Álvaro Siza: in/disciplina

19/09/2019

Nome: Álvaro Siza Disciplina: tão pouca quanto possível Esta nota confessional - certo dia escrita por Álvaro Siza na guarda interior de um dos seus cadernos de desenho, de formato escolar - serviu de ponto de partida para esta exposição comemorativa do 20.º aniversário do Museu de Arte Contemporânea de Serralves. Álvaro Siza: in/disciplina revela-nos a salutar inquietude e a insubmissão do seu método criativo que, forjado no cruzamento entre saberes, culturas, geografias, obras e autores, sustentou, ao longo de mais de seis décadas, um constante questionamento da arquitetura a partir, simultaneamente, do que está dentro e fora da disciplina. Com base em trinta projetos realizados entre 1954 e 2019 (construídos ou não), a exposição percorre a trajetória de Álvaro Siza, desde o período da sua formação até à sua plena afirmação autoral, através das suas leituras, dos seus cadernos de esquissos e registos de viagem, dos retratos que dela fizeram fotógrafos e amigos, das publicações seminais que as publicaram e do testemunho pessoal de muitas personalidades que com ela se cruzaram ao longo do tempo.

IndieJúnior Allianz

Até 02/02/2020

4 €

Nesta quarta edição, o IndieJúnior Allianz Festival Internacional de Cinema Infantil e Juvenil do Porto regressa ao Teatro Rivoli, à Biblioteca Municipal Almeida Garrett, à Casa das Artes e à Reitoria da Universidade do Porto, durante seis dias, de 28 de Janeiro a 2 de Fevereiro de 2020, para apresentar o cinema infantil e juvenil mais criativo e original que se faz pelo mundo fora. O festival integra uma competição internacional de longas e curtas metragens, com cerca de 50 filmes recentes (ficções, documentários, animações), quase todos inéditos no nosso país, e que são avaliados por três júris (oficial, escolas e público) que atribuem o palmarés do festival. Vários dos filmes a concurso são selecionados por alunos de escolas da cidade, que fazem parte da iniciativa “Eu programo um festival de cinema!”, organizada em parceria com o Programa Paralelo do Teatro Municipal do Porto. Porque no festival também há lugar para clássicos, mantemos a secção “O meu primeiro filme”, contando com três convidados da cidade do Porto para escolher um filme importante da sua infância. Entre os dias 28 de Janeiro e 2 de Fevereiro, o IndieJúnior Allianz será uma grande festa do cinema, um mundo projetado no grande ecrã onde cabem todas as ideias e sonhos. Venham ver!

Feira de Vandoma

Até 27/12/2020

Uma das feiras mais emblemáticas da cidade, destina-se exclusivamente à venda de objetos usados, designadamente roupas, louças, mobiliário e artigos decorativos, discos, livros, aparelhos elétricos e/ou eletrónicos, utensílios domésticos e de trabalho (ferramentas). Localização: Avenida 25 de abril

9kg de Oxigénio

Até 16/02/2020

A Galeria Municipal do Porto inaugura a exposição "9kg de Oxigénio". A exposição resulta do desafio lançado pela Galeria Municipal do Porto ao projeto "Uma Certa Falta de Coerência" para desenvolver um exercício que refletisse sobre a relação entre a prática curatorial independente, autogerida por artistas, e um contexto expositivo institucional. Nesse sentido, "Uma Certa Falta de Coerência", que desenvolve o seu trabalho de forma independente desde 2008, vai apresentar esta exposição em que "testará políticas de produção e formas de entendimento próprias, tomando como ponto de partida o exercício de sobrevivência em condições adversas e sujeitas a opressão institucional". "Uma Certa Falta de Coerência" irá transferir a atmosfera do espaço diminuto que ocupa na Rua dos Caldeireiros, onde se questiona frequentemente a respirabilidade do ar, e apresentará obras de artistas que, ao longo dos últimos anos, tem colaborado com o projeto: Babi Badalov, Daniel Barroca, António Bolota, Camilo Castelo Branco, Merlin Carpenter, Rolando Castellón, June Crespo, Luisa Cunha, Stephan Dillemuth, Loretta Fahrenholz, Pedro G. Romero, Dan Graham, Alisa Heil, Mike Kelley, Ruchama Noorda, Silvestre Pestana, Josephine Pryde e Xoan Torres.

Depois do Estouro

Até 16/02/2020

A Galeria Municipal do Porto inaugura a exposição "Depois do Estouro", que tem curadoria de Tomás Abreu e resulta do projeto concursal "Expo'98 no Porto". "Depois do Estouro" foi selecionada por um júri independente da equipa artística da Galeria Municipal do Porto, composto por Daniela Marinho, investigadora de pós-doutoramento no Departamento de Artes e Estudos Culturais da Universidade de Copenhaga, Miguel Ferrão, que dirige com Eduardo Guerra o projeto artístico Musa paradisiaca, e Nuno Faria, diretor artístico do Museu da Cidade. Esta exposição parte dos efeitos que os desenvolvimentos socioeconómicos e tecnológicos do final do século passado tiveram na cultura contemporânea e "propõe uma reflexão sobre paradoxos das suas consequências, paralelamente desafiando noções de manipulação do tempo". Reúne um conjunto de obras, produzidas no final da última década por 13 jovens artistas que cresceram em Portugal na década de 90, as quais "incidem sobre questões da humanidade, do espaço físico e do tempo": Alice dos Reis, Francisco M. Gomes, Henrique Pavão, Hugo de Almeida Pinho, Igor Jesus, Jorge Jácome, Lúcia Prancha, Mariana Rocha, Mariana Vilanova, Pedro Huet, Rodrigo Gomes, Sara Graça e Tomás Abreu.

Mercadinho da Ribeira

Até 31/12/2020

Destina-se à venda de atoalhados bem como outros produtos de promoção turística.

Festival de Ilusionismo S. João Bosco

Até 01/02/2020

0 €

O Clube Ilusionista Fenianos realiza nos dias 31 de Janeiro a 1 de Fevereiro, o Festival de Ilusionismo «S. João Bosco» 2020. O evento que se realiza há 61 anos nesta cidade é aberto ao Porto, seus visitantes e público em geral. Dia 31 de Janeiro, Abertura e Convívio Mágico, no Bar do Clube Fenianos. Dia 1 de Fevereiro, Salão Nobre do Clube - GALA DE ILUSIONISMO

Porto Legends - The Underground Experience

Até 31/03/2020

15 €

"Porto Legends: The Underground Experience" é um evento audiovisual que vai dar a conhecer dez lendas relacionadas com a história da cidade do Porto. O espetáculo será apresentado de terça-feira a domingo, entre as 10 e as 19 horas, nas Furnas da Alfândega do Porto. A mais recente criação do ateliê português OCUBO, especialista na realização de projetos de vídeo mapping, estreia nas Furnas da Alfândega do Porto. O espetáculo vai dar a conhecer, através de uma experiência imersiva, dez lendas relacionadas com a história da cidade do Porto, inspiradas no livro do historiador Joel Cleto, "As Lendas do Porto". O projeto Porto Legends - The Underground Experience contou com 70 atores, 120 figurinos e 30 artistas de vídeo, recorrendo a 50 projetores de vídeo de alta definição, estrategicamente instalados nas paredes, no chão, nos tetos, nas colunas e nos arcos das Furnas da Alfândega do Porto. As dez lendas que constituem o espetáculo são narradas por Pedro Abrunhosa, na versão portuguesa, e pelo galardoado ator britânico Jeremy Irons, na versão inglesa. Ao longo de 45 minutos, serão contadas lendas como as de Pedro Cem, Zé do Telhado, Barrão Forrester, as famosas tripas à moda do Porto, o mistério do Tesouro da Serra do Pilar; o violento Cerco do Porto, o Terramoto de 1755 ou a do fantasma da Estação de São Bento. O público é convidado a circular livremente durante o espetáculo, numa experiência de 360º inédita a nível mundial.

Aulas de skate

Até 29/03/2020

Nos próximos três fins de semana, há sessões para iniciantes no novo Skate Park do Porto. O Skate Park do Porto, integrado desde o passado mês de novembro no Parque Desportivo de Ramalde, vai receber aulas gratuitas aos sábados e domingos. A atividade decorre de manhã, entre as 10 e as 12 horas. A participação está sujeita a inscrição. Os interessados em dar os primeiros passos a modalidade devem inscrever-se através do email desporto@agoraporto.pt, até à quinta-feira anterior à sessão. Há 20 vagas por aula.

