Porto Masquerade Carnival

28/02/2022

18 €

Preparados para a noite mais carnavalesca do ano? O Lust Porto vai ser transformado num autêntico sambódromo por uma noite, com bar aberto. O que significa bar aberto toda a noite? Podes pedir as bebidas que quiseres, toda a noite em todos os bares. As bebidas de serviço incluem Moskovskaya, Grants, Gordon's, Captain Morgan, Malibu, Safari, Mysthic Black e Mysthic Morango. As entradas VIP podem contar com bebidas como Absolut, Redlabel, Bombay Sapphire, Gordon's Pink, Malibu, Safari, Mysthic Black e Mysthic Morango. Prepara o teu melhor disfarce para o maior sambódromo da cidade.

Mercado da Alegria 

Até 25/09/2022

O Mercado da Alegria regressa para mais um dia de muita animação e de boas compras, das 9 às 19 horas, entre as sombras frescas do frondoso Jardim do Passeio Alegre. Porque não recebe só emprestado o nome do recinto que o acolhe, o evento prima pela simpatia dos vendedores, aliado à qualidade dos produtos comercializados, sejam eles de cariz artesanal, peças de joalharia e bijuteria, acessórios de moda, peças de decoração, ou produtos da terra e regionais. Tudo com respeito pelas medidas preventivas para a COVID-19, como não poderia deixar de ser. Com uma localização privilegiada na antecâmara das praias do Porto, o Mercado da Alegria recebe a brisa do mar, sendo um ótimo refúgio nas horas de maior calor. O Mercado da Alegria reúne o trabalho de dezenas de artesãos e vendedores locais, com uma vasta gama de produtos apresentados. O Mercado da Alegria está sempre dependente de condições climáticas favoráveis, uma vez que decorre ao ar livre. 

Feira de Artesanato da Batalha

Até 31/12/2022

Esta feira começou de uma forma espontânea na Praça da Batalha onde eram comercializados os produtos manufaturados (bijuteria, carteiras, entre outros). Nos anos 90 a Câmara Municipal do Porto regulamentou esta atividade, através da criação da Feira de Artesanato da Batalha.

Ai Weiwei: Entrelaçar

Até 09/07/2022

12 €

Ai Weiwei (Pequim, 1957) é um cidadão global, artista, pensador e ativista que recorre na sua obra a vários modos de análise e produção, dependendo do rumo e dos resultados da investigação que o ocupa no momento. Desde as posições iconoclastas perante a autoridade e a história — que incluíram o tríptico Dropping a Han Dynasty Urn [Deixando cair uma urna da Dinastia Han], 1995, e uma série de fotografias intitulada Study of Perspective [Estudo de perspetiva], (1995 - 2011), em que mostra o dedo do meio a símbolos do poder — a sua produção diversificou-se, passando a abranger arquitetura, arte pública e performance. Para além de considerações de forma e de protesto, atualmente Ai Weiwei mede a nossa existência segundo a relação com as forças económicas, políticas, naturais e sociais, unindo destreza oficinal e criatividade conceptual. Símbolos universais de humanidade e comunidade, como bicicletas, flores ou árvores, assim como os eternos problemas de fronteiras e conflitos são reformulados e potenciados através de instalações, esculturas, filmes e fotografias, ao mesmo tempo que continua a pronunciar-se publicamente sobre questões que acredita serem importantes. Ele é uma das mais proeminentes figuras culturais da sua geração e um exemplo da liberdade de expressão, tanto na China como internacionalmente. As obras em exposição — Iron Roots [Raízes de ferro] (2019) e Pequi Tree [Pequi vinagreiro] (2018 - 2020) — fazem parte de um corpo de trabalho que reflete o interesse e a preocupação de Ai Weiwei com o ambiente e, mais especificamente, com a desflorestação da Mata Atlântica brasileira. A exposição em Serralves, foi concebida especificamente para o Parque e para a sala central do Museu.

Modus Operandi – Obras da Coleção de Serralves

Até 06/03/2022

12 €

Modus Operandi teve como ponto de partida uma leitura atenta da Coleção de Serralves desde o seu início, com o conjunto de obras adquiridas pela Secretaria de Estado da Cultura antes mesmo da criação da Fundação de Serralves e do Museu, até às incorporações mais recentes. Esta Coleção teve, desde o primeiro momento, a ambição de incluir formas artísticas de vanguarda, de cariz experimentalista e de âmbito internacional, olhando o mundo a partir da especificidade estética e cultural portuguesa dos anos que se seguiram à Revolução de 1974. É notável também o cruzamento e a miscigenação de disciplinas artísticas como as artes plásticas, a música, a performance e a literatura. A presente exposição reúne uma seleção de obras que reflete diversas abordagens experimentais e conceptuais transdisciplinares demonstrativas das atitudes, contextos e preocupações da produção artística desde a década de 1960 até aos nossos dias. O título provém da obra homónima do artista norte-americano Joseph Kosuth, pertencente à Coleção de Arte Contemporânea do Estado (CACE) em depósito em Serralves, que é apresentada na exposição. Modus Operandi aponta para diferentes formas fazer, de operar, nomeadamente de fazer e pensar a arte. Vai justamente neste sentido a apresentação, pela primeira vez, de um portfólio, também pertencente à CACE, em que 30 artistas internacionais homenageiam Joseph Beuys numa demonstração da importância do seu legado na forma de fazer arte, da sua crença de que a arte pode mudar o mundo e de que todos podem ser “artistas”.

Reservatório

Até 30/07/2023

4 €

A estação 1 revela a história da lacuna, em vez da história do preenchimento. Fragmentos e mais fragmentos são convocados para narrar momentos que indiciam existências deste e de outros tempos. Materiais de distintas épocas convivem com dispositivos audiovisuais e diferentes tipologias de imagem, para nos dar a conhecer como PortuCale, a cidade que deu nome a Portugal, se fez Porto.

Mark Bradford

Até 19/06/2022

12 €

Mark Bradford (Los Angeles, 1961) é atualmente reconhecido como um dos nomes que melhor definiu a pintura das duas últimas décadas, concebendo a sua própria linguagem pictórica para falar de temas universais, como a distribuição do poder nas estruturas sociais e o seu impacto no indivíduo ou a relação entre arte e envolvimento comunitário. No seu trabalho, o elemento social é dado através da sua escolha de materiais. Recorrendo a materiais do quotidiano e a ferramentas que se encontram em lojas de ferragens, Bradford criou uma linguagem artística única. Frequentemente designado como “abstração social”, o seu trabalho baseia-se no entendimento de que todos os materiais e técnicas estão impregnados de um significado que antecede o seu aproveitamento artístico. O seu estilo próprio evoluiu a partir da experimentação com materiais para permanentes, os papéis pequenos e translúcidos usados em cabeleireiros, mas desde então alargou-se a outros tipos de papéis, incluindo mapas, outdoors, cartazes de cinema, livros de banda desenhada e anúncios comerciais de rua que publicitam serviços predatórios em bairros economicamente frágeis. Através desta abordagem rigorosamente física à presença material da pintura, Bradford tem tratado questões cruciais do nosso tempo, como a epidemia de SIDA; a representação deturpada e o medo da identidade queer e homossexual; o racismo sistémico nos Estados Unidos; e mais recentemente, a crise decorrente da Covid-19.

Arquivo Perpétuo

Até 10/07/2022

12 €

Arquivo Perpétuo: as publicações e os projetos editoriais de Hans-Ulrich Obrist. “Arquivo perpétuo:As Publicações e Projetos Editoriais de Hans Ulrich Obrist” é uma exposição dedicada ao arquivo de publicações sediado em Chicago, do curador Hans Ulrich Obrist, que é Diretor Artístico das Serpentine Galleries em Londres. A exposição comporta uma série de módulos que abordam o cruzamento de documentos e as suas histórias: as pessoas, os acontecimentos e as instituições que todos contribuíram para a sua concretização. A exposição também questiona, através da metáfora e de outras representações, os diversos comportamentos de um arquivo: a sua fragilidade e instabilidade, a sua relação com outros arquivos, bem como as suas várias lacunas históricas. Uma componente central da mostra é uma série de vitrinas que examinam não apenas a arquitetura histórica da vitrina e a sua relação com o “Wunderkammer”, mas também as possibilidades conceptuais que as vitrinas impõem através das suas restrições físicas. “Arquivo perpétuo” também inclui uma história do próprio arquivo - um arquivo do arquivo - que documenta a forma como foi mudado ao longo do tempo relativamente ao contexto de ferramentas tecnológicas e conhecimento humano.

