel precursor no desenvolvimento do conceptualismo, da arte performativa e do filme experimental a nível internacional. Ideias, mais do que materiais, são a principal componente do seu trabalho. Muitas dessas ideias são poéticas, absurdas e utópicas, enquanto outras são específicas e práticas. Algumas são transformadas em objetos, enquanto outras permanecem imateriais. Frequentemente, a obra reflete o sentido de humor da artista, bem como sua postura marcadamente sociocrítica. O ponto de partida para muitos dos trabalhos de Yoko Ono encontra-se nas suas Instructions [Instruções]: diretrizes orais ou escritas para os espectadores, que oferecem um conjunto de sugestões e atribuem ao público um papel muito mais ativo do que é geralmente esperado no mundo da arte.

Ciclo de Circo Trengolas

28/08/2020

Integrado na Feira do Livro do Porto e na programação do Teatro Municipal do Porto, o ciclo, que conta com um total de 20 apresentações e 14 espetáculos, passará por três espaços da Invicta: os Jardins do Palácio de Cristal, o Parque de S. Roque e a Praça D. João I. O arranque acontece às 21,30 horas, nos jardins de São Roque, com o espetáculo "Asas D'Areia", do Teatro do Mar. No dia 29 de agosto, segue-se "T0 Wip", de Thorsten Grütjen, que se repete às 15 e às 18 horas, também no parque situado na Rua S. Roque da Lameira. No dia seguinte, o mesmo espaço da cidade acolhe, às 11 e às 12 horas, duas apresentações da performance "Pequena Circoonferencia", da companhia Radar 360°. A partir das 17 horas do dia 30 de agosto, será a vez do grupo "Trengos à Solta" andarem pelos Jardins do Palácio de Cristal. A abrir o mês de setembro, o espetáculo "Crasshduo Circus", da companhia Crassh, marca a entrada por novas incursões do circo contemporâneo, no dia 5, com uma sessão às 15 e outra às 18 horas. Já no domingo, dia 6 de setembro, pelas 17 horas, a animação vai estar a cargo de uma segunda vaga da trupe de artistas "Trengos à Solta", nos Jardins do Palácio. "Por um Fio", do acrobata portuense Daniel Seabra, é a performance que se segue, apresentada no dia 12, sábado, nos jardins de S. Roque, com uma sessão às 15 e outra às 18 horas. No dia seguinte, domingo, pelas 17 horas, "novas diatribes" apresentam um coletivo renovado de "Trengos à Solta", no Palácio de Cristal. Para encerrar o ciclo de performances de rua, os dias 18 e 19 de setembro estão reservados para a estreia do espetáculo da companhia anfitriã do evento, a Erva Daninha, com "Ready" a ser apresentado nos dois dias, às 21 horas, na Praça D. João I. A organização do ciclo Trengolas teve por objetivo garantir a programação prevista para o Festival Trengo e ainda reforçar com mais de 40 artistas e técnicos residentes em Portugal que, devido à ausência de trabalho nos últimos meses, viram a sua atividade ser fortemente prejudicada.

Da Coleção de Serralves no Palácio da Bolsa: Ana Vieira

Até 30/09/2020

10 €

Ana Vieira pertence à primeira geração de artistas portugueses que, nos anos 1960, questionou o lugar central dos meios tradicionais pintura e escultura na produção artística. A obra Sem título (1968) integra um conjunto de trabalhos realizados pela artista no início da sua carreira que colocam em evidência a recusa da natureza da pintura e uma poética reflexiva em torno do espaço. Este trabalho histórico de Ana Vieira é apresentado no Palácio da Bolsa no âmbito do programa nacional de itinerâncias da Coleção de Serralves, que tem por objetivo tornar o acervo da Fundação acessível a públicos diversificados de todas as regiões do país.