Margem

Até 02/02/2020

10 €

Brecht falava de margens e dizia-as tão “violentas” como a violência do “rio que tudo arrasta”, porque o comprimem. Margem, com direção de Victor Hugo Pontes, fala de uma violência similar, a de jovens em risco na periferia da vida, como a dos Capitães da Areia (1937), de Jorge Amado, livro que lhe serviu de inspiração e “guia para o caminho”, desconstruído e reconstruído aqui pela escrita de Joana Craveiro. Ao diálogo entre a linguagem coreográfica de Victor Hugo Pontes e o livro sobrepôs-se uma segunda camada, a das histórias de vida, recolhidas em pesquisa prévia, de crianças institucionalizadas da Casa Pia e do Instituto Profissional do Terço, e ainda uma terceira, feita das memórias e experiências dos próprios intérpretes e do seu processo de construção do espetáculo – todas estas camadas se entrecruzam no texto original desta criação. Um elenco de miúdos dos 14 aos 20 anos (mais um bailarino e um ator profissional) habita o palco-casa-abrigo, colchões espalhados pelo chão, o oásis (sonhado?) de uma palmeira, como um espaço vital de (sobre)vivência de si em grupo, em família, até. Margem, a meio caminho entre a dança e o teatro documental, movido por uma banda sonora urgente e tribal, é assumidamente um trabalho “muito político”. Racismo, sexo, revolução e morte afloram igualmente, mas há uma energia vibrante a percorrer Margem, e essa energia persiste e resiste.

Marketplace - Casual Style

01/02/2020

Está a chegar o MARKETPLACE-Casual Style no Jardim do Marquês na cidade Invicta do Porto. Como sempre, e sendo o MARKETPLACE-Casual Style um Mercado de referência da cidade, teremos os melhores expositores do norte de Portugal que, como sempre, vão-nos apresentar o que de melhor existe em Artigos Usados e Novos Criadores. Vestuário e calçado, jóias / bijuteria, artesanato, produtos gourmet, doçaria conventual / tradicional, mobiliário, artigos vintage e muito mais! Faça parte do mundo MARKETPLACE-Casual Style, um Mercado Cosmopolita aberto à divulgação de novos conceitos e criadores.

Inventória de Ana Jotta

Até 08/05/2020

7 €

Entramos na casa. Está vazia. O dono acabou de se mudar ou então está prestes a mudar-se. Nenhuma cama, nenhuma mobília, nenhuns livros. Vêem-se uns quantos objetos, três candeeiros, algumas decorações, uma pequena mesa de jogos e um sem-número de estranhos rabiscos nas paredes. “Viver é deixar traços”, diz Walter Benjamin quando discute o nascimento do interior doméstico. “No interior, eles são acentuados. É criada uma abundância de coberturas e protetores, revestimentos e caixas, nos quais os traços dos objetos de uso quotidiano ficam gravados. Os traços do ocupante também deixam a sua marca no interior. A história de detetives que segue esses traços ganha forma. (…) Os criminosos dos primeiros romances policiais não são nem cavalheiros nem apaches, mas membros da burguesia.” A obra de Jotta está inseparavelmente ligada ao interior – à sua casa, que como uma grande obra de arte se assemelha a uma construção algures entre o Merzbau de Schwitters, o Wunderkammer, ou a casa-atelier de Dieter Roth, repleta de coisas e obras de arte, onde é impossível distinguir o estatuto de cada uma delas, e onde também é quase impossível movermo-nos, dominada que ela está por um total horror vacui. Na exposição INVENTÓRIA, Jotta constrói um cenário invertido: o amor vacui e o vazio tornam-se o tema principal desta instalação radical. Como a artista sugere na “folha de sala” que escreveu para acompanhar a exposição, entramos num “programa de filmes à la Salle Noir” em quatro atos, um enigmático cenário de filmagens com uma última contredanse dançada num baile desconhecido, talvez na Villa Santo Sospir, talvez na Casa São Roque. Local: Casa São Roque - Centro de Arte, Rua São Roque da Lameira nº2092

Experiência iSEA

Até 13/02/2020

O Planetário do Porto - Centro de Ciência Viva está a facultar expedições virtuais ao mar dos Açores, no âmbito do projeto de comunicação de ciência iSEA, liderado pela Faculdade de Ciências da Universidade do Porto (FCUP). Aberta aos maiores de 18 anos, esta experiência de realidade virtual é de acesso gratuito, mediante inscrição prévia, e visa possibilitar a exploração dos ecossistemas durante uma "missão" de cerca de uma hora. O acesso do público à "viagem", resulta do projeto iSEA, e tem como objetivo a criação de um conjunto de conteúdos e mensagens sobre ecossistemas do fundo do mar para comunicação científica e o desenvolvimento de um método não-intrusivo, válido e replicável em locais como centros de ciência e museus. O estudo exploratório tem ênfase nas temáticas abordadas pelo Centro de Investigação Internacional do Atlântico (AIR Centre – The Atlantic International Research Centre), nos Açores, em particular na sustentabilidade dos ecossistemas do mar profundo.

Clube de Teatro Sub 18

Até 29/02/2020

Após a sua criação na temporada passada, o TNSJ quer consolidar os passos dados na formação de um Clube de Teatro, com o intuito de fazer dele um espaço de acolhimento, permanência e progressão de jovens menores de 18 anos atraídos por esta arte. Sob a orientação de Nuno Cardoso, Nuno M Cardoso e Emílio Gomes, as improvisações a que os jovens vão ser desafiados são o ponto de partida para um trabalho em torno da peça Sonho de Uma Noite de Verão, de Shakespeare.

Maria Caldas Ribeiro - Série Vermelhos

Até 07/03/2020

“Série Vermelhos” é um trabalho que tem vindo a ser desenvolvido desde 2003, (entre outras séries). A construção tem como base a matemática sendo este o principal motor de busca. O desenho surge de uma forma aleatória, criando consonância entre si, onde se cruzam, sobrepõem linhas de espessuras diferentes pretas e brancas, sobre um fundo vermelho.

Treetop Walk

Até 15/02/2020

12 €

O Programa regular para o público geral contempla visitas orientadas ao Treetop Walk, com a duração de 1h, que terão como objetivo dar a conhecer, através de uma experiência singular orientada por educadores do Serviço Educativo de Serralves, a biodiversidade do Parque. Estas poderão ser orientadas em português, francês e inglês. É obrigatória a inscrição até às 17h da véspera do evento, para o email: m.tavares@serralves.pt.

Le Fils de Joseph

01/02/2020

12 €

Vincent, um adolescente de quinze anos, foi criado envolto no amor de sua mãe, que sempre se recusou a revelar-lhe o nome do pai. O jovem começa, então, a procurar e descobre que o pai é um editor parisiense, egoísta e cínico, Oscar Pormenor. Vincent não se conforma. O quadro que preenche toda uma parede do seu quarto — uma reprodução do Sacrifício de Isaac, de Caravaggio — inspira-lhe um plano de vingança, mas é nesse momento que o encontro com Joseph mudará tanto a sua vida quanto a de sua mãe. A sexta longa-metragem de ficção de Eugène Green concilia todas as virtudes do cinema greeniano — a encenação rigorosa e "autoconsciente”, a erudição clássica declinada com "mistério”, um subterrâneo sentido de humor que tudo percorre e transfigura — numa história que começa em Paris, no meio de "intelectuais” e "críticos literários” (alvo habitual da verrina de Green), e termina junto à costa, numa bizarra (mas tão delicada como divertida) evocação da Natividade.

Redescobrir Beethoven

01/02/2020

13 €

Um Beethoven clássico, herdeiro de Mozart e Haydn, é aquele que se apresenta neste programa com obras escritas na primeira fase da sua vida criativa – mas que já deixavam adivinhar o enorme impacto que o músico alemão viria a ter na história da música. Tal como acontecia no tempo do compositor, também aqui o maestro será simultaneamente solista ao piano. Grande conhecedor do repertório atual e especialmente do universo britânico da música contemporânea, Wigglesworth dirige uma obra que o seu compatriota Mark-Anthony Turnage escreveu em forma de homenagem ao seu compositor favorito, Beethoven. Frieze traz reminiscências da obra sinfónica de Beethoven e o seu título é uma referência a um tributo antigo ao grande compositor de Bona: o “Friso de Beethoven”, obra emblemática do pintor Gustav Klimt patente no Palácio da Secessão, em Viena.

A Turma

Até 01/02/2020

7 €

Uma cidade ferida no coração pelo fenómeno turístico. Durante três dias e três noites vertiginosas, seis personagens conflituam e debatem-se com o fechamento de horizontes que a nova ordem neoliberal lhes impõe. A CIDADE, espaço físico e mental onde estas histórias de vida se encadeiam, cruzam e desaguam, não se apresenta como um mero pano de fundo, pois os seus próprios dramas e dores de crescimento assumem total protagonismo. À urbe cartografável sobrepõem-se geografias sentimentais, retrospecções e projecções que constroem um lugar compósito, multifacetado a ponto de se tornar transversal às cidades ocidentais. Pelo que, a par de uma reflexão acerca de questões que assombram o nosso «aqui e agora», evidenciam-se a pujança e a fragilidade das relações humanas moldadas pelo medo e problematizam-se questões como a identidade, a memória, a dignidade, o amor e a justiça. — Regina Guimarães

One Vision - Tributo a Queen

01/02/2020

10 €

Fundados em 2005, ONE VISION são, há mais de uma década, a banda tributo mais contratada na Península Ibérica. E os números falam por si: 14 anos, 800 concertos, 300 localidades. Para assinalar esta marca histórica e para agradecer o carinho que os fãs do Norte têm demonstrado ao longo dos anos, a banda leva a sua célebre homenagem aos QUEEN, à cidade do Porto, numa data exclusiva. Vamos todos juntos fazer a festa, ao som da melhor música do século XX, a música dos QUEEN, com o toque original que só os ONE VISION sabem dar!