Pedro Tudela na Coleção de Serralves

Até 27/03/2022

12 €

Esta exposição apresenta um conjunto de obras de Pedro Tudela (Viseu, 1962) pertencentes à Coleção de Serralves que abrange quase 30 anos de trabalho, de 1990 a 2019. Pedro Tudela estudou Pintura na Escola Superior de Belas-Artes do Porto e iniciou a sua carreira na década de 1980. Desde então, tem vindo a revelar-se um artista eclético, com trabalho em diferentes disciplinas e áreas artísticas, como a pintura, a escultura, a performance, o som, o multimédia e também a cenografia e a música eletrónica experimental. Os seus primeiros trabalhos datados de 1980 são pinturas, mas já no início dos anos 1990 introduz o som na sua obra, o que acontece pela primeira vez na exposição “Mute… life” (Galeria Atlântica, Porto, 1992), de que aqui apresentamos uma obra. Nessa exposição, o som era ainda autónomo das obras plásticas que compunham a mostra, funcionando antes como banda sonora envolvente e agregadora dos vários elementos expostos. A partir dessa altura, o som vai ganhando cada vez mais relevância, passando a integrar plenamente a obra, plástica e conceptualmente, da mesma forma que o desenho, a pintura ou a escultura. Tudela trabalha e incorpora as várias disciplinas sem hierarquias nem barreiras entre si, refletindo justamente a permeabilidade entre linguagens que se torna uma das características principais do seu trabalho. O som ganha protagonismo, é tratado plasticamente, muitas vezes materializado em esculturas através da incorporação dos próprios dispositivos que o geram — altifalantes, fitas magnéticas, cabos, colunas de som são matéria plástica na dupla vertente, visual e acústica. A prática artística de Tudela é indissociável da existência humana e do mundo, o que se tem manifestado de diversas formas ao longo do seu percurso, representado nesta exposição num conjunto de nove trabalhos.

Christina Kubisch

Até 30/04/2022

12 €

Christina Kubisch é uma das artistas sonoras mais célebres da atualidade. Após estudos em pintura, flauta, piano, composição musical e eletrónica, iniciou, na década de 1970, o trabalho com esculturas sonoras, instalações e composições eletroacústicas que viriam a estabelecê-la como um nome pioneiro para o campo da Arte Sonora.  No final da década de 1970, Christina Kubisch começou a usar a técnica de indução eletromagnética nas suas instalações, um dispositivo que permite a transmissão de sons entre cabos elétricos e os auscultadores com bobinas magnéticas especialmente desenhados pela artista. Este sistema, que Kubisch tem vindo constantemente a aperfeiçoar tanto técnica como artisticamente, foi o ponto de partida de numerosas instalações sonoras realizadas em todo o mundo desde 1980. Ele congrega e intersecciona vários aspetos do trabalho de Kubisch: a revelação e consciencialização para o fluxo de energia e som que, numa era dominada pela tecnologia, nos rodeia a qualquer momento, em qualquer lado; a proposta de uma dimensão estética para os sons transportados pela eletricidade e eletromagnetismo, em composições que se constituem quer pelas escolhas da artista quer pelo movimento do público, consciente e autodeterminado; o sublinhar da nossa condição de seres ligados por muito mais do que aquilo que está à superfície, nomeadamente pelo que é invisível e silencioso.  A instalação “THE GREENHOUSE” [A ESTUFA], 2017 (com nova versão para Serralves em 2021), é um exemplo dos trabalhos de Kubisch que recorrem à indução eletromagnética. Ao público, munido com auscultadores, é dado acesso à paisagem sonora que emerge dos cerca de 1.500 metros de cabos suspensos na Galeria Contemporânea do Museu. Ao movimentar-se no espaço, poderá misturar o conjunto de sons naturais e eletromagnéticos que neles circulam. Também em “BRUNNENLIEDER” [CANÇÕES DA FONTE], 2009, se fundem sons naturais - quer do local do Parque de Serralves onde se instala quer de gravações - com citações musicais de discos em vinil da canção de Schubert, “Ein Brunnen vor dem Tore”, (baseada na canção tradicional com o mesmo nome), reunidas sob o signo e plasticidade sonora da água. “SILENCE PROJECT” [PROJETO SILÊNCIO], 2011 –  em curso, foca-se numa linha de investigação e prática artística de Kubisch que aborda questionamentos materiais, conceptuais e culturais do silêncio. Tendo como base uma coleção de gravações das palavras que significam “silêncio” em cerca de setenta línguas, o projeto desdobra-se em dois trabalhos: um que parte das imagens de sonogramas destas palavras (“Analyzing Silence” [Analizando o Silêncio], 2011 – em curso), e outro (“Silent Exercises” [Exercícios Silenciosos], 2011 -  ) inclui uma projeção vídeo silenciosa onde se fundem essas imagens e uma instalação sonora assente na espacialização de uma composição das gravações das palavras, que se irá impor ao silêncio na torre da Capela da Casa de Serralves.  Em 2010, Christina Kubisch apresentou uma versão para o centro do Porto dos seus conhecidos “Electrical Walks”, no âmbito do festival de artes performativas Trama. Agora em 2021, Kubisch terá a sua primeira exposição em território português, constituindo esta uma oportunidade para uma relação mais próxima com esta artista fundamental e figura histórica da música e arte contemporâneas.

O Princípio da Incerteza

Até 05/06/2022

12 €

A parceria de Manoel de Oliveira e Agustina Bessa-Luís é um dos capítulos mais intrincados da já de si emaranhada história das adaptações cinematográficas de textos literários. Sendo a todos os títulos um caso ímpar no que toca a afinidades e desavenças entre literatura e cinema e tendo dado origem a realizações não menos singulares, as interseções entre as obras dos dois autores são cruciais para o entendimento da obra de cada um deles. Iniciada em 1981, com a adaptação do romance Fanny Owen (1979) no filme Francisca, a colaboração de Oliveira com Agustina prolonga-se até 2005, data da realização de Espelho Mágico, que adapta A Alma dos Ricos (2002). Pelo meio existem outros oito textos da escritora que habitam a obra do realizador, onde se incluem três romances, dois diálogos, uma peça de teatro, um conto e um discurso lido pela própria Agustina. Para pensar estas relações entre literatura e cinema afigurou-se útil trazer para a exposição todo um vasto leque de saberes, científicos, para-científicos, e outros ainda mais obscuros, porque só eles podem iluminar uma área do conhecimento feita essencialmente de intuições e de paradoxos, de inversões de sentido e de perplexidades. O choque entre palavras e imagens, entre romances e filmes, apela a outros confrontos, que procurámos explorar na exposição, e abre um espaço intersticial, lugar do estético e do simbólico, onde todos esses saberes antigos ou modernos são convocados. Os termos deste diálogo consubstanciam, provavelmente, o consórcio mais fecundo das artes e das letras portuguesas dos últimos cem anos.

Joan Miró - Signos e Figuração

Até 02/10/2022

12 €

A Coleção Miró, propriedade do Estado Português, cedida ao Município do Porto e depositada na Fundação de Serralves, é composta por 85 obras e engloba pinturas, esculturas, colagens, desenhos e tapeçarias do famoso mestre catalão. A Coleção abrange seis décadas de trabalho de Joan Miró, de 1924 até 1981, constituindo assim uma excelente introdução à sua obra e às suas principais preocupações artísticas. A exposição acontece na sequência da conclusão das obras do projeto de recuperação e adaptação da Casa de Serralves, assinado pelo Arquiteto Álvaro Siza, que contou com o apoio da Câmara Municipal do Porto, nos termos do protocolo que define as condições de depósito da Coleção Miró em Serralves. Joan Miró (1893—1983), um dos grandes “criadores de formas” do século XX, foi simultaneamente um “assassino” estético que desafiou os limites tradicionais dos meios em que trabalhou. Na sua arte, as diferentes práticas dialogam entre si, cruzando os meios: a pintura comunica com o desenho; a escultura seduz os objetos tecidos; e as colagens, sempre conjugações de entidades díspares, funcionam como princípio maior ou matriz para a exploração das profundezas do real. Esta exposição não segue um formato cronológico ou linear: as obras estão agregadas tematicamente, tentando dar uma visão holística do percurso do artista. As várias salas abordam diferentes aspetos da sua arte: o desenvolvimento de uma linguagem de signos; o encontro do artista com a pintura abstrata que se fazia na Europa e na América; o seu interesse pelo processo e pelo gesto expressivo; as suas complexas respostas ao drama social dos anos 1930; a inovadora abordagem da colagem; o impacto da estética do sudoeste asiático na sua prática do desenho; e, acima de tudo, a sua incessante curiosidade pela natureza dos materiais.