Mercado da Ribeira

Até 31/12/2020

O Mercado da Ribeira é constituído por 10 lojas, e foi criado após a renovação do antigo mercado. Produtos alimentares na sua vertente tradicional, produtos de interesse turístico e promocionais, e restauração. Localização: Cais da Ribeira (Junto ao pilar norte da Ponte D. Luís I)


YOKO ONO | O JARDIM DA APRENDIZAGEM DA LIBERDADE

30/05/2020

Yoko Ono: O jardim da aprendizagem da liberdade é uma vasta exposição dedicada ao trabalho da icónica artista Yoko Ono, que reúne objetos, obras em papel, instalações, performances, gravações em áudio e filmes, além de materiais de arquivo raramente vistos. A mostra apresenta um abrangente panorama da multifacetada produção desta artista pioneira da arte conceptual e da performance que durante os primeiros anos de sua extensa carreira viveu entre Nova Iorque, Tóquio e Londres, tendo tido um papel precursor no desenvolvimento do conceptualismo, da arte performativa e do filme experimental a nível internacional. Ideias, mais do que materiais, são a principal componente do seu trabalho. Muitas dessas ideias são poéticas, absurdas e utópicas, enquanto outras são específicas e práticas. Algumas são transformadas em objetos, enquanto outras permanecem imateriais. Frequentemente, a obra reflete o sentido de humor da artista, bem como sua postura marcadamente sociocrítica. O ponto de partida para muitos dos trabalhos de Yoko Ono encontra-se nas suas Instructions [Instruções]: diretrizes orais ou escritas para os espectadores, que oferecem um conjunto de sugestões e atribuem ao público um papel muito mais ativo do que é geralmente esperado no mundo da arte.

Ciclo de Circo Trengolas

28/08/2020

Integrado na Feira do Livro do Porto e na programação do Teatro Municipal do Porto, o ciclo, que conta com um total de 20 apresentações e 14 espetáculos, passará por três espaços da Invicta: os Jardins do Palácio de Cristal, o Parque de S. Roque e a Praça D. João I. O arranque acontece às 21,30 horas, nos jardins de São Roque, com o espetáculo "Asas D'Areia", do Teatro do Mar. No dia 29 de agosto, segue-se "T0 Wip", de Thorsten Grütjen, que se repete às 15 e às 18 horas, também no parque situado na Rua S. Roque da Lameira. No dia seguinte, o mesmo espaço da cidade acolhe, às 11 e às 12 horas, duas apresentações da performance "Pequena Circoonferencia", da companhia Radar 360°. A partir das 17 horas do dia 30 de agosto, será a vez do grupo "Trengos à Solta" andarem pelos Jardins do Palácio de Cristal. A abrir o mês de setembro, o espetáculo "Crasshduo Circus", da companhia Crassh, marca a entrada por novas incursões do circo contemporâneo, no dia 5, com uma sessão às 15 e outra às 18 horas. Já no domingo, dia 6 de setembro, pelas 17 horas, a animação vai estar a cargo de uma segunda vaga da trupe de artistas "Trengos à Solta", nos Jardins do Palácio. "Por um Fio", do acrobata portuense Daniel Seabra, é a performance que se segue, apresentada no dia 12, sábado, nos jardins de S. Roque, com uma sessão às 15 e outra às 18 horas. No dia seguinte, domingo, pelas 17 horas, "novas diatribes" apresentam um coletivo renovado de "Trengos à Solta", no Palácio de Cristal. Para encerrar o ciclo de performances de rua, os dias 18 e 19 de setembro estão reservados para a estreia do espetáculo da companhia anfitriã do evento, a Erva Daninha, com "Ready" a ser apresentado nos dois dias, às 21 horas, na Praça D. João I. A organização do ciclo Trengolas teve por objetivo garantir a programação prevista para o Festival Trengo e ainda reforçar com mais de 40 artistas e técnicos residentes em Portugal que, devido à ausência de trabalho nos últimos meses, viram a sua atividade ser fortemente prejudicada.

Da Coleção de Serralves no Palácio da Bolsa: Ana Vieira

Até 30/09/2020

10 €

Ana Vieira pertence à primeira geração de artistas portugueses que, nos anos 1960, questionou o lugar central dos meios tradicionais pintura e escultura na produção artística. A obra Sem título (1968) integra um conjunto de trabalhos realizados pela artista no início da sua carreira que colocam em evidência a recusa da natureza da pintura e uma poética reflexiva em torno do espaço. Este trabalho histórico de Ana Vieira é apresentado no Palácio da Bolsa no âmbito do programa nacional de itinerâncias da Coleção de Serralves, que tem por objetivo tornar o acervo da Fundação acessível a públicos diversificados de todas as regiões do país.