Feira dos Passarinhos

Até 28/12/2020

Venda de aves e outros animais, enquanto animais de companhia, assim como gaiolas, comedouros, bebedouros, poleiros, alimentação e demais artigos necessários para o alojamento, manutenção e criação das espécies de animais.

Feira de Numismática e Filatelia

Até 28/12/2020

Local de encontro de vários colecionadores, esta feira tem como objeto a venda e troca de moedas, postais, selos e outros objetos colecionáveis afins. Realiza-se debaixo das arcadas dos prédios que rodeiam a praça.

Feira da Pasteleira

Até 31/12/2020

Venda de diversos produtos, nomeadamente produtos alimentares, roupa, calçado e têxteis lar. Legalizada e relocalizada em 2019. Localização: Rua Bartolomeu Velho

Leva a mochila

02/02/2020

Em vários dos espaços do Museu da Cidade – Casa do Infante, Casa-Museu Guerra Junqueiro, Casa-Museu Marta Ortigão Sampaio, Museu Romântico e Museu do Vinho do Porto – as crianças e as famílias são convidadas a explorar o museu de forma autónoma, com a mochila disponibilizada na receção.

Super Wings: Missão em Equipa

02/02/2020

9 €

O Espetáculo Oficial de Super Wings chega a Portugal pela primeira vez! A Digressão Nacional do Espetáculo Oficial de SUPER WINGS, “Missão em Equipa”, é um espetáculo musical onde os mais pequenos vão poder ver as suas personagens preferidas da famosa série do Canal Panda! Vem conhecer o Jett, Dizzy, Donnie, Jerome, Astra, Sky e Jimbo e vem participar nas suas aventuras. Junta-te a esta grande festa, um musical criado para toda a família, repleto de ação e aventura, onde a música, a diversão e a participação do público são os principais ingredientes. O público vai viver a experiência de entrar no mundo dos Super Wings com uma visita ao aeroporto Internacional, base das operações dos Super Wings. Jett, Dizzy, Donnie, Astra e Jerome montaram uma grande festa e têm muitas surpresas preparadas para receber os mais pequenos, que vão poder ainda acompanhar o Jett numa das suas famosas missões! O Jimbo e a Sky, os controladores de tráfego aéreo, também vão lá estar com muita dança e música! Bem-vindos à escola de voo dos Super Wings!

Preso Egon Denaren Gogoa / Como Fernando Pessoa Salvou Portugal / En Attendant Les Barbares

02/02/2020

12 €

Preso é um mini-filme que integra o filme coletivo sobre a obra do poeta, escritor e ensaísta basco Joseba Sarrionandia, a longa-metragem Gure oroitzapenak, composta por outros onze filmes. Um projeto que visa a divulgação de um artista escassamente conhecido internacionalmente e pouco lembrado no próprio País Basco. O poeta havia participado no filme Faire la parole e, segundo Green, a sua obra é uma das mais importantes da literatura europeia contemporânea. A partir de 1924, o poeta Fernando Pessoa trabalha como escriturário na firma de importação e exportação Moitinho d’Almeida, Lda. O seu patrão sabe do seu talento para a escrita de versos e convida-o a criar um lema publicitário para uma nova bebida estadunidense que irá comercializar em Portugal, a Coca-Louca. Pessoa retira-se e é visitado por Álvaro de Campos que lhe ilumina a inspiração, com a frase "Primeiro estranha-se, depois entranha-se”. Só que o recém-criado Estado Novo teme pela saúde e a moral dos consumidores, proibindo e exorcizando o funesto refresco. A pretexto de uma oficina com atores em Toulouse, Eugène Green desenvolveu En attendant les barbares, uma sátira que desmonta, com fino humor, hábitos e convicções dos dias de hoje. As redes sociais anunciam a chegada dos bárbaros e o único sítio seguro é uma mansão medieval onde os telemóveis ficam à porta. Os donos da casa, um feiticeiro e uma feiticeira, convidam então os seis estranhos que lhes batem à porta — um casal de burgueses (o "bobo” e a "bobelle”), uma pintora, um sem-abrigo, um poeta celibatário e um autoproclamado não-burguês com ares de político (embora nem todos sejam, de facto, totalmente desconhecidos) — a percorrerem uma odisseia filosófica inexpressiva envolvendo magia, fantasmas, pintura e uma extensa encenação de um romance Arturiano. Simultaneamente, enfrentam as inseguranças e a ansiedade do século XXI.

O Génio de Lopes-Graça

02/02/2020

10 €

Pertence a Fernando Lopes‑Graça o mais importante legado da música coral portuguesa do século XX, com uma obra neste domínio apenas comparável à dos grandes polifonistas do Renascimento. Duas grandes categorias dividem este legado: as composições originais e as harmonizações de canções regionais, domínios nos quais o compositor deixou o seu cunho extremamente pessoal, impregnando‑os de sonoridades que se associam imediatamente ao seu nome. Resultado do seu estudo de campo na recolha da música tradicional, as suas composições refletem uma imagem das raízes da música portuguesa difícil de encontrar noutros compositores. Foco do interesse do maestro Paul Hillier desde a primeira hora em que assumiu o desafio de criar de raiz o Coro Casa da Música, em 2009, Lopes‑Graça é o alvo de um concerto monográfico, inteiramente dedicado à sua obra coral, e que resultará num registo discográfico do Coro.

Porto das muralhas às pontes

04/02/2020

3 €

Neste percurso pretende-se começar por dar a conhecer a história das duas muralhas do Porto. De seguida, descendo até ao rio, irá abordar-se a história de algumas das pontes sobre o Douro, construídas quando a cidade deixou de ser muralhada. Atividade orientada por Rui Alves. Ponto de Encontro: Calçada da Vandoma

Cat in a Bag

04/02/2020

10 €

A música de Cat in a Bag é completamente improvisada, tendo como pano de fundo o noise rock e a música experimental. O primeiro álbum da banda foi lançado pela Clean Feed em Julho de 2019, altura em que fez o concerto de abertura do Jazz im Goethe Garten (sob a curadoria de Rui Neves). O quarteto é formado por Bruno Figueira (saxofone alto), João Clemente (guitarra eléctrica, ímanes), João Lucas (baixo eléctrico) e Duarte Fonseca (bateria).

Seong-Jin Cho

05/02/2020

19 €

O pianista sul-coreano Seong-Jin Cho lançou-se numa carreira internacional de grande nível após ganhar o XVII Concurso Internacional Chopin de Varsóvia em 2015, com apenas 21 anos. Artista exclusivo da Deutsche Grammophon, fez na Casa da Música um recital brilhante no Ciclo de Piano 2017. Regressa agora com um programa que privilegia obras marcantes do repertório pianístico. As Seis peças op.118 de Brahms são um conjunto verdadeiramente notável pela diversidade de ambientes que proporcionam, evidenciando o lado mais lírico do instrumento. A conceção polifónica e as sonoridades orquestrais distinguem o Prelúdio, Coral e Fuga de César Franck, uma obra-prima do repertório francês. Antes de encerrar o recital com uma composição verdadeiramente revolucionária que deixa transparecer toda a genialidade de Franz Liszt, a Sonata em Si menor, o pianista apresenta a mais auspiciosa primeira obra de um compositor, a Sonata op.1 escrita em 1908 por Alban Berg. “A mistura de imaginação, ritmo, equilíbrio e controlo de Cho produziu momentos de pura arte” The Arts Desk

U

Até 09/02/2020

10 €

U narra a epopeia de um muito peculiar Ulisses, não o herói sobre-humano da Odisseia de Homero, mas um enorme urso-branco, um urso-polar. Partindo da adaptação para a infância de Ulisses, de Maria Alberta Menéres, a encenadora Joana Magalhães deixou-se inspirar pela frase inicial desse livro: “Quem conta um conto acrescenta um ponto.” Assim, contrariando a tendência unívoca da história que glorifica o herói e os seus feitos, optou por colocá-la em diálogo com um conto de sua autoria, A Educação de Um Ditador. U é raptado pelos habitantes de um certo país dos animais domésticos, educado segundo os princípios democráticos para ser um ditador. Líder a contragosto, U foge e enceta a viagem de regresso à sua Ítaca, a terra dos selvagens, em busca da identidade perdida, mas aí é novamente acolhido como um messias. Através da deambulação do seu protagonista num mundo a preto e branco, U questiona o conceito de herói e a tendência fácil de aderirmos à ideia de um salvador que nos desculpabilize e salve do desastre. É que a verdadeira catástrofe, a de Penélope, o planeta Terra, continua a acontecer, sempre à espera de salvação. No fundo, é sobre democracia, enquanto projeto coletivo e participativo, que U nos põe a pensar.