Waters' Witness / O Testemunho das Águas

Até 28/08/2022

12 €

Tarek Atoui, artista e compositor eletroacústico, trabalha em composições de grande escala que resultam de uma investigação antropológica, etnológica, musicológica e técnica. As suas exposições cruzam instalação, performance e ensinamentos em processos que se afastam da noção convencional de performance — tanto do ponto de vista do performer como do público — e que sugerem formas visuais, auditivas, táteis e somáticas de experienciar o som. Esta primeira exposição em Portugal é parte do projeto I/E, em curso desde 2015, no qual Atoui regista os sons de cidades portuárias — Atenas, Abu Dhabi, Singapura, Beirute ou o Porto -, gravando as atividades industriais, humanas e ecológicas dos seus portos. Trabalhando em parceria com Eric La Casa, artista e especialista em gravação de som, escutam os sons abaixo da superfície do mar ou dentro de materiais como metal, pedra e madeira. Em Waters’ Witness, as gravações áudio dos portos de mar de Atenas, Abu Dhabi e Porto são reproduzidas através de materiais escolhidos para cada uma das localizações: blocos de mármore de Atenas, vigas de aço de Abu Dhabi e estruturas de madeira que albergam composto, vermes e material orgânico, especificamente produzidas para a apresentação em Serralves. O trabalho com material orgânico em decomposição conduz Waters’ Witness numa direção até agora inédita: uma ecologia acústica que recebe e perpetua sons residuais através das fronteiras audíveis de um mundo em fluxo. Esta paisagem sonora única estende-se da sala central do Museu até ao Parque sob a forma de constelações sonoras, plataformas e sistemas de som, ativados ao longo de todo o período de permanência da exposição em performances programadas, workshops colaborativos e oficinas educativas.

Visita Orientada ao Museu da Cidade

Até 05/10/2022

4 €

De terça a sexta, às 12h30, os monitores do Museu da Cidade orientam visitas com a duração de 30 minutos, mediante a aquisição de bilhete.

Porto Legends - The Underground Experience

Até 31/07/2022

12 €

"Porto Legends: The Underground Experience" é um evento audiovisual que vai dar a conhecer dez lendas relacionadas com a história da cidade do Porto. O espetáculo será apresentado nas Furnas da Alfândega do Porto. A mais recente criação do ateliê português OCUBO, especialista na realização de projetos de vídeo mapping, estreia nas Furnas da Alfândega do Porto. O espetáculo vai dar a conhecer, através de uma experiência imersiva, dez lendas relacionadas com a história da cidade do Porto, inspiradas no livro do historiador Joel Cleto, "As Lendas do Porto". O projeto Porto Legends - The Underground Experience contou com 70 atores, 120 figurinos e 30 artistas de vídeo, recorrendo a 50 projetores de vídeo de alta definição, estrategicamente instalados nas paredes, no chão, nos tetos, nas colunas e nos arcos das Furnas da Alfândega do Porto. As dez lendas que constituem o espetáculo são narradas por Pedro Abrunhosa, na versão portuguesa, e pelo galardoado ator britânico Jeremy Irons, na versão inglesa. Ao longo de 45 minutos, serão contadas lendas como as de Pedro Cem, Zé do Telhado, Barrão Forrester, as famosas tripas à moda do Porto, o mistério do Tesouro da Serra do Pilar; o violento Cerco do Porto, o Terramoto de 1755 ou a do fantasma da Estação de São Bento. O público é convidado a circular livremente durante o espetáculo, numa experiência de 360º inédita a nível mundial. Porto.CARD - A NÃO PERDER! Aproveite o Porto.CARD e tenha descontos nas entradas: Bilhete Inteiro: 2€ de desconto / Pack de duas exposições: 3€ de desconto Bilhete reduzido: 1€ desconto /Pack de duas exposições: 1,5€ de desconto

Monólogo de uma mulher chamada Maria com a sua patroa

Até 06/03/2022

10 €

Monólogo de uma mulher chamada Maria com a sua patroa é o espetáculo inaugural da atriz e encenadora Sara Barros Leitão com a estrutura artística Cassandra, que fundou em 2020. O título, “roubado clandestinamente” a um texto do livro Novas Cartas Portuguesas (1971), dá-lhe o mote. Partindo de entrevistas e do estudo dos arquivos do primeiro Sindicato de Serviço Doméstico em Portugal e do seu congresso nacional, que reuniu sete mil associadas em 1979, este Monólogo conta a história do trabalho doméstico, estruturalmente atribuído à mulher. Pouco contada, (re)conhecida e valorizada, esta é também a história do poder organizativo, reivindicativo e de mudança das mulheres. Em palco, Sara Barros Leitão resgata a voz das mulheres que limpam e cuidam do mundo e o põem a mexer. Nuno Carinhas, num saudado regresso ao TNSJ como cenógrafo e figurinista, veste e confere moldura de cena a esta mulher que monologa na esperança de ativar um diálogo ou começar uma revolução.

Aulas de skate

Até 31/08/2022

As aulas decorrem todas as segundas e quintas, entre as 17:30 e as 19:30 horas, e todos os sábados e domingos, entre as 10 e as 12 horas no Skate Park de Ramalde. Cada aula junta dois professores e um máximo de 20 alunos em simultâneo, sendo que cada participante deverá, preferencialmente, trazer o seu próprio equipamento (prancha e equipamento de proteção). A empresa municipal Ágora fornece a prancha e o capacete a quem necessitar, sendo que está impedida a partilha de equipamento entre os alunos. A inscrição nas aulas é obrigatória a cada semana, devendo os interessados enviar um email para desporto@agoraporto.pt, com o nome, idade (deve ter mais de seis anos e menos de 60 anos) e o dia em que pretendem realizar a aula de skate. Cada utente pode inscrever-se no máximo em duas aulas por semana.

Mátria

04/03/2022

25 €

Mátria - Uma ópera que fala sobre nós. É uma ópera em português e inspirada na obra de Miguel Torga. Foi criada em Trás-os-Montes e, depois de na estreia - em dezembro de 2021 - ter esgotado três espetáculos no Grande Auditório do Teatro de Vila Real e do espetáculo de dia 20 de fevereiro no Teatro Municipal de Bragança estar já esgotado na bilheteira, a ópera Mátria chega ao Coliseu Porto Ageas, a 4 de março de 2022. Quase tudo parece improvável neste projeto: a começar pelos 10 anos que demorou a chegar ao palco, pelo facto de ser uma ópera sem cenários onde todo o ambiente cénico é criado pelos elementos dos dois coros que participam (um deles da comunidade), e por ser também uma ópera cujo libreto mesmo sendo original é todo escrito com as palavras de Miguel Torga, retiradas de diferentes textos dos Contos e Novos Contos da Montanha. A Mátria conta com a participação de 7 solistas profissionais, um coro da comunidade, um coro com músicos profissionais, e uma orquestra criada para o projeto.

Feira de Vandoma

Até 31/12/2022

Uma das feiras mais emblemáticas da cidade, destina-se exclusivamente à venda de objetos usados, designadamente roupas, louças, mobiliário e artigos decorativos, discos, livros, aparelhos elétricos e/ou eletrónicos, utensílios domésticos e de trabalho (ferramentas). Localização: Avenida 25 de abril

Mercado Porto Belo 

Até 24/09/2022

Quem visitar a Praça de Carlos Alberto encontrará um dos primeiros mercados de rua a surgir na cidade, com ofertas variadas: discos de vinil, ilustrações, cadernos e livros, cosméticos naturais, bijutaria, mel e massa fresca, chás e ervas aromáticas, cerâmicas, brinquedos de madeira ou artigos de decoração.  O mercado, de acesso livre, tem sempre música ambiente e ainda um pequeno espaço de conforto para os visitantes relaxarem.  Como o evento se realiza ao ar livre, está sempre dependente de condições climáticas favoráveis. 