Mercado de Artesanato do Porto

Até 31/12/2020

O evento realiza-se às sextas e sábados, todas as semanas, na Praça de Parada Leitão.  O Mercado de Artesanato do Porto é uma iniciativa municipal que, semanalmente, reúne os produtos artesanais de cerca de 80 comerciantes. Como se trata de um evento ao ar livre, o seu funcionamento está sempre dependente das condições climáticas.  Local: Praça de Parada Leitão


YOKO ONO | O JARDIM DA APRENDIZAGEM DA LIBERDADE

30/05/2020

Yoko Ono: O jardim da aprendizagem da liberdade é uma vasta exposição dedicada ao trabalho da icónica artista Yoko Ono, que reúne objetos, obras em papel, instalações, performances, gravações em áudio e filmes, além de materiais de arquivo raramente vistos. A mostra apresenta um abrangente panorama da multifacetada produção desta artista pioneira da arte conceptual e da performance que durante os primeiros anos de sua extensa carreira viveu entre Nova Iorque, Tóquio e Londres, tendo tido um papel precursor no desenvolvimento do conceptualismo, da arte performativa e do filme experimental a nível internacional. Ideias, mais do que materiais, são a principal componente do seu trabalho. Muitas dessas ideias são poéticas, absurdas e utópicas, enquanto outras são específicas e práticas. Algumas são transformadas em objetos, enquanto outras permanecem imateriais. Frequentemente, a obra reflete o sentido de humor da artista, bem como sua postura marcadamente sociocrítica. O ponto de partida para muitos dos trabalhos de Yoko Ono encontra-se nas suas Instructions [Instruções]: diretrizes orais ou escritas para os espectadores, que oferecem um conjunto de sugestões e atribuem ao público um papel muito mais ativo do que é geralmente esperado no mundo da arte.

Ciclo de Circo Trengolas

28/08/2020

Integrado na Feira do Livro do Porto e na programação do Teatro Municipal do Porto, o ciclo, que conta com um total de 20 apresentações e 14 espetáculos, passará por três espaços da Invicta: os Jardins do Palácio de Cristal, o Parque de S. Roque e a Praça D. João I. O arranque acontece às 21,30 horas, nos jardins de São Roque, com o espetáculo "Asas D'Areia", do Teatro do Mar. No dia 29 de agosto, segue-se "T0 Wip", de Thorsten Grütjen, que se repete às 15 e às 18 horas, também no parque situado na Rua S. Roque da Lameira. No dia seguinte, o mesmo espaço da cidade acolhe, às 11 e às 12 horas, duas apresentações da performance "Pequena Circoonferencia", da companhia Radar 360°. A partir das 17 horas do dia 30 de agosto, será a vez do grupo "Trengos à Solta" andarem pelos Jardins do Palácio de Cristal. A abrir o mês de setembro, o espetáculo "Crasshduo Circus", da companhia Crassh, marca a entrada por novas incursões do circo contemporâneo, no dia 5, com uma sessão às 15 e outra às 18 horas. Já no domingo, dia 6 de setembro, pelas 17 horas, a animação vai estar a cargo de uma segunda vaga da trupe de artistas "Trengos à Solta", nos Jardins do Palácio. "Por um Fio", do acrobata portuense Daniel Seabra, é a performance que se segue, apresentada no dia 12, sábado, nos jardins de S. Roque, com uma sessão às 15 e outra às 18 horas. No dia seguinte, domingo, pelas 17 horas, "novas diatribes" apresentam um coletivo renovado de "Trengos à Solta", no Palácio de Cristal. Para encerrar o ciclo de performances de rua, os dias 18 e 19 de setembro estão reservados para a estreia do espetáculo da companhia anfitriã do evento, a Erva Daninha, com "Ready" a ser apresentado nos dois dias, às 21 horas, na Praça D. João I. A organização do ciclo Trengolas teve por objetivo garantir a programação prevista para o Festival Trengo e ainda reforçar com mais de 40 artistas e técnicos residentes em Portugal que, devido à ausência de trabalho nos últimos meses, viram a sua atividade ser fortemente prejudicada.