O teu Inverno é a minha Primavera de Rosa Batista

Até 28/02/2020

No mês de Fevereiro, a Fundação Altice apresenta no Espaço Tenente Valadim a exposição “O teu Inverno é a minha Primavera”, de Rosa Baptista. “Este conjunto de desenhos a grafite são registos de plantas e raízes que por falta de cuidado e atenção ou ainda por abandono, secaram, perderam o seu vaso ou o seu lugar na terra. Eu sou a planta descuidada, sou o seu lamento lento enquanto definha, sou a autora ou cúmplice deste sofrimento e sou ainda uma espécie de sacerdotisa que num ritual “sagrado” cria um elemento que atenua, aceita e incorpora com dignidade e significado o processo de transformação entre a vida e a morte – o desenho.” Neste trabalho crio a “importância” nas coisas e reservo-lhes atenção e reflexão. Não estou diretamente a alterar o desperdício que fabrico por existir, mas estou a querer que tudo seja considerado mais importante e merecedor da nossa atenção como estímulo para mudança de pensamento. Só com a consciência do fim e da perda podemos preservar. Tudo deveria ser mais sagrado, até os nossos atos. Esta criação artística “vegetalista” do que parece estar em fim de ciclo de vida, insere-se no tema que a Fundação Altice vai promover ao longo de 2020, de defesa do meio ambiente e de promoção de práticas de sustentabilidade. Esta é a causa das nossas vidas. Rosa Baptista nasceu em 1975 e é natural de Lagos. Atualmente vive e trabalha em Lisboa. Licenciou-se em Artes Plásticas em 2012 pela ESAD nas Caldas da Rainha. Anteriormente teve formação artística em várias escolas entre as quais: a ar.co, a SNBA e o IPO.FRES. É artista residente na MArt desde 2015. Tem participado desde 2012 regularmente em exposições coletivas dentro e fora de Portugal.

Candlelight

Até 26/11/2020

15 €

Os concertos Candlelight trazem a música clássica vivida da forma mais apaixonante. Desfruta de "As Quatro Estações" de Vivaldi no Ateneu Comercial do Porto, interpretado por um trio de cordas à luz das velas. Garante já os melhores lugares. Peças em destaque: • Seleção de As Quatro Estações - A. Vivaldi • Seleção de Variações Goldberg de Bach • O Quebra-Nozes de Tchaikovsky • Eine kleine nachtmusik de Mozart • Sinfonia n. 7 de Beethoven • Marcha Turca de Beethoven Vive esta experiência única. Descobre Candlelight: a música clássica num ambiente íntimo e mágico.

Urna

07/02/2020

7 €

"Urna" é um solo que reflete sobre a relação entre o ser humano e a sua identidade social, sobre a sobrevalorização da consciência e sobre o corpo como produto objetificado. A inspiração veio do poema do Giulio Morello, Multa per inane videbis corpora, título que cita o De rerum natura, convite a tomar consciência do estado do humano: “Imaginemos um indivíduo em movimento / que em cada passo extraia duma urna / a instrução para o passo seguinte: / direita esquerda frente atrás. // Imaginemos que milhões de indivíduos / movem-se da mesma forma, ora: / o que é que nos distingue dos corpúsculos de gás? / Talvez a ilusão de governar o destino?” Como é que se desconstrói o indivíduo informado cultural e socialmente, depois de entrar no loop das suas próprias cegas convicções? Urna é a oportunidade não aproveitada, perdida para sempre num não-tempo longínquo. É a perda de perguntas significativas e a obsessão por respostas tranquilizadoras e efémeras. Urna é o que sobra depois da curiosidade, que se torna opressão, que cede lugar ao cacofónico redundante, que por sua vez cede o lugar ao absurdo, que cede o lugar ao vazio, que cede o lugar a novas possibilidades, que geram outras curiosidades. E assim por diante para sempre. O que sobra é um loop; movimentos, palavras, símbolos esvaziados de significado, repetem-se até ao ridículo para podermos refletir acerca da urgência de reduzir (ou elevar?) o ser humano à besta rendida.

Festival Porta-Jazz

Até 09/02/2020

7 €

Nos dias 7, 8 e 9 de fevereiro, o Teatro Municipal Rivoli recebe a 10.ª edição do festival da associação de músicos de jazz do Porto. Foi já há dez anos que o Festival Porta-Jazz se estreou na cidade do Porto. Em 2020, o evento voltará a ser o ponto alto da programação anual da associação Porta-Jazz e irá promover no palco do Rivoli parcerias inéditas e intercâmbios entre músicos portugueses e estrangeiros. O festival é o reflexo de um movimento maior, uma plataforma de incentivo à criação e divulgação do jazz que na última década vem democratizando este estilo musical e criando novos públicos e massa critica na cidade. São mais de 100 os concertos que a Porta-Jazz promove por ano, divididos entre a sua sede e outros locais da cidade. E são mais de 50 os discos editados por esta associação portuense, uma comunidade artística referente no jazz nacional e internacional.

Passos no Escuro - The Room

07/02/2020

O mítico "The Room", realizado e interpretado por Tommy Wiseau e que é considerado o "melhor pior filme de sempre", vai abrir a edição de fevereiro do ciclo "Passos no Escuro". Tendo como tema "É mau? Ótimo!", a programação do próximo mês começa assim com uma produção que está em exibição regular há 17 anos e sempre com uma legião de seguidores a participarem ativamente: o público veste-se como as personagens, atira colheres de plástico para o palco e segue uma série de rituais já bem treinados. A exibição no cinema Passos Manuel não será diferente e contará com a participação de Greg Sestero, um dos atores principais, também ele escritor do livro que documenta todas as peripécias de produção e que deu origem ao filme do mesmo nome, "The Disaster Artist", de James Franco. Greg Sestero é mesmo o anfitrião que preparou todo o programa de festividades que acompanham o filme, no dia 7 de fevereiro. Antes da exibição, haverá um mini-documentário sobre "The Room", uma performance onde o ator lê partes do livro/guião e responde a perguntas do público e a explicação das "regras" de visionamento do filme.

Mãos que falam

08/02/2020

O museu é um espaço de todos e para todos. Sugere-se uma visita orientada à exposição permanente em língua gestual portuguesa. Sessão orientada por Paulo Costa.

O Cavaleiro da Rosa

08/02/2020

11 €

Strauss escreveu a ópera O Cavaleiro da Rosa em 1911, e com ela conquistou a fama internacional. Foi um sucesso imediato, embora alguma crítica não visse com bons olhos a utilização das valsas, género já fora de moda naquele tempo. Mas a verdade é que a sofisticação e a inventividade das valsas de Richard Strauss sustentam na perfeição a trama sentimental e cómica. No mesmo ano, Ravel compunha ao piano as suas insinuantes Valsas Nobres e Sentimentais, homenageando Franz Schubert e retratando o espírito vienense da música de salão com o colorido da música francesa. Sob a direção do premiado maestro portuense Nuno Coelho, Ana Liberal desvenda as histórias por detrás da composição destas obras irresistíveis.

Engolir sapos

08/02/2020

7 €

Uma reflexão, em forma de teatro para famílias, sobre preconceitos e sapos de loiça. Em Portugal, há sapos de loiça expostos em estabelecimentos comerciais para afastar pessoas. Se os sapos de loiça incomodam pessoas de carne e osso - os ciganos - os sapos incomodam-nos a todos. Em palco estarão pai e filha. Constituída em 2009, a companhia de teatro Amarelo Silvestre concretiza as suas atividades a partir de Canas de Senhorim, Município de Nelas. Teatro contemporâneo criado em contexto semi-urbano, atento ao mundo e à vida. Destaque para a dramaturgia em língua portuguesa e para o corpo coreográfico do ator em cena. Palavra e corpo: dois pilares do propósito artístico da Amarelo Silvestre.

Salvador Sobral

08/02/2020

25 €

A célebre chanson française remete para um universo musical com uma linguagem singular onde a palavra assume um papel primordial na construção das canções. Jacques Brel é um nome basilar da cultura francófona, com carimbo impresso em várias manifestações artísticas, que vão do cinema à música. Foi nesta última que afirmou a sua identidade como um dos mais consagrados intérpretes do século passado - ultrapassando as fronteiras da sua Bélgica natal e da França que o acolheu. Um contador de histórias (quer através da palavra, quer da intensidade das suas performances) que apaixonou Salvador Sobral desde cedo e o levou a criar este ciclo de concertos onde a proposta se explica no título: cantar Brel. Para a concretizar rodeou-se de músicos que compreendem esta linguagem musical em toda a sua complexidade e riqueza.

Maiara & Maraisa

08/02/2020

30 €

A Dupla está pronta para realizar o seu primeiro concerto no Coliseu Porto Ageas com o melhor da música Sertaneja brasileira. Maiara & Maraisa confessam que estão entusiasmadas por ir ao Porto com seu show completo. Com mais de 1:30 de duração, a dupla apresenta as melhores músicas da carreira e ainda promete outras surpresas do seu aclamado repertório. Neste espetáculo, Maiara & Maraisa compartilham com o público a intimidade das suas vozes com a vibração do público e banda criando o tom poético que promete comover com o repertório repleto de sucessos, como “Nem Tchum”, “Medo Bobo”, “Sorte que cê Beija Bem” e “Ai que Vontade”. Também no cardápio musical estão interpretações de alguns de seus clássicos, incluindo "Se Olha no Espelho” e “Bagunça arrumada”.