Treetop Walk

Até 26/03/2022

12 €

Uma viagem sensorial Um percurso pela copa das árvores leva-nos a vivenciar experiências únicas, permitindo-nos usufruir de um ambiente natural relaxante e singular no Parque de Serralves. Escutar o canto das aves ou observar os seus ninhos, sentir o relevo e a textura das folhas, são algumas das experiências a vivenciar. Pé ante pé, por entre ramos e folhas, o convite é para a observação, exploração e perceção da biodiversidade que as árvores albergam nas suas copas, bem como das paisagens do Parque nas suas diversas dimensões. À medida que se avança, vamos tomando consciência da sua importância para o equilíbrio dos ecossistemas e bem-estar humano. O Programa regular para o público geral contempla visitas orientadas ao Treetop Walk, com a duração de 1h, que terão como objetivo dar a conhecer, através de uma experiência singular orientada por educadores do Serviço Educativo de Serralves, a biodiversidade do Parque. Estas poderão ser orientadas em português, francês e inglês. É obrigatória a inscrição até às 17h da véspera do evento, para o email: m.tavares@serralves.pt

Lente Feminina

Até 22/05/2022

O papel das mulheres que, durante séculos, se circunscreveu ao lar ou à reclusão monástica, teve um novo protagonismo no final do século XIX e início do século XX quando muitos paradigmas foram postos em causa, designadamente a emancipação das mulheres e o seu envolvimento em diversas áreas e atividades da vida social. As alterações políticas e sociais que se seguiram à Segunda Guerra Mundial permitiram transformações profundas, nomeadamente o abandono do estereótipo da mulher como um ser fraco, passivo e dependente. A partir do final da década de 70 do sec. XX, a arte das mulheres – e das fotógrafas mulheres, em particular – passa a ser interpretada e valorizada, não apenas como expressão de singularidade mas como ferramenta de desconstrução do “olhar masculino”. Com o objetivo de mostrar esta evolução, destacamos as preocupações sociais de Doris Ulmann que retratou os trabalhadores afro-americanos nas plantações do sul dos EUA ou Edith Tudor Hart que, enquanto discípula da Bahaus, tinha como objetivo devolver à arte uma missão social. Com II Guerra Mundial, Margaret Bourke-White aparece como a primeira mulher correspondente de guerra, enquanto Sabine Weiss Weber, nos anos 50, foi considerada a Grande Dama da fotografia humanista. Em 1960, Vieira da Silva é retratada pela russa Ida Kar que nunca conseguiu integrar-se no ambiente fotográfico, cada vez mais comercial na década de 60. No final do século o leque fotográfico feminino alarga-se: nos anos 90, temos o registo fotográfico de Cristina Garcia Rodero sobre os ciganos católicos, enquanto que, simultaneamente, nos surge a teatralidade das imagens da fotógrafa-poeta - Flor Garduño. Em Portugal, Helena Almeida, uma das artistas plásticas mais proeminentes da segunda metade do século XX, criou uma obra que atravessa as fronteiras disciplinares e questiona as relações entre o corpo, a obra e o espaço. Esta exposição pretende, assim, homenagear as mulheres fotógrafas representadas na Coleção Nacional de Fotografia, cujas práticas individuais contribuíram para a excelência da narrativa fotográfica e romperam com os conceitos preconcebidos de uma profissão dominada pelos homens.

Novos Talentos – Ibertrio

05/03/2022

5 €

O Ibertrio é um trio clássico de violino, violoncelo e piano formado pelos músicos Nuno Meira, Américo Martins e Isolda Crespi. O trio foi fundado em 2016 com o intuito de divulgar a música erudita escrita para essa formação desde o classicismo até os nossos dias. O Ibertrio tem participado em vários festivais e ciclos de concertos nomeadamente o Sons no Património (Gaia), Musicórdia (Esposende), Ciclo das quintas (Viana do Castelo), Sextas às sete (Vila do conde) e Auditório Municipal de Gondomar, entre outros. Neste recital o Ibertrio interepretará duas obras-primas da música de câmara, o primeiro trio com piano de Mendelssohn assim como o primeiro trio de Shostakovich.

Gusttavo Lima

05/03/2022

55 €

Cantor, músico e compositor, esta é a definição do artista sertanejo Gusttavo Lima. O autodidata da cidade de Presidente Olegário (Minas Gerais), que toca violão, viola, guitarra, bateria, baixo e sanfona, chegou ao mercado fonográfico com notoriedade. O mineiro é o responsável por dar o tom a canções como “Inventor dos Amores” e “Balada”, sucessos em todo o Brasil e Europa. Com as suas músicas dançantes e contagiantes, Gusttavo Lima “estourou” rapidamente nas rádios e passou a ser um grande nome dos principais eventos do Brasil. Em 2022, o cantor sertanejo está de regresso a Portugal e a sua tour passa pelo Porto, pela Super Bock Arena – Pavilhão Rosa Mota, no dia 5 de março de 2022.

Feira dos Passarinhos

Até 31/12/2022

Feira tradicional, de cariz popular, com alguns anos de atividade, onde pode adquirir aves, enquanto animais de companhia. É permitida, a comercialização de gaiolas, comedouros, bebedouros, poleiros, alimentação e demais artigos necessários para o alojamento, manutenção e criação. Mesmo que a intenção não seja comprar encante-se com os cantares das aves, com as suas cores e o movimento da feira. Ao passar pela feira ninguém escapa ao deslumbramento de olhar o Rio Douro e as pontes.

Feira de Numismática, Filatelia e Colecionismo

Até 31/12/2022

Local de encontro de vários colecionadores, esta feira tem como objeto a venda e troca de moedas, postais, selos e outros objetos colecionáveis afins. Realiza-se debaixo das arcadas dos prédios que rodeiam a praça.

Feira da Pasteleira

Até 31/12/2022

Com muitos anos de existência, esta feira é já uma tradição sociocultural. É muito procurada, quer pelos moradores do Bairro da Pasteleira, quer pela população em geral. Vendem-se aqui diversos produtos, nomeadamente produtos alimentares, roupa, calçado e têxteis lar. Localização: Rua Bartolomeu Velho

Há Jazz na Letra

Até 02/04/2022

A Letraria Craft Beer Garden tem um dos jardins mais secretos do Porto. Agora, além de provar os maltes e lúpulos da cerveja artesanal Letra, na companhia de bons snacks e petiscos, pode assistir a concertos gratuitos de jazz ao ar livre. Todos os domingos de sol, das 17h às 21h, "Há Jazz na Letra” - as incríveis Jam Sessions lideradas pelos: - Pedro Molina, no contrabaixo - Antón Iglesias, na bateria Todos os domingos vêm acompanhados por um naipe de músicos convidados - nomes de renome do ambiente do Jazz nacional. Todos os concertos são gratuitos e, porque são ao ar livre a sua realização estará dependente das condições climatéricas! Caso haja previsões de chuva, a Jam Session será adiada para o domingo seguinte.

Louis C.K.

06/03/2022

35 €

O galardoado com seis Emmy Louis C.K. é o responsável por nove specials de stand up, incluindo o mais recente Sincerely, disponível no seu website. Alguns destes specials incluem Shameless, Chewed Up, Hilarious, Word - Live at Carnegie Hall (audio), Live at the Beacon Theater, Oh My God, Live at the Comedy Store, e Louis C.K. 2017. Louis é o criador, argumentista, realizador, e protagonista de Louie e Horace and Pete, séries vencedoras de um Peabody Award. C.K. tornou-se o primeiro comediante a esgotar o Madison Square Garden por três vezes na mesma digressão.