Da Coleção de Serralves no Palácio da Bolsa: Ana Vieira

Até 30/09/2020

10 €

Ana Vieira pertence à primeira geração de artistas portugueses que, nos anos 1960, questionou o lugar central dos meios tradicionais pintura e escultura na produção artística. A obra Sem título (1968) integra um conjunto de trabalhos realizados pela artista no início da sua carreira que colocam em evidência a recusa da natureza da pintura e uma poética reflexiva em torno do espaço. Este trabalho histórico de Ana Vieira é apresentado no Palácio da Bolsa no âmbito do programa nacional de itinerâncias da Coleção de Serralves, que tem por objetivo tornar o acervo da Fundação acessível a públicos diversificados de todas as regiões do país.

Mercado de Artesanato do Porto

Até 31/12/2020

O evento realiza-se às sextas e sábados, todas as semanas, na Praça de Parada Leitão.  O Mercado de Artesanato do Porto é uma iniciativa municipal que, semanalmente, reúne os produtos artesanais de cerca de 80 comerciantes. Como se trata de um evento ao ar livre, o seu funcionamento está sempre dependente das condições climáticas.  Local: Praça de Parada Leitão


YOKO ONO | O JARDIM DA APRENDIZAGEM DA LIBERDADE

30/05/2020

Yoko Ono: O jardim da aprendizagem da liberdade é uma vasta exposição dedicada ao trabalho da icónica artista Yoko Ono, que reúne objetos, obras em papel, instalações, performances, gravações em áudio e filmes, além de materiais de arquivo raramente vistos. A mostra apresenta um abrangente panorama da multifacetada produção desta artista pioneira da arte conceptual e da performance que durante os primeiros anos de sua extensa carreira viveu entre Nova Iorque, Tóquio e Londres, tendo tido um papel precursor no desenvolvimento do conceptualismo, da arte performativa e do filme experimental a nível internacional. Ideias, mais do que materiais, são a principal componente do seu trabalho. Muitas dessas ideias são poéticas, absurdas e utópicas, enquanto outras são específicas e práticas. Algumas são transformadas em objetos, enquanto outras permanecem imateriais. Frequentemente, a obra reflete o sentido de humor da artista, bem como sua postura marcadamente sociocrítica. O ponto de partida para muitos dos trabalhos de Yoko Ono encontra-se nas suas Instructions [Instruções]: diretrizes orais ou escritas para os espectadores, que oferecem um conjunto de sugestões e atribuem ao público um papel muito mais ativo do que é geralmente esperado no mundo da arte.

Ciclo de Circo Trengolas

28/08/2020

Integrado na Feira do Livro do Porto e na programação do Teatro Municipal do Porto, o ciclo, que conta com um total de 20 apresentações e 14 espetáculos, passará por três espaços da Invicta: os Jardins do Palácio de Cristal, o Parque de S. Roque e a Praça D. João I. O arranque acontece às 21,30 horas, nos jardins de São Roque, com o espetáculo "Asas D'Areia", do Teatro do Mar. No dia 29 de agosto, segue-se "T0 Wip", de Thorsten Grütjen, que se repete às 15 e às 18 horas, também no parque situado na Rua S. Roque da Lameira. No dia seguinte, o mesmo espaço da cidade acolhe, às 11 e às 12 horas, duas apresentações da performance "Pequena Circoonferencia", da companhia Radar 360°. A partir das 17 horas do dia 30 de agosto, será a vez do grupo "Trengos à Solta" andarem pelos Jardins do Palácio de Cristal. A abrir o mês de setembro, o espetáculo "Crasshduo Circus", da companhia Crassh, marca a entrada por novas incursões do circo contemporâneo, no dia 5, com uma sessão às 15 e outra às 18 horas. Já no domingo, dia 6 de setembro, pelas 17 horas, a animação vai estar a cargo de uma segunda vaga da trupe de artistas "Trengos à Solta", nos Jardins do Palácio. "Por um Fio", do acrobata portuense Daniel Seabra, é a performance que se segue, apresentada no dia 12, sábado, nos jardins de S. Roque, com uma sessão às 15 e outra às 18 horas. No dia seguinte, domingo, pelas 17 horas, "novas diatribes" apresentam um coletivo renovado de "Trengos à Solta", no Palácio de Cristal. Para encerrar o ciclo de performances de rua, os dias 18 e 19 de setembro estão reservados para a estreia do espetáculo da companhia anfitriã do evento, a Erva Daninha, com "Ready" a ser apresentado nos dois dias, às 21 horas, na Praça D. João I. A organização do ciclo Trengolas teve por objetivo garantir a programação prevista para o Festival Trengo e ainda reforçar com mais de 40 artistas e técnicos residentes em Portugal que, devido à ausência de trabalho nos últimos meses, viram a sua atividade ser fortemente prejudicada.