Mercadinho dos Clérigos 

Até 29/03/2020

Quem passar entre as 10 e as 19 horas, irá encontrar a oferta variada do evento: artesanato, roupa, antiguidades, produtos biológicos, livros, brinquedos, entre outros artigos.  Como decorre no exterior, este mercado está sempre dependente de condições climáticas favoráveis.

Máscaras de Carnaval

09/02/2020

A partir do princípio «Faz tu mesmo», vamos usar diferentes materiais para fazer máscaras de Carnaval. Criatividade e sustentabilidade ambiental são os requisitos necessários para esta oficina em família. Atividade orientada por Graça Lacerda.

Orkestra Rumpilezz

09/02/2020

15 €

As raízes rítmicas afro-baianas traduzidas na harmonização do jazz. Esta é a proposta musical da big band multipremiada Letieres Leite & Orkestra Rumpilezz. As suas composições são concebidas a partir das claves e desenhos rítmicos do chamado Universo Percussivo Baiano, com referências em agremiações percussivas como Ilê Aiyê e Olodum, os Sambas do Recôncavo e o culto sagrado do Candomblé. Foi vencedora do 28º Prémio da Música Brasileira nas categorias de melhor álbum instrumental, melhor grupo instrumental e melhor arranjador. O álbum premiado foi A Saga da Travessia (2017, Sesc), disco que faz uma leitura da diáspora negra e destaca a tragédia dos povos africanos como ponto de partida para a construção de uma nova cultura. As composições são de Letieres Leite, que explica: “O disco fala sobre o momento da chegada das pessoas africanas livres que foram escravizadas e trazidas a Salvador, mas não com a visão submissa e trágica, e sim empoderada”. “Uma das concentrações mais intensas da inspiração artística baiana” Caetano Veloso

Francisco Lima Santos e Pedro Costa

11/02/2020

10 €

Os 250 anos de Beethoven celebram-se este ano em todas as grandes salas de concerto e a Casa da Música não é excepção. Uma das iniciativas é um ciclo de recitais com as dez Sonatas para piano e violino, sempre com o pianista Pedro Costa, vencedor de competições como o Concurso de Interpretação do Estoril, o Concurso Louis Spohr para Acompanhamento de Lied (Alemanha) e o Concurso New Tenuto (Bélgica). Neste primeiro recital, o violino está nas mãos de Francisco Lima Santos, formado na prestigiada Escola Superior Reina Sofía, em Madrid, e actual 1.º Concertino Auxiliar da Orquestra Gulbenkian.

Ride

11/02/2020

25 €

Os lendários RIDE atuam em Portugal pela primeira vez num concerto em nome próprio. Trazem até nós o seu novo álbum ‘This Is Not A Safe Place’. Esta banda, nascida em Inglaterra em 1988, é formada por Mark Gardener, Andy Bell, Laurence "Loz" Colbert e Steve Queralt e uma das pioneiras da cena “shoegaze”, ao lado de outros grandes projetos como os My Bloody Valentine, Slowdive, Catherine Wheel, Lush e Curve. Após um longo hiato entre 1996 e 2014, a banda apresenta-se nesta tour mundial com a sua formação original e promete levar-nos numa viagem que deixará uma imensa mancha branca num profundo céu azul.

FC Porto vs Académico Viseu FC

12/02/2020

5 €

Já estão à venda os bilhetes para o jogo entre o FC Porto e o Académico de Viseu, agendado para 12 de fevereiro (quarta-feira), às 20h45 (Sport TV), no Estádio do Dragão, a contar para a 2.ª mão das meias-finais da Taça de Portugal.

Apresentação Livro Porto In Tempus

13/02/2020

Começando no centro pulsante da cidade e passando por espaços emblemáticos de toda a Invicta, Porto in Tempus é uma expedição à história de uma cidade. Com apresentação de Pedro Rodrigues e a participação especial de Bernardino Castro, Director do Centro Português de Fotografia, este será claramente um evento a não perder!

Linda Martini

13/02/2020

20 €

"Uma amiga italiana que virou nome de banda, que virou nome de disco. Lançámos o disco Linda Martini em 2018. Noite após noite celebrámos estas canções, a nossa amizade e o carinho de quem nos recebeu na sua cidade, no seu clube, teatro, festival. Foram muitas datas e em todas vocês nos lembraram que isto não é sobre nós, é sobre o que somos juntos - nós e vocês - durante aqueles minutos. Agora que estamos a compor o próximo disco, queremos fechar este ciclo convosco no Coliseu do Porto. Até lá."

Urban Market, Meet Designers & Makers

Até 01/03/2020

O URBAN MARKET volta ao panorama da cidade do Porto! Em Fevereiro lançamos duas edições do Urban Market, em dois espaços emblemáticos da cidade. A primeira edição, realiza-se de 14 a 16 de fevereiro no Hard Club, e a segunda, de 28 de fevereiro a 1 de março no Ateneu Comercial do Porto. Em 2020 o Urban Market continua a apoiar o projeto “Ambulance for Hearts”. A um mês de se aventurarem por caminho terrestre até à Guiné Bissau, o projeto estará presente na primeira edição do ano do Urban Market, de 14 a 16 de fevereiro no Hard Club. Ao adquirirem uma das suas bonitas t-shirts, o público estará a contribuir para esta causa. O "Ambulance for Hearts" tem como objetivo comprar uma carrinha, enchê-la de coisas boas, mas maioritariamente de leite de substituição materno do tipo 1, 2 e 3 e levá-la por via terreste até à Guiné-Bissau. A carrinha e o seu recheio serão doadas à "Casa da Mamé Ussai", uma casa que acolhe crianças sós de Catió, uma cidade que se localiza no sul da Guiné-Bissau. Não percam nos dias 16 de Fevereiro e 1 de Março, a partir das 14h30 e até às 19h, os hair stylists do Projecto [Z], um atelier Vegan de Cabelos, estabelecido no Bonfim - Porto. A Inês Zózimo (a mente por trás do projeto) e o Emanuel Alegria, estarão de tesoura em riste para dar novos looks aos seus cabelos. As sonoridades brasileiras invadem o salão nobre do Ateneu Comercial do Porto. Felipe Vargas, músico brasileiro que atua entre o Samba e o Rocknroll, carregando no repertório, além de originais, canções brasileiras de todos os tempos sobe ao palco dia 29 de Fevereiro às 16h30. O Urban Market tem entrada livre e conta com uma seleção de 30 marcas de design de autor e de edição limitada, marcas 100% Portuguesas, nas áreas da joalharia, design de interiores, ilustração, pintura, design de moda, bem-estar e criança, sem esquecer a gastronomia com cabazes personalizados.

MDLSX

Até 15/02/2020

10 €

“Nasci duas vezes: primeiro fui uma coisa, depois outra.” Estas são as palavras iniciais de MDLSX, um caleidoscópico solo de Silvia Calderoni, com encenação de Enrico Casagrande e Daniela Nicolò, fundadores da companhia italiana Motus. Performance intensa e desafiadora, entrelaça evocações literárias de Middlesex, de Jeffrey Eugenides, de Orlando, de Virginia Woolf, de textos de Pasolini, e de livros seminais da teoria queer, como Problemas de Género, de Judith Butler, ou Manifesto Contrassexual, de Paul B. Preciado. Com a acutilância da sua presença andrógina e num formato que remete para um set de DJ/VJ, Silvia Calderoni urde essas alusões literárias com a sua biografia, vídeos caseiros e a pop que a marcou, dos The Smiths aos Placebo, dos Talking Heads aos Vampire Weekend e The Dresden Dolls. Estilhaçando os conceitos de género e de narrativa, MDLSX é um hino à liberdade de tornar-se e ser-se outro, para lá de qualquer fronteira e preconceito.

GNR, Festival Montepio às vezes o amor

14/02/2020

30 €

Os GNR regressam em grande ao Coliseu, para celebrar o “DIA DOS NAMORADOS”. Um espetáculo muito especial, com todos os seus grandes êxitos e as canções que fazem parte da nossa vida: “Dunas”, “Bellevue”, “Efectivamente”, “Sangue Oculto”... Duas noites para celebrar e viver intensamente o amor e a música de uma das maiores bandas portuguesas de sempre! GNR, para ver ao vivo no Coliseu Porto Ageas, no dia 14 de fevereiro às 22h inserido no Festival ‘Montepio às vezes o amor’. ‘Montepio às vezes o amor’ é uma festa de música e emoções que, nos dias 14 e 15 de fevereiro, vai espalhar amor de Norte a Sul. Portugal fica mais amoroso. Nomes amados da música portuguesa fazem da paixão o mote para noites românticas e calorosas. Haverá música para preencher os corações que se apaixonam.