Mulheres que fazem barulho

Até 30/09/2022

O que têm em comum Lena D’Água, Ana Deus, Anabela Duarte, Manuela Azevedo ou Xana? Todas elas têm lugar reservado na história do rock nacional e fazem parte do grupo de 15 mulheres cujas carreiras musicais vão ser celebradas na exposição e numa série de eventos paralelos que vão acontecer nos próximos 6 meses. Inaugurada simbolicamente no dia 8 de março – Dia Internacional da Mulher -, na Casa Comum (à Reitoria) da Universidade do Porto, e com entrada livre. Estará patente até 30 de setembro de 2022. Organizada pela Casa Comum e pelo Instituto de Sociologia da Universidade do Porto, esta exposição inédita nasce com o propósito de homenagear “mulheres relevantes do rock português” desde o pós-25 de abril até à atualidade. Para isso, propõe-se a contar as suas histórias através discos, cassetes, roupas, adereços, rabiscos de letras, pautas, baquetas, instrumentos musicais, entre outros objetos marcantes nas respetivas carreiras.

Ajax Et Plures

Até 01/11/2022

Ajax et plures apresenta um conjunto de obras de João Paulo Feliciano dos anos 1990 e 2000 pertencentes à Coleção de Serralves e uma obra inédita concebida para o campus da Universidade Católica Portuguesa no Porto. As obras apresentadas são representativas de momentos distintos do percurso do artista, revelando continuidades e ruturas que marcaram a sua prática artística ao longo dos últimos trinta anos. Se os trabalhos dos anos 1990 gravitam em torno do mundo da música rock e da realidade urbana, as obras de 2004 e 2021 demonstram um interesse pela exploração de fenómenos de perceção e permitem distinguir uma inflexão na relação (de fascínio/rejeição) com a tecnologia. Mantém-se uma constante problematização dos suportes materiais e linguísticos que o artista utiliza como forma de reequacionar a nossa relação com o mundo, questionando pressupostos dos tradicionais géneros artísticos à luz de diferentes aspetos da cultura popular. A sua atitude irónica e provocadora, a vontade de implicar o espectador na significação da obra, e, sobretudo, o seu insaciável apetite pela experimentação revelam-se transversais ao diverso corpo de trabalho de João Paulo Feliciano. As obras são apresentadas em diferentes espaços do campus da UCP – Porto, no Edifício das Artes e no Edifício de Restauro.

Música e Mito

Até 25/03/2022

18 €

A mitologia está presente em todas as formas de arte, e este ciclo reúne o resultado dessa inspiração em obras de compositores de vários períodos. Os mitos gregos são o ponto de partida natural, enquanto elementos fundacionais da nossa civilização. Assim se impõe a narrativa de Prometeu, esse espírito nobre que quis levar o conhecimento e as artes à humanidade e serviu a Beethoven e a Liszt para a escrita de obras memoráveis, a apresentar pela Orquestra Sinfónica. Ou a de Cassandra, amaldiçoada ao ver o futuro sem que ninguém nela acreditasse, numa peça intensa de Michael Jarrell dada a conhecer pelo Remix Ensemble com a actriz Leonor Silveira. Os feitiços que marcam as tradições populares espanholas estão presentes num concerto da Orquestra Sinfónica em torno das famosas obras “El Amor Brujo” de Manuel de Falla e “Carmen” de Bizet, esta última numa versão de Shchedrin. A mitologia nórdica que inspirou o ciclo “Anel” de Wagner faz-se ouvir com excertos da ópera “Crepúsculo dos Deuses”. E, como sabemos, as histórias de amor e morte têm enorme potencial de dar origem a lendas que perduram por muito tempo. É em torno desses sentimentos que circulam as duas óperas em um acto que serão dirigidas pelo maestro e compositor Peter Eötvös: a sua “Senza Sangue” e ainda “O Castelo do Barba Azul” de Bartók.

FC Porto vs Lyon

09/03/2022

15 €

O FC Porto vai defrontar o Lyon nos oitavos de final da Liga Europa, ditou o sorteio realizado na sede da UEFA, em Nyon (Suíça). A primeira mão da eliminatória está agendada para dia 9 de março (quarta-feira, 17h45), no Estádio do Dragão.

Frida Kahlo, A Vida de um Ícone

Até 11/09/2022

14 €

Frida Kahlo, A Vida de um Ícone é uma biografia imersiva que o leva numa viagem pela vida de uma das artistas mais influentes de todos os tempos. Nesta criação multimédia, entre fotografias históricas e filmes originais, é guiado por diversos ambientes sonoros e artísticos que reproduzem momentos relevantes na vida de Kahlo, mostrando a história por detrás do ícone. A experiência divide-se em dois momentos. No primeiro, percorre diversas instalações artísticas, onde pode vivenciar a realidade virtual e criar um modelo personalizado de Frida. Posteriormente, será imerso num espetáculo audiovisual em 360º pautado por momentos singulares do percurso pessoal da artista. A figura de Frida Kahlo permanece icónica na sociedade moderna. A sua vida, espírito rebelde e talento inspiram enquanto mulher de personalidade forte, singular e fora do seu tempo. A biografia imersiva de Frida Kahlo é apresentada sem reproduções de pinturas da artista com a intenção de dar total destaque à sua experiência vida.

Pedro Abrunhosa com Orquestra Clássica do Sul

Até 12/03/2022

30 €

Acompanhado pela Orquestra Clássica do Sul e pelos Comité Caviar, o músico Pedro Abrunhosa prepara o lançamento do seu 9º álbum de originais e irá usar o palco do Super Bock Arena - Pavilhão Rosa Mota para apresentar a nova sonoridade de temas inéditos. Perante um Teatro das Figuras há muito esgotado, o que tem sido norma nos espetáculos do músico, os mais de cinquenta executantes em palco arrebataram o aplauso do consenso. Os espetáculos no Porto, dias 11 e 12 de março, serão atuações inesquecíveis em muito sublinhadas pelo carácter cinematográfico do conceito de iluminação. Pedro Abrunhosa, viajante, escritor, homem de palco por excelência, tem, para além de uma extensa digressão em Portugal, também já agendados em Outubro espetáculos em Luxemburgo, França, e Bélgica. O artista atuará nas míticas salas do Casino 2000, La Cigale e La Madeleine, respetivamente.

Pelos Caminhos do Parque

12/03/2022

12 €

A arte e a paisagem definem o Parque de Serralves e os seus caminhos são o veículo que usamos para o explorar de forma atenta. A diversidade conta com a presença de árvores notáveis, diferentes jardins temáticos, uma organização espacial e diversidade biológica singulares em plena teia urbana do Porto. A relação com os espaços arquitetónicos envolventes fazem deste Parque uma das maiores referências paisagísticas portuguesas, onde os percursos desenhados sob a forma de visitas orientadas, procuram promover, sensibilizar e consciencializar para a importância da biodiversidade presente. Inscrições obrigatórias, até às 17h00 da sexta-feira anterior.

An Evening with Raimund

12/03/2022

12 €

Don’t cry, there’ll be another spring I know our hearts will dance again And sing again, so wait for me till then... — Peggy Lee, na peça Young People, Old Voices (2002) Com o intuito de deixar o balcão aberto, como Raimund Hoghe nos convidava a fazer com o título da peça Si je meurs, laissez le balcon ouvert (2010) [Se eu morrer, deixai o Balcão Aberto], os seus bailarinos encontram-se para lhe prestar uma primeira homenagem. Numa atuação efémera, fragmentos dançados escolhidos do seu repertório reavivarão esta onda de humanidade e de poesia que Raimund Hoghe soube colocar delicadamente em cada um de nós, bailarinos e espectadores.

Monólogo da Vagina

12/03/2022

15 €

Os Monólogos da Vagina são compostos por vários pequenos textos/monólogos. Cada um deles lida com a experiência feminina, abordando assuntos como sexo, prostituição, imagem corporal, amor, estupro, mestruação, mutilação genital feminina, masturbação, nascimento, orgasmo, os vários nomes comuns para a vagina ou simplesmente como uma parte física do corpo feminino. Um tema recorrente em toda a peça é a vagina como uma ferramenta de capacitação feminina e a personificação máxima da individualidade. Histórias divertidas, cruas e reais que desvendam um pouco mais do desconcertante universo feminino.