Renault Porto Pro

18/09/2020

É já neste fim de semana que as praias do Porto e de Matosinhos vão receber os melhores surfistas nacionais, naquela que é a 15.ª edição consecutiva da etapa nortenha, uma das mais históricas do calendário da Liga Meo Surf. Marcado para os próximos dias 18, 19 e 20 de setembro, o Renault Porto Pro constitui a quarta e antepenúltima etapa deste ano da principal prova de surf em Portugal, definindo os títulos de campeões nacionais da modalidade. Num ano excecional, assinalado por condicionantes inéditas, a Liga Meo Surf mantém-se como a única competição oficial em todo o mundo a atribuir um título de surf. As três primeiras etapas da competição tiveram lugar, respetivamente, na Figueira da Foz, na Ericeira e em Sintra, cabendo agora ao Porto abrir as hostilidades desta segunda e decisiva fase da temporada desportiva, que terá a sua conclusão em Cascais. Afonso Antunes, no quadro masculino, e Teresa Bonvalot, na vertente feminina, lideram os respetivos rankings à entrada para a etapa do Porto, habitualmente decisiva para as contas do título, já que o vencedor do Renault Porto Pro acaba sempre por se sagrar campeão nacional. Como tem sido habitual nos últimos anos, a Praia Internacional do Porto será o palco principal da competição, este ano sem presença de público, ficando a praia de Leça da Palmeira como palco alternativo. O Renault Porto Pro poderá ser acompanhado a partir de casa, em direto na Sport TV, assim como nos restantes meios oficiais: Facebook do Meo, na posição 810 da grelha de canais Meo, em ligameosurf.pt e nas redes sociais em @ansurfistas.

Da Coleção de Serralves no Palácio da Bolsa: Ana Vieira

Até 30/09/2020

10 €

Ana Vieira pertence à primeira geração de artistas portugueses que, nos anos 1960, questionou o lugar central dos meios tradicionais pintura e escultura na produção artística. A obra Sem título (1968) integra um conjunto de trabalhos realizados pela artista no início da sua carreira que colocam em evidência a recusa da natureza da pintura e uma poética reflexiva em torno do espaço. Este trabalho histórico de Ana Vieira é apresentado no Palácio da Bolsa no âmbito do programa nacional de itinerâncias da Coleção de Serralves, que tem por objetivo tornar o acervo da Fundação acessível a públicos diversificados de todas as regiões do país.