Blanck Mass

14/02/2020

7 €

Blanck Mass, o projeto a solo de Benjamin John Power, parte metade de Fuck Buttons, está de regresso a Portugal e tem paragem confirmada no Understage do Rivoli a 14 de fevereiro, para apresentação de “Animated Violence Mild’. Lançado em 2019 via Sacred Bones, “Animated Violence Mild’ é, nas palavras do músico e produtor britânico, o seu trabalho mais conciso, direto e honesto. Carregado de experimentação ousada, intensidade rítmica, melodias explosivas e ferocidade ardilosa, o álbum é uma amálgama de emoções extremas, que oscilam entre a expressão do medo existencial e a beleza próxima da transcendência. Disco de pesar, que nasce da reflexão em torno da perda, não só pessoal e mas também num sentido mais global, de todos nós, enquanto espécie, trata-se de um tratado anti-consumismo desenfreado, uma crítica declarada à queda autoinfligida da humanidade, à traição aos melhores instintos da nossa natureza e ao futuro do nosso próprio mundo. E tal como a tristeza que ali se comunica, as oito faixas que o compõem não são de todo lineares, surpreendendo o ouvinte a cada momento, por entre combinações estilísticas tão distintas e bem executadas que sem esforço vão bem além de todas as influências que descaradamente lhe reconhecemos, tornando-se num momento não tanto de exasperação, mas de pura catarse.

Workshop com Boris Charmatz

15/02/2020

0 €

Neste workshop, Boris Charmatz partilha com os participantes o momento atual em que se encontra no seu processo de trabalho. Para si o palco é um local de experimentação, como se de um bloco de notas se tratasse, onde se elaboram os conceitos orgânicos, intensidades e tensões geradas por este encontro.

FleaMarket Porto 

15/02/2020

Sábado, 15 de fevereiro, entre as 13h e as 18h, realiza-se mais uma edição da Feira da Pulga / Flea Market, no 6º e 7º andar do Silo Auto. Desta vez o Flea Market vem acompanhado por parceiros de luxo para garantir uma grande tarde festiva, onde além da compra e venda haverá ainda muita música. Todos os andares têm entrada gratuita! Será já este sábado que cerca de 240 vendedores da mais fina tralha portuense se juntarão no já mítico Silo Auto para mais uma sessão de compra, venda e troca dos melhores tesouros da Invicta. O evento contará com a animação musical habitual e com os melhores street food da cidade. Apontado, por centenas de pessoas, como um dos espaços favoritos para a organização da Feira da Pulga, o Silo Auto é um dos edifícios mais característicos da cidade do Porto. Ex-libris da arquitectura para uns, obra monumental para outros a verdade é que este edifício conta já com mais de 40 anos e ninguém lhe fica indiferente. Será no 5º e 6º andar deste edifício modernista que mais de 200 carros estacionados se transformarão em bancas vivas de compra venda e troca de qualquer tipo de objetos em segunda mão. O Car Boot Sale é um formato de feira de usados muito utilizado em Inglaterra e que permite concentrar num único local uma grande quantidade de vendedores de forma muito prática. Cada vendedor chega com o seu próprio carro, abre a mala e desde aí exibe o que tem para vender. O Silo Auto é desta forma o local perfeito para organizar este evento pois tanto vendedor como comprador poderá estacionar o seu carro sem problemas para visitar o Flea Market.

Viagem: À Lua E Não Só!

15/02/2020

8 €

O cinema e a música como pilares de uma ponte centenária para onde podemos ir contemplar a lua de um modo novo. Em 1902, Georges Méliès, um pioneiro do cinema francês, realizou A Viagem à Lua, filme mudo de pendor fantástico e surrealista que viria a influenciar os caminhos da ficção científica. Hoje olhamo-lo inevitavelmente com outros olhos – e também já o podemos ouvir. A música, criada para as imagens e tocada em paralelo à projeção, reflete essa leitura contemporânea do clássico, que assim se torna novo de novo.

Invicta.Música.Filmes

Até 18/02/2020

Numa boa sessão de cinema, antes do advento dos filmes sonoros, não podia faltar a música tocada ao vivo. Essa experiência é não apenas revivida como atualizada nos cine-concertos propostos na 8ª edição do Invicta.Música.Filmes, com música nova escrita para dois filmes mudos recentemente recuperados. J’Accuse, um filme pacifista do cineasta francês Abel Gance, é acompanhado por uma banda sonora criada pelo seu compatriota Philippe Schoeller e interpretada em estreia nacional pela Orquestra Sinfónica. Dias depois, o Remix Ensemble e a Digitópia apresentam o desafio que a Casa da Música colocou ao compositor portuense Igor C. Silva: criar uma partitura para um filme mudo português de 1927, o policial O Táxi Nº9297, de Reinaldo Ferreira, jornalista mais conhecido como Repórter X. As bandas sonoras de alguns dos filmes mais conhecidos da história preenchem o concerto da Banda Sinfónica Portuguesa, incluindo música de Nino Rota, Ennio Morricone e John Williams. A abertura do festival é uma fascinante Viagem à Lua através da objetiva de um pioneiro do cinema francês, Georges Méliès, uma ficção científica de 1902 também ela apresentada num cine-concerto com música nova criada aqui na Casa da Música pelos membros da Digitópia.

Francisca Gama & Rodrigo Pinto

15/02/2020

5 €

Francisca Gama nasceu em 2003, no Porto, e iniciou os seus estudos musicais aos 6 anos. Frequentou o curso básico de música no Curso de Música Silva Monteiro (CMSM), tendo terminado o 5º grau com a classificação de 19 valores. Atualmente frequenta o 1º ano do curso secundário de violino em regime articulado. Desde 2016 que estuda piano na RockSchool, terminou o 2º grau, com Distinção, em 2018. Faz parte da Orquestra Juvenil da Bonjóia e do quarteto de cordas Sfourzzarco Ensemble. Rodrigo Ferreira Rodrigues Pinto nasceu em 2002 em Matosinhos e entrou no Curso de Música Silva Monteiro com 6 anos, frequentando, desde então, a classe de violino do Professor Eliseu Silva. Completou o curso de iniciação com 9 anos e prosseguiu o curso básico e secundário da música, onde tem obtido elevadas classificações. Em 2013, ganhou o 2º prémio ex-aequo de violino no 15º Concurso Internacional de Santa Cecília. Nos últimos 6 anos ganhou o 1º prémio do concurso interno de mérito de cordas friccionadas, na sua categoria. Integra a Orquestra Juvenil da Bonjóia, sendo atualmente o concertino e o quarteto de cordas Sfourzzarco Ensemble, como primeiro violino. Em 2017, o quarteto obteve no 4th Hong Kong International Music Festival, o Excellent Gold Award – Chamber Music.

J’Accuse

15/02/2020

24 €

Lançado em 1919, o filme J’Accuse deu projeção internacional ao cineasta Abel Gance, figura de referência do cinema mudo francês. A montagem inclui cenas filmadas em pleno campo de batalha, colocando o enredo amoroso no contexto da I Guerra Mundial. Considerado um filme pacifista, foi recentemente recuperado e deu origem a música original de Philippe Schoeller, encomendada no âmbito das celebrações do centenário da guerra. Esta é a oportunidade para ver uma obra-prima do cinema mudo europeu enquanto a orquestra interpreta ao vivo a nova banda sonora, que sublinha na perfeição as imagens perturbadoras do filme. “Sob a direcção fervorosa de Christian Schumann, J’accuse é um casamento perfeito entre música e cinema” Le Monde

Boris Charmatz - 10000 gestes

Até 16/02/2020

12 €

Uma floresta coreográfica em que nenhum gesto é jamais repetido, imagina Boris Charmatz, homenageando a própria natureza efémera da dança. Uma chuva de movimentos, que poderia ter sido gerada por algoritmos matemáticos, mas que aqui se faz de maneira artesanal, a partir dos corpos dos intérpretes. Sendo absolutamente subjetivo, cada gesto é mostrado apenas uma vez, desaparecendo depois de executado. Depois de ter ocupado o Mosteiro de São Bento da Vitória com “Manger” em 2016, o coreógrafo francês que surpreendeu o átrio principal do MoMA, em Nova Iorque, e a Turbine Hall na Tate Modern, em Londres, com o Museu da Dança, dá continuidade a este projeto. “10000 gestes” pode fazer parte do acervo deste anti-museu coreográfico, na constituição de uma anti-coleção, já que nenhum coreógrafo se arriscaria a incorporar tantos gestos na sua notação, nem esta obra poderia ser alguma vez compreendida de outro modo que não a partir da sua própria ideia. Sem hipótese de preservação possível, esse gesto irrepetível parece alcançar o espectador de um modo hipnótico e até meditativo. É que o caos visual de um movimento que nunca é completado por outro dá uma ilusão de imobilidade. Nesta peça é impossível apertar a mão de alguém.