Visita - Oficina ao Treetop Walk

Até 27/03/2022

12 €

Na copa das árvores. Serralves convida-te a um passeio singular ao nível da copa das árvores onde poderás observar os vários espaços naturais e culturais existentes no Parque de Serralves e explorar a sua biodiversidade. O Treetop Walk, passadiço de 260 metros de comprimento, inserido na mata do Parque, desafia-nos a despertar os sentidos para o que a Natureza tem de melhor. Observar as folhas, os ramos mais altos e a copa das árvores, ouvir o canto das aves e reparar nos abrigos e ninhos que aqui habitam, são alguns dos desafios que fazem desta viagem, inesquecível e inspiradora às paisagens e biodiversidade do Parque. Inscrição obrigatória para a.silva@serralves.pt, até às 17:00 da sexta-feira anterior. Lotação: 20 pessoas

Concerto Solidário

13/03/2022

5 €

No dia 13 de março, o Café Concerto leva ao palco do CCOP um Concerto Solidário só com artistas ucranianos para juntos, erguermos a voz pela Paz! Os bilhetes têm um custo simbólico de 5€ e a venda reverterá integralmente para ajudar as famílias destes artistas que, de um dia para o outro, se viram no meio de uma guerra. Mais do que uma forma de ajudarmos e aproximarmos os artistas das suas famílias (apesar dos mais de 4.000km que os separam), esta é a homenagem à Ucrânia e à resiliência de uma nação que perante a adversidade tem mostrado a fibra de que são feitos os verdadeiros heróis. Reserva de bilhetes e mais informações através do email (cafeconcertoaovivo@gmail.com) ou contacto telefónico (916 400 169).

Uma voz pela paz

15/03/2022

20 €

Diante da crise humanitária criada pela invasão da Ucrânia, a comoção e a indignação fazem crescer a solidariedade um pouco por todo o mundo. Centenas de milhares de refugiados, com muitas crianças sujeitas à guerra e ao exílio, já seriam incontornável motivo para uma mobilização urgente, mas é preciso prestar também apoio à heroica resistência do povo ucraniano no terreno, cuidando daqueles que ficaram. Para isso, juntam-se as vozes e o talento de incontáveis músicos portugueses que, juntos e em uníssono, querem apelar à paz e angariar apoio para a Cruz Vermelha ucraniana, para a ONG Voices of Children e para a UBTS – Emergency Center, através de um concerto solidário a acontecer no dia 15 de Março na Super Bock Arena no Porto. “Uma voz pela paz” é um concerto em jeito de abraço solidário e de clamor pela reposição da normalidade no território da Ucrânia. É a nossa música ao serviço da solidariedade e da celebração da fraternidade entre os povos. Toda a receita da bilheteira reverte para as organizações humanitárias referidas. Convocados estão os bons corações.

Portugal Fashion

Até 19/03/2022

Numa altura em que voltam, aos poucos, os abraços, os afetos, e as possibilidades de nos voltarmos a juntar com menos receios e restrições, decidimos comunicar de dentro para fora. Como se a mensagem que queremos passar saísse de nós e fosse até vocês, numa espécie de abraço virtual que vamos querer dar pessoalmente. O Portugal Fashion chega, em março de 2022, às 50 edições. Número mais-do-que-suficiente para que tivéssemos ido ao coração, à essência, à nossa essência, e a mostrássemos ao mundo. Recuamos no tempo e vasculhamos o arquivo à procura da nossa construção de alma. Porque é no backstage que o sangue ferve e onde o ritmo se marca. De dentro para fora. De nós para vocês.

Candlelight: Best of Joe Hisaishi

16/03/2022

15 €

Um concerto de homenagem ao compositor Joe Hisaishi a não perder! Embarca numa autêntica viagem sensorial à luz das velas através da música dos filmes da tua infância e outros temas do grande músico japonês. A cargo de um Quarteto de Cordas, e no Ateneu Comercial do Porto, poderás assistir a grandes clássicos num ambiente verdadeiramente intimista. Sentirás que estás a viver um momento mágico!

O Inesquecível Professor

Até 20/03/2022

10 €

Autor, ator e encenador, Pedro Gil tem uma forma particular de olhar para o grande teatro do mundo. “Acho que só sei fazer comédia, acho que apenas existem comédias. Comédia no sentido em que a vida é uma derrota da qual só me posso rir.” “O Inesquecível Professor” é a peça que se segue a “Don Juan Esfaqueado na Avenida da Liberdade”, onde o libertino de Pedro Gil escapava às chamas de um inferno bíblico para cair no Portugal de 2018, que é uma outra forma de inferno, porventura menos quente mas decididamente mais cómico. “O Inesquecível Professor”, avisamos já, começa mal. Um professor de teatro prestes a entrar na reforma não sente a alegria do primeiro dia de aulas. Conclui que este acontecimento inédito só pode ser a confirmação da sua derrota: o teatro pelo qual se bateu e que ensinou aos seus alunos não se cumpriu. Mas o pior ainda está para vir. Ele convence-se então de que a única forma de impedir a sua turma de finalistas de acabar como ele é fazer tudo o que estiver ao seu alcance para os salvar de uma vida no teatro… “O Inesquecível Professor”, já todos percebemos, é uma comédia, esse lugar de irrisão e de celebração do humano. Há professores que não se esquecem.

Capitão Fausto – dez anos de gazela

17/03/2022

25 €

Há dez anos atrás estávamos a apresentar o nosso primeiro álbum. Desde que saiu o Gazela, temos tido a maior aventura das nossas vidas e muito devemos a estas primeiras canções. Viajámos, tocámos e conhecemos pessoas por todo o país, enquanto entrávamos numa realidade com a qual sonhávamos desde miúdos. Agora voltamos a celebrar este nosso primeiro episódio e olhamos para esta década onde tivemos o privilégio de fazer aquilo que mais gostamos, como sempre quisemos. No Coliseu Porto AGEAS voltamos a tocar de ponta a ponta o Gazela, num abraço nostálgico envolvido com algumas das restantes canções que temos vindo a fazer, marcando assim um reencontro para quem de tão perto nos tem seguido.

Candlelight: Tributo a Frank Sinatra

17/03/2022

15 €

Submerge-te numa homenagem sem precedentes a um dos grandes artistas norte-americanos de todos os tempos, Frank Sinatra! Não percas algumas das suas músicas mais famosas, à luz das velas e como nunca antes vistas num concerto único e exclusivo que alia a delicadeza da música clássica ao romance e mistério. A cargo de um Quarteto de Cordas, e no cenário magnífico do Pestana Palácio do Freixo, poderás assistir a um emocionante tributo ao eterno cantor e ator num ambiente verdadeiramente intimista. Sentirás que estás a viver um momento mágico!

OCD Love

Até 23/03/2022

12 €

Vejo tudo muito escuro na peça e, nas sombras, tu e a tua sombra a dançar. Muita da inspiração para este trabalho vem do texto OCD [perturbação obsessiva-compulsiva], de Neil Hilborn. Sinto-me muito espelhada nesse texto. Para mim, era já uma coreografia ou um molde em que se pode colocar a inspiração ou a si próprio. É a primeira vez que o cerne da peça toma forma na minha cabeça e de modo tão figurativo antes mesmo de termos começado a trabalhar. Sei a que sente e a que cheira. Um cheiro de flores, mas muito negro. Imenso ruído, mas um desespero por silêncio. Não vem da necessidade de fazer algo triste, mas de retirar algo de mim, como uma pedra escura que tenho no peito. — Sharon Eyal O evento, nos dias 18 e 19 de março, acontecerá no Rivoli. Já no dia 23, será transmitido online e, estará disponível ate dia 24.

Skunk Anansie

18/03/2022

28 €

Após celebrarem 25 anos de carreira em 2019, com o lançamento do álbum 25LIVE@25, e terem passado grande parte do ano numa tour que recebeu algumas das melhores críticas da sua carreira, os ícones do rock britânico, anunciam o seu regresso às salas europeias. A banda lançou em 2019 a primeira música nova no espaço de três anos. O brilhante tema “What You Do For Love” foi um sucesso instantâneo junto dos fãs. Recentemente seguiu-se “This Means War” acompanhado de um vídeo de uma atuação de uns fervilhantes Skunk Anansie para 800 mil pessoas na Polónia. Os últimos 25 anos viram a banda ser aclamada mundialmente como umas das maiores bandas de rock britânicas de todos os tempos, a própria Skin (vocalista) tornou-se numa das performers mais icónicas, modelo e musa para vários designers, e reconhecida como revolucionária do papel das mulheres na indústria da música. O estatuto dos Skunk Anansie continua inabalado. 2019 foi também o ano em que a banda foi presenteada com o prémio Hall of Fame nos prémios Kerrang. Prémio já atribuído a nomes como Rage Against The Machine, Iron Maiden, Green Day, Metallica e Marilyn Manson. Serão dois grandes concertos de celebração dos 25 anos de carreira da banda londrina.