YOKO ONO | O JARDIM DA APRENDIZAGEM DA LIBERDADE

30/05/2020

Yoko Ono: O jardim da aprendizagem da liberdade é uma vasta exposição dedicada ao trabalho da icónica artista Yoko Ono, que reúne objetos, obras em papel, instalações, performances, gravações em áudio e filmes, além de materiais de arquivo raramente vistos. A mostra apresenta um abrangente panorama da multifacetada produção desta artista pioneira da arte conceptual e da performance que durante os primeiros anos de sua extensa carreira viveu entre Nova Iorque, Tóquio e Londres, tendo tido um papel precursor no desenvolvimento do conceptualismo, da arte performativa e do filme experimental a nível internacional. Ideias, mais do que materiais, são a principal componente do seu trabalho. Muitas dessas ideias são poéticas, absurdas e utópicas, enquanto outras são específicas e práticas. Algumas são transformadas em objetos, enquanto outras permanecem imateriais. Frequentemente, a obra reflete o sentido de humor da artista, bem como sua postura marcadamente sociocrítica. O ponto de partida para muitos dos trabalhos de Yoko Ono encontra-se nas suas Instructions [Instruções]: diretrizes orais ou escritas para os espectadores, que oferecem um conjunto de sugestões e atribuem ao público um papel muito mais ativo do que é geralmente esperado no mundo da arte.

Renault Porto Pro

18/09/2020

É já neste fim de semana que as praias do Porto e de Matosinhos vão receber os melhores surfistas nacionais, naquela que é a 15.ª edição consecutiva da etapa nortenha, uma das mais históricas do calendário da Liga Meo Surf. Marcado para os próximos dias 18, 19 e 20 de setembro, o Renault Porto Pro constitui a quarta e antepenúltima etapa deste ano da principal prova de surf em Portugal, definindo os títulos de campeões nacionais da modalidade. Num ano excecional, assinalado por condicionantes inéditas, a Liga Meo Surf mantém-se como a única competição oficial em todo o mundo a atribuir um título de surf. As três primeiras etapas da competição tiveram lugar, respetivamente, na Figueira da Foz, na Ericeira e em Sintra, cabendo agora ao Porto abrir as hostilidades desta segunda e decisiva fase da temporada desportiva, que terá a sua conclusão em Cascais. Afonso Antunes, no quadro masculino, e Teresa Bonvalot, na vertente feminina, lideram os respetivos rankings à entrada para a etapa do Porto, habitualmente decisiva para as contas do título, já que o vencedor do Renault Porto Pro acaba sempre por se sagrar campeão nacional. Como tem sido habitual nos últimos anos, a Praia Internacional do Porto será o palco principal da competição, este ano sem presença de público, ficando a praia de Leça da Palmeira como palco alternativo. O Renault Porto Pro poderá ser acompanhado a partir de casa, em direto na Sport TV, assim como nos restantes meios oficiais: Facebook do Meo, na posição 810 da grelha de canais Meo, em ligameosurf.pt e nas redes sociais em @ansurfistas.

URBAN MARKET • MEET DESIGNERS & MAKERS

Até 19/09/2020

Setembro chegou, e com ele trouxe duas edições do Urban Market. Para muitos Setembro sempre foi um mês de recomeços. Este vai ter um sabor especial, é o regresso após 7 meses à escola, ao trabalho. É uma boa altura para carregar no botão de reiniciar. O Urban Market volta a uma casa que nos acolhe há 7 anos, desta vez, com duas edições no bonito mainfloor do Hard Club. Nos fins de semana de 12 e 13, e 19 e 20 de Setembro ocupamos o emblemático mainfloor do Hard Club. Durante estes dois dias acompanham-nos, sempre com excelente música, os bonitos “Sunsets na esplanada”. Nestes dias a música estará entregue a diversos Dj’s, já conhecidos no panorama Portuense. Dia 12 – SIMONE e Dia 19 – GHETTHOVEN Nesta edição vamos juntar-nos ao Hard Club e apoiar a recolha de alimentos para a União Audiovisual. Esta ação serve única e exclusivamente para ajudar quem trabalha no ramo audiovisual e que precisa de bens alimentares. A quem nos visita deixamos aqui o apelo para trazerem alguns bens alimentares ao Hard Club, durante os dois dias do evento. Respeitando as regras impostas pela DGS, visitem-nos e tragam a vossa melhor máscara.

Feira dos Passarinhos

Até 28/12/2020

Venda de aves e outros animais, enquanto animais de companhia, assim como gaiolas, comedouros, bebedouros, poleiros, alimentação e demais artigos necessários para o alojamento, manutenção e criação das espécies de animais.