Devendra Banhart

15/02/2020

30 €

Devendra Banhart regressa a Portugal em 2020. O norte-americano, que apresentou o novo álbum em setembro, atua a 15 de fevereiro no Hard Club. Neste espetáculo, o talentoso e carismático artista norte-americano irá estrear o seu trabalho, Ma, cujo single de estreia, “Kantori Ongaku”, já pode ser ouvido, e visto, na página oficial de YouTube. Repleto de traços autobiográficos, Ma ilustra uma mudança de registo comparativamente aos álbuns anteriores, revelando uma forma mais emocional e intimista de contar histórias. O álbum sucede a Ape in Pink Marble (2016) e apresenta-se como o 10.º longa-duração de originais de Banhart. Ao longo de 13 faixas, cantadas em inglês, espanhol e português, Banhart privilegia os sons orgânicos que, junto com cordas, sopro e teclado, acompanham a sua voz e guitarra.

António Lobo Antunes

15/02/2020

A Livraria Lello tem a honra de apresentar António Lobo Antunes como primeiro Autor do Mês de 2020. Aquele que é um dos maiores nomes da literatura portuguesa regressa ao Porto, após anos de ausência, para conversar com o poeta João Luís Barreto Guimarães acerca do seu universo literário. No final, haverá uma sessão de autógrafos.

Banda Sinfónica Portuguesa

16/02/2020

10 €

Autor de variadíssimas bandas sonoras de filmes que foram verdadeiros êxitos de bilheteira, John Williams tornar-se-ia uma figura fundamental da história de Hollywood, especialmente pela parceria com dois realizadores icónicos: George Lucas e Steven Spielberg. Desta frutífera e imensa colaboração, a Banda Sinfónica Portuguesa selecionou temas facilmente identificáveis e poderosos do cinema, presentes em filmes como Jurassic Park, Catch me if you can ou ainda na épica trilogia Star Wars. Não menos famosa é a colaboração entre os dois génios italianos Fellini e Nino Rota, cúmplices em La Strada, uma das obras-primas do cinema italiano. Há ainda tempo para recordar a magia do Cinema Paradiso através da inesquecível banda sonora de Ennio Morricone e lembrar o mítico fora-da-lei que ficou imortalizado como o Príncipe dos Ladrões, Robin Hood.

Cordis

16/02/2020

10 €

Reflexo é o trabalho mais recente de Cordis, o duo invulgar de Paulo Figueiredo (piano) e Bruno Costa (guitarra portuguesa). Com 12 anos de actividade, a formação apresenta mais um disco com composições originais, sucessor de Cordis (2008), Cordis2 (2011) e Terceiro (2015) – este último gravado com o Quarteto de Cordas Arabesco. Nascido em 2008, Cordis cruza piano e guitarra portuguesa com paixão e intensidade, procurando uma nova abordagem estética através de um constante diálogo. O resultado é uma fusão surpreendente de raízes e modernidade, tradição e inovação, traduzidos em pinturas musicais capazes de conduzir o público por novas e apaixonantes viagens.

O Filme do Repórter X

18/02/2020

14 €

O estrangulamento de uma atriz pelo seu ex-amante, dentro de um táxi, chocou a sociedade lisboeta em 1926. Nos jornais, um tal de Repórter X publicou os resultados das investigações que fez por conta própria, denunciando o autor do crime. O jornalista era Reinaldo Ferreira, o mesmo que pouco depois realizou O Táxi Nº 9297, um filme policial que se tornou um clássico do cinema mudo português, inspirado precisamente naquele crime. Realizado nos estúdios da Invicta Film, no Porto, e estreado no Cinema Batalha em 1927, o filme ganha agora uma banda sonora original, escrita especialmente para o Remix Ensemble e para esta ocasião pelo compositor portuense Igor C. Silva.

Passing Fancies de Louis Jay

Até 28/03/2020

Mostra está patente até 28 de março na Leica Gallery Porto e tem entrada gratuita. Com uma carreira de mais de 40 anos, o fotógrafo norte-americano Louis Jay apresenta pela primeira vez uma exposição em Portugal. Chama-se "Passing Fancies" e documenta uma jornada de viagens que o artista fez em vários países. Um total de 27 fotografias a preto e branco, captadas ao longo de vários anos em Paris, na Costa Amalfitana, na Sicília, no Rio de Janeiro ou Miami, podem ser vistas na Leica Gallery Porto. Louis Jay estudou Fotografia no Harrow College of Art, em Londres, e também com a grande fotógrafa documental Lisette Model, na Parsons School of Design, em Nova Iorque. Trabalhou também no Rio de Janeiro e em Miami, fotografando para editoras, campanhas publicitárias e capas de discos. Atualmente, Louis Jay apenas fotografa projetos e reside entre Miami e Paris.

O Dia do Juízo

Até 23/02/2020

10 €

A encenadora Cristina Carvalhal visitou-nos em 2018 com a adaptação teatral de Elizabeth Costello, um romance de J.M. Coetzee. Dois anos depois, vamos reencontrá-la a braços com uma peça de Ödön von Horváth. Poderíamos começar por falar deste dramaturgo citando-lhe uma frase lapidar: “Em todas as minhas peças tentei afrontar impiedosamente a estupidez e a mentira.” Se acrescentarmos a esta brutalidade uma ternura pelas insuficiências humanas e um corrosivo sentido de humor, abeiramo-nos do tom dominante da obra de Horváth, cidadão do império Austro-Húngaro que se fixou em Berlim nos anos 1920, para a partir daí reinventar o teatro popular de língua alemã. Escrita em 1935-36, a intriga de O Dia do Juízo poderia facilmente confundir-se com um vulgar drama burguês, protagonizado por um imprevisto triângulo “amoroso”. Mas a peça vai adquirindo, à medida que progride, a densidade de uma parábola sobre a culpa e a inocência, problematizando a responsabilidade individual no dia-a-dia de uma comunidade. O recurso à linguagem vídeo é um dos elementos estruturantes do espetáculo. Assinado pelo realizador Pedro Filipe Marques, o vídeo será decisivo na concretização da dimensão fantasmática da culpa ou, dito de outro modo, na “materialização” da presença inusitada do “além”…

Campeonato Europeu Indoor de Clubes de Hóquei Feminino 2020

Até 23/02/2020

O Pavilhão do Clube Desportivo do Viso, em Ramalde, será o palco da fase final do Campeonato Europeu Indoor de Clubes de Hóquei Feminino 2020. A competição terá lugar entre os dias 21 a 23 de fevereiro e junta oito equipas em representação dos seus países. Além de Portugal, que estará representado pela equipa do Grupo Desportivo do Viso, vão ainda competir pelo título europeu indoor equipas da Irlanda, Suécia, Bulgária, Escócia, Eslováquia, Geórgia e País de Gales, um total de 150 atletas com idades compreendidas entre os 19 e os 40 anos. O jogo de abertura do Europeu está marcado para as 09,30 horas do dia 21 de fevereiro, colocando frente a frente as equipas da Escócia (Dundee Wanderers) e da Eslováquia (KPH Raca). A formação anfitriã disputa o seu primeiro jogo a partir das 13,15 horas de sexta-feira, numa partida em que medirá forças com o conjunto georgiano (Ukimerioni Kutaisi). As oito equipas vão estar divididas em dois grupos na primeira fase da competição. Portugal está incluído no Grupo A, juntamente com as equipas da Geórgia, Irlanda e Suécia. A tarde de domingo, 23 de fevereiro, está reservada para as finais da competição, estando a cerimónia de entrega de prémios marcada para as 16 horas. Esta é a primeira vez que a competição se realiza na cidade do Porto.

Simplesmente Vinho

Até 22/02/2020

20 €

A 8.ª edição do evento Simplesmente Vinho vai decorrer no Cais Novo, na beira-rio, a 21 e 22 de fevereiro, reunindo 101 produtores de vinhos de Portugal, Espanha, França e Estados Unidos da América. Além das provas, a iniciativa inclui música, exposição de arte e petiscos com assinatura de três Chefs da Oficina dos Rissóis, Delicatum e Carvão. Há ainda um jantar pop-up na primeira noite, da responsabilidade do Chef Leopoldo Calhau.

Plutonio

Até 22/02/2020

16 €

Desde 2016 com a Bridgetown, e depois do seu álbum “Preto e Vermelho”, tem vindo a lançar hit atrás de hit, tornando-o um dos artistas mais requisitados do momento. Depois do sucesso dos singles “Não Vales Nada”, “3AM” e das participações em “Rain” com Mishlawi e Richie Campbell e “Nunca Pares” com Slow J e Papillon, Plutonio lançou, com DJ Dadda, o gigante “Cafeína”, que já ultrapassou os 16 milhões de visualizações e atingiu o galardão de dupla platina. Estes espetáculos servirão de apresentação para o seu próximo álbum, que, nas palavras do próprio, “estará disponível muito brevemente”.

Hotel Europa - Os filhos do colonialismo

Até 22/02/2020

9 €

Marianne Hirsch define no seu livro "The Generation of Postmemory" o conceito de pós-memória como a "relação que a geração seguinte tem com o pessoal, coletivo e trauma cultural daqueles que vieram antes - experiências que são lembradas apenas através de histórias, imagens e comportamento daqueles com quem cresceram" (2012:5). O espetáculo "Os Filhos do Colonialismo" investiga que relação é que as gerações que nasceram depois do 25 de Abril de 1974 têm com o colonialismo português e que memórias é que lhes foram transmitidas desse mesmo passado. Este é um espetáculo de teatro documental que trabalha de uma extensa e contrastante recolha de testemunhos colocando em palco os próprios entrevistados a discutir as suas biografias e as dos seus pais, refletindo como é que o passado colonial se reflete em Portugal e na Europa de hoje, assim como nos movimentos que exigem a descolonização da história e do pensamento dos antigos países imperiais.

Visita Sazonal de Inverno

22/02/2020

12 €

Durante o inverno, o Parque de Serralves, embora mais contido, continua cheio de vida! A sua dinâmica expressa-se nas cores, formas, cheiros e texturas, comunicando diretamente com os sentidos dos seus visitantes. O inverno, por excelência, é a estação da dormência de alguns seres vivos, no entanto, as camélias e magnólias, surpreendem-nos com as suas florações, conferindo um colorido muito especial. Esta visita orientada terá como propósito dar a conhecer o Parque e as suas singularidades na estação inverno.

O Carnaval de Mais Do Que Tudo

22/02/2020

5 €

O Carnaval na Floresta Mais Do Que Tudo só é celebrado de quatro em quatro anos, quando o calendário de fevereiro tem 29 dias e o ano 366. Estes e outros números são divertidos de conhecer e também fazem parte de uma festa que, dizem os mais velhos, não se encontra noutro lugar do Mundo! A história deste mês é mais uma aventura cheia de peripécias e muitas brincadeiras para descobrir sob a batuta engenhosa, performativa e mágica de Rui Ramos, que vai revelar o mundo de encantar saído do seu, nosso, ‘Baú do Contador’. Neste universo fabuloso, até os adultos se divertem a valer!

Tindersticks

22/02/2020

28 €

Na digressão mundial de apresentação do seu 11º álbum de estúdio, os Tindersticks não podiam deixar de regressar a Portugal, onde têm um público fiel. Formados em Londres, em 1992, com dez álbuns de estúdio e oito bandas sonoras para filmes da célebre realizadora Claire Denis, os Tindersticks continuam a ultrapassar fronteiras e a explorar ambientes sonoros fortemente emotivos e com texturas inovadoras. Recentemente foram convidados para o programa inaugural das novas Philharmonie de Paris e Elbphilharmonie de Hamburgo, colaborando frequentemente com orquestras, músicos convidados e vocalistas. Em 2014 foram convidados para criar paisagens sonoras orquestrais para o Museu In Flanders Fields, em Ypres, Bélgica.

Jimmy P

22/02/2020

15 €

Jimmy P atinge o marco de 10 anos de carreira. Numa celebração com potencial “Hollywoodesco”, o espetáculo pode ganhar contornos tanto de suspense, como drama ou ação pelos diversos momentos que o artista irá proporcionar aos seus fãs. Sabendo apenas a data e local do espetáculo, “22 de Fevereiro - Coliseu Porto Ageas”, a história ficará para ser cantada apenas por quem estiver presente. Jimmy escolhe a cidade que sempre o abraçou para soprar as velas destes primeiros 10 anos, com ele. Não poderia ser de outra maneira.

O Carnaval na minha cabeça

23/02/2020

Neste Carnaval vamos transformar-nos em máquinas poderosas, capazes de produzir e soltar tudo o que couber na nossa imaginação: dias felizes, objetos valiosos, ferramentas nunca antes vistas... Em família, começamos por construir capacetes, com lentes especiais, botões, circuitos com diferentes cores, verdadeiros comandos para pôr o nosso corpo-máquina a funcionar! Estamos então prontos para brincar e desfilar até ao dia de Carnaval. Esta sessão é de participação gratuita, mas tem um número limitado de 30 vagas, o que obriga a inscrição, através do e-mail eventos@mercadobomsucesso.pt.

Desfile de Carnaval

23/02/2020

Na tarde do "Domingo Gordo", música e dança festivas vão animar a zona oriental da cidade. Como tem sido tradição nos últimos anos, o grupo Batucada Radical vai promover mais um desfile de Carnaval, em forma de bloco musical, pelas ruas da cidade do Porto. A iniciativa, que cumpre já a sua 11.ª edição, está agendada para a tarde de 23 de fevereiro, com concentração às 15 horas, junto ao Centro Comercial Stop, na Rua do Heroísmo. O cortejo carnavalesco partirá do local às 16 horas, seguindo pela Avenida de Rodrigues de Freitas, para terminar, por voltas das 18 horas, na Praça da Alegria. A participação é livre e, fantasiados ou não, todos estão convidados a cantar, dançar e acima de tudo divertir-se, ao som de música portuguesa e brasileira. No comando do carro de som estará, este ano, o multifacetado artista Ilen Monteiro.

Concerto de Carnaval

23/02/2020

24 €

Sob o signo do humor e da fantasia, a Orquestra Sinfónica celebra um dos momentos mais festivos e libertários do ano, onde as normas podem ser transgredidas e os papéis sociais são frequentemente invertidos. Da extraordinária fanfarra para metais que abre o bailado La Péri, passando por alguns números da inovadora música do bailado Sylvia, até à brutal sensualidade do “bacanal” de Sansão e Dalila ou às desventuras de um aprendiz de feiticeiro, o concerto da orquestra faz uma viagem por melodias embriagantes e ritmos cómicos e insinuantes, temperado com o tom característico da música francesa – ou não fosse 2020 o Ano França na Casa da Música.

Federico Mecozzi

23/02/2020

25 €

Já considerado um valor seguro no mundo da música, Federico Mecozzi apresenta o seu primeiro trabalho a solo, Awakening, onde se apresenta como violinista, compositor e arranjador. Com formação erudita, Federico reflecte no primeiro disco as múltiplas influências do seu percurso, evocando universos tão distintos quanto a pop, o minimalismo ou a música celta da Irlanda e da Escócia. Tem colaborado desde 2009 com o célebre pianista italiano Ludovico Einaudi, tanto nas suas premiadas gravações como nas digressões mundiais.

Patrick Watson

24/02/2020

28 €

Quando falamos em artistas indie amados em Portugal, um dos primeiros nomes que nos salta à cabeça é o de Patrick Watson. Com uma longa relação criada com o público português, o canadiano não podia deixar de visitar o nosso país para apresentar o seu novo disco editado em Outubro pela Domino. Patrick Watson e os seus acompanhantes do costume prometem uma viagem sonora inesquecível, repleta dos ambientes fantásticos aos quais já nos habituaram e em que não faltarão clássicos como “To Build A Home”.

Carnaval no Coliseu: A folia regressa a casa

24/02/2020

15 €

O Coliseu Porto Ageas preparou uma grande festa de Carnaval para a noite de 24 de fevereiro. Recuperando a tradição dos eventos “Carnaval Só no Coliseu”, que marcaram os anos 40, 50 e 60 na cidade do Porto, o Coliseu reencontra-se com a sua história e dá-lhe a contemporaneidade do Século XXI. As portas abrem às 22h00 para uma noite de música ao vivo com a orquestra The Royal Band, que vai tocar os hits certeiros para fazer mexer os corpos em véspera de Carnaval. A festa será abrilhantada pela presença de Drag Queens de todo o país: Elektra Ashford, Agatha Top, Claudia Fux, Wanda Morelly, e ainda a portuense Natasha Semmynova, que surpreendeu no programa televisivo “The Voice”. Ao comando dos discos vão estar os DJs Sininho & Mendes, do Club 447, acompanhados por bailarinas. Haverá um concurso para as melhores máscaras. Todos os bares vão estar em funcionamento e haverá ainda um show de cocktails. Na véspera de Carnaval, todos os caminhos vão dar ao Coliseu!

Festa de Carnaval do Faroeste

24/02/2020

As festas de Carnaval do Mercado são já um ritual e, como é hábito, todos os anos desafiamos os nossos visitantes a fantasiarem-se de acordo com um tema. Naturalmente, em 2020 não podíamos fugir à regra. Este ano, o nosso espaço vai transformar-se numa cidade do Faroeste. Cowboys, cowgirls, cangalheiros, perigosos vilões procurados pelo Xerife, entre outras personagens, chegam à “pérola do Oeste” Bom Sucesso para, depois de atravessarem catos e fardos de palha, entrarem nas icónicas portas dos “saloons” e conviverem ao balcão com brindes ao Carnaval. Pede-se apenas cautela para os duelos de pistoleiros nos corredores! A cereja no topo do bolo será a atuação dos Country Joe, a partir das 22h, no nosso palco.

Concerto de Carnaval Orquestra Geração

25/02/2020

10 €

Orquestra Geração/Sistema Portugal é um projecto pedagógico de inclusão social através da música cujos resultados são já inegáveis. Ao longo dos últimos anos mudou a vida de muitos jovens, dinamizando