Mercado do Vilar: Oportunidades de Sonhar

Até 20/03/2022

O Espaço t, nos próximos dias 19 e 20 de março, volta a abrir as portas da sua sede, com novos produtos e parceiros, em mais uma edição do “Mercado do Vilar: Oportunidades de Sonhar” transformando-a, assim, num verdadeiro mercado de produtos de excelência. Este Mercado, que conta já com um público habitual, volta a disponibilizar para venda um conjunto muito variado de produtos que algumas das mais relevantes empresas portuguesas oferecem ao Espaço t. Com a realização desta mostra, o Espaço t convida a comunidade a visitar a instituição da cidade que trabalha há mais de 25 anos a arte como processo inclusivo. O Mercado do Vilar, iniciado em 2014, procura oferecer oportunidades de compra únicas, garantindo ainda ótimos preços e a possibilidade de poder contribuir para o reequilíbrio financeiro desta instituição que acredita na felicidade de todos/as sem exceção!

Domingos em Forma

Até 03/04/2022

O programa municipal Domingos em Forma regressa com uma sessão de aquecimento no Pavilhão do Lagarteiro seguida de uma caminhada pelos percursos do Parque Oriental da Cidade do Porto, entre as 10 e as 11 horas. Todos, independentemente da sua idade e dos seus hábitos de atividade física, podem juntar-se a este programa. A Ágora oferece transporte gratuito desde a Estação Ferroviária de Campanhã até ao Lagarteiro. Às 09h20 e às 09h40, um veículo com um dístico do Domingos em Forma parte da zona de táxis em frente à estação. Para participar no Domingos em Forma basta aparecer no local e hora marcados, com roupa e calçado confortável. É obrigatório apresentar um certificado de vacinação/recuperação ou um teste negativo à COVID-19 antes das sessões.

Candlelight: Tributo aos Queen

Até 29/06/2022

25 €

As melhores músicas dos Queen, à luz das velas e como nunca antes vistas! Vive uma experiência única à luz das velas num concerto único e exclusivo que alia a delicadeza da música clássica ao romance e mistério. No imponente Ateneu Comercial do Porto, e a cargo de um Quarteto de Cordas, poderás reviver alguns dos grandes clássicos de uma das maiores bandas de rock do planeta num ambiente verdadeiramente intimista. Sentirás que estás a viver um momento mágico!

Drawn 1975-1993

Até 18/09/2022

12 €

Leonilson foi um dos grandes expoentes de um movimento da arte brasileira que ficou conhecido como Geração 80. Após o final da ditadura militar em meados dos anos 1980, este grupo de artistas celebrou a sua recém-adquirida liberdade com um estilo de pintura gestual, colorido e expressivo. Enquanto na mesma década a arte pop americana se apropriava dos símbolos de uma sociedade industrial, as obras da Geração 80 criticavam abertamente a sociedade. Nascido em 1957, Leonilson estudou arte em São Paulo entre 1978 e 1981. Para além de Eva Hesse e Blinky Palermo, dois artistas que conheceu pessoalmente durante as suas viagens pela Europa, a sua principal influência artística foi a transavanguarda italiana. Surgido em finais dos anos 1970, este movimento ficou marcado pelo regresso à figuração, à mitologia antiga e a um intenso uso da cor. Nesta mesma linha, as pinturas e desenhos de Leonilson deste período apresentam um subjetivismo eclético e uma linguagem visual emblemática. Uma exposição de têxteis da seita cristã americana Shakers assinala um momento-chave do início da carreira do artista: os mapas bordados dos Shakers influenciam-no enormemente e inspiram-no a adotar o têxtil como meio artístico. Em 1991, após ter sido diagnosticado com SIDA, a sua linguagem visual muda significativamente: entre 1991 e 1993 o seu trabalho apresenta características diarísticas, revelando a deterioração da sua saúde e deixando transparecer a sua preocupação com a morte. Na fase final da sua vida, Leonilson já só era capaz de trabalhar com tecido, agulha e linhas. Neste período, a linguagem e a abstração detêm um papel preponderante no seu trabalho, assim como elementos religiosos, formais e visuais. O Museu de Arte Contemporânea de Serralves orgulha-se de poder apresentar a primeira grande retrospetiva da obra do artista brasileiro Leonilson em Portugal. A mostra reúne uma seleção de mais de 250 trabalhos num amplo espectro de meios e estilos, desde as primeiras pinturas até aos bordados introspetivos dos últimos anos do artista, dando um panorama geral de toda a sua obra.

Floresta de Enganos

Até 03/04/2022

12 €

“Olha-me e olha-te bem.” Gil Vicente deve ser, ainda e sempre, habitável por todos nós, que vivemos mais quinhentos anos. Mestre Gil é um “texto vivo” que oferece a possibilidade de nos revermos e sonharmos. Carregado de visões, vicentinas e outras, o encenador João Pedro Vaz convida-nos a caminhar pela Floresta de Enganos, representada na “era do Senhor de 1536 anos”. Nesta que é a última comédia de Vicente, entra logo um Filósofo com um Parvo atado ao pé, o mais enigmático par de toda a sua obra. O Filósofo antecipa as figuras que vão ser enganadas pelo amor: um mercador, um homem em trajos de viúva, uma mocinha, Cupido, Apolo, o rei Telebano, a princesa Grata Célia, o doutor Justiça Maior, e até mesmo um pastor, acorrentado de amor nem ele sabe bem a quem. Por fim, uma Ventura “pelegrina” vem e resolve este amor-en-abîme. “Tudo se passa na floresta, desde sempre o espaço maior do idílio e do engano, da transformação pelo amor, ou seja, do teatro. Como num sonho de uma noite de verão (vicentina)”, adverte o encenador. “Olha-me e olha-te bem”, escreveu, num epitáfio a si próprio, aquele a quem chamaram “o mais Anjo e o mais Demónio de todos os poetas portugueses”.

Candlelight: O melhor de Vivaldi

Até 05/05/2022

25 €

Algumas das obras mais famosas de Vivaldi como nunca antes vistas! Vive uma experiência única à luz das velas num concerto único e exclusivo que alia a delicadeza da música clássica ao romance e mistério. A cargo de um Quarteto de Cordas, e no cenário magnífico do Pestana Palácio do Freixo, poderás assistir a algumas das obras mais conhecidas de todos os tempos num ambiente verdadeiramente intimista. Sentirás que estás a viver um momento mágico!

STOMP

Até 26/03/2022

20 €

Mestres da percussão e humor, para os Stomp tudo, mesmo tudo!, tem um movimento e som próprios. Das botas aos baldes, das tampas dos caixotes de lixo aos isqueiros e vassouras, dos lava-loiça aos garrafões de água, a sua originalidade é esmagadora e o humor contagiante. Há 29 anos a correr os cinco continentes, os STOMP continuam a surpreender os fãs com os novos objetos que vão incluindo no seu espetáculo. Este regresso a Portugal não vai ser diferente! Interdita a entrada após o início do espetáculo.

Feira do Vinil

Até 26/03/2022

Na cidade do Porto são vários os espaços onde pode encontrar vinis, suporte musical que está a ganhar uma segunda vida como objeto de culto em pleno século XXI. Numa época em que a música circula livremente no meio digital, os vinis são cada vez mais procurados em lojas e em feiras, como esta que se apresenta no Centro Comercial Bombarda para a sétima edição. Além de discos de vinil, pode também encontrar na Feira cassetes, CDs e outros artefactos sonoros. Desde novidades a raridades, aqui encontrará certamente boa companhia para levar para casa.

Mount Average

Até 26/03/2022

7 €

Bem-vindos a Mount Average. Durante esta viagem performativa, Julian Hetzel leva-nos a visitar uma fábrica que nos confronta com as nossas próprias ideologias. Desta vez, o criador teatral reduz a pó estátuas de governantes, ditadores e tiranos, para lhes conferir um novo sentido que seja válido. “Mount Average” questiona direitos adquiridos, tradições, privilégios e riqueza, ideologias e ideias totalitárias, facetas de qualquer sociedade (pós-colonial). Neste ambiente industrial, o choque entre o passado estático e o presente fluido gera uma fricção produtiva que suscita muita controvérsia. As apresentações de Julian Hetzel são tentativas de desvendar o mundo ao mesmo tempo que tenta fornecer estratégias para o transformar. No seu trabalho, oferece métodos especulativos que garantem hipóteses de lidar tanto com o trauma do passado como com os desafios do presente. Desta feita, de forma prática. — Julian Hetzel

Thiaguinho

25/03/2022

30 €

Um dos maiores nomes do Pagode Brasileiro, faz turnê pela Europa. Portugal não poderia ficar de fora e em Março, Thiaguinho, passa pelo Porto com sua Tour Infinito.

Spring Wine Market

Até 27/03/2022

10 €

Dia 26 e 27 de março regressa o VINHOS a Descobrir, edição de Primavera! O Mercado de Vinhos inteiramente dedicado a quem gosta de vinhos portugueses e aprecia descobrir os excelentes pequenos produtores do nosso país, a preços especiais! No Super Bock Arena - Pavilhão Rosa Mota, em pleno Centro Histórico do Porto, juntamos apreciadores de vinho e produtores, numa partilha de novidades para se deslumbrar e adorar! Conheça os produtores e as suas histórias. Uma experiência única, num local amplo, num ambiente descontraído, com animação permanente pelo DJ Tatá Pimentel. Esta edição conta com mais de 440 referências, pela mão de 62 Produtores, de todas as regiões - Trás os Montes até ao Alentejo, incluindo vinhos dos Açores e Porto Santo! Comece por Trás-os-Montes, desça para o Douro, encontrando Espumantes para além dos vinhos tranquilos e Vinho do Porto. Esperamos por si!

Rota do Dragão - Os Dragões no Museu FC Porto

26/03/2022

15 €

A primeira visita ao Museu Futebol Clube do Porto da Rota do Dragão 2022 coloca a atenção nos tempos mais recuados da história do FC Porto, fundado em 1893. A partir do final do século XIX, o historiador Joel Cleto conduz os participantes pelos acontecimentos e curiosidades que marcaram a primeira fase da vida e a relação umbilical do clube com a cidade. No ano em que a Rota do Dragão assinala o centenário do emblema do FC Porto, a visita também vai ser dedicada ao símbolo criado pelo artista gráfico Augusto Batista Ferreira, futebolista do clube, popularizado como ‘Simplício’, e que inclui o antigo Brasão do Porto. Este é o emblema da definitiva ligação da imagem do dragão ao FC Porto. Prémio Informação Turística pela Associação Portuguesa de Museologia (APOM), Rota do Dragão é um projeto que o Museu FC Porto e Joel Cleto desenvolvem desde 2014, mantendo princípios de inovação, qualidade e evolução na descoberta, compreensão e partilha da história dentro do Museu ou na cidade, mas sempre no coração do Porto e com um caráter surpreendente associado a cada visita. A participação é limitada e aconselha-se inscrição prévia através do email museu@fcporto.pt.

Candlelight: As melhores obras de Andrew Lloyd Webber

Até 16/04/2022

25 €

As melhores músicas de Andrew Lloyd Webber como nunca antes vistas! Vive uma experiência única à luz das velas num concerto único e exclusivo que alia a delicadeza da música clássica ao romance e mistério. A cargo de uma Orquestra e no imponente Porto Palácio Hotel & Spa, poderás deleitar-te com uma coleção de algumas das músicas mais bonitas do teatro musical, de três dos musicais mais amados de Andrew Lloyd Webber. Sentirás que estás a viver um momento mágico!

Estética, Resistência e melancolia

Até 10/04/2022

10 €

O escritor e dramaturgo Peter Weiss assinou uma das obras seminais da literatura alemã, A Estética da Resistência (1975-81). É dele que Rui Pina Coelho parte livremente para construir o texto da peça homónima que o Teatro Experimental do Porto propõe e Gonçalo Amorim encena. Weiss acompanha o percurso de três jovens operários comunistas alemães, de 1937 ao eclodir da Segunda Guerra Mundial. As suas meditações sobre pintura, escultura e literatura são uma forma de dissidência do regime nazi e de busca de afinidades entre a resistência política e a arte. Tudo começa numa ausência: face ao friso de Pérgamo no museu em Berlim, notam a falta da figura do deus Héracles e imaginam um seu substituto humano, arauto dos oprimidos e explorados, a quem Rui Pina Coelho dá voz: “Tenho-me habituado a pensar que a criação artística sem verdade não tem muita razão de ser.” O espetáculo lança no presente essa procura de sentido, erguendo uma litania sobre arte e política, verdade e camaradagem.

Concerto de Apoio à Ucrânia

30/03/2022

20 €

Perante a terrível guerra que a Ucrânia vive e à qual o mundo assiste como a maior crise europeia e humanitária do séc. XXI, a Ordem dos Médicos e a Câmara Municipal do Porto, em parceria com a Orquestra Sinfónica APROARTE e a Casa da Música, irá realizar um Concerto de Solidariedade e de Angariação de Fundos para o povo ucraniano. O espetáculo conta ainda com o apoio dos Laboratórios Germano de Sousa e da Universidade do Porto. Este concerto terá a direção musical do Maestro Ernst Schelle e contará com a participação da soprano ucraniana Nataliya Stepanska. O valor total da venda dos bilhetes e dos donativos reverterá a favor das seguintes organizações humanitárias que operam neste momento no país: - Comité Internacional da Cruz Vermelha – Apoio à Crise Humanitária na Ucrânia e Cruz Vermelha Ucraniana - Programa Alimentar Mundial da ONU – Emergência Ucraniana

Essência do Vinho

Até 03/04/2022

22 €

Criado em 2004, Essência do Vinho rapidamente afirmou-se como o evento de maior relevo em Portugal, dirigido ao consumidor e que, ao longo do tempo, tem suscitado cada vez mais interesse junto dos profissionais do setor. Pelo monumental Palácio da Bolsa, um número crescente de curiosos e amantes do vinho, especialistas e convidados internacionais têm comprovado e elogiado o conceito do evento. É um misto de aprendizagem, didatismo, experimentação. Um convite a novas experiências! Um ‘‘novo espírito’’... Mas também é um grande espaço de reflexão, de troca de impressões… um imenso Facebook ao vivo: + 20.000 visitantes 28% de visitantes estrangeiros + 200 jornalistas credenciados 15.400 garrafas de vinho abertas

Candlelight: Bandas sonoras de animação

31/03/2022

15 €

Viaja até aos grandes clássicos da tua infância com Candlelight! Vive uma experiência única à luz das velas num concerto único e exclusivo que alia a delicadeza da música clássica ao romance e mistério. A cargo de um Quarteto de Cordas, e no cenário magnífico do Pestana Palácio do Freixo, poderás assistir a algumas das bandas sonoras de animação mais conhecidas de todos os tempos num ambiente verdadeiramente intimista. Sentirás que estás a viver um momento mágico!

A Ratoeira

31/03/2022

27 €

Um jovem casal converteu uma casa de campo num pequeno hotel, iniciando um negócio no ramo da hotelaria, mas que vive com dificuldades financeiras. Certa noite, devido a uma forte tempestade de neve, todos, incluindo os quatro hóspedes que lá se encontram, vêem-se isolados, ficando impedidos de saírem do hotel. Até que chega o detetive Trotter, que conseguiu ultrapassar as dificuldades da tempestade, caminhando até ao hotel com os seus esquis. Trotter vem avisar que um assassino está à solta e a dirigir-se para lá, depois de ter cometido um homicídio em Londres. Mas, nessa mesma noite, quando uma das hóspedes aparece morta no hotel, fica evidente que o assassino já está entre eles. A suspeita cai de imediato sobre Christopher Wren, um jovem que tem uma aparência semelhante à descrição do criminoso, feita pelo detetive. Após um minucioso questionário levado a cabo pelo detetive, fica evidente que o assassino pode ser qualquer um deles, inclusive os donos do hotel. A revelação sobre quem é o criminoso será chocante, até porque TODOS eram suspeitos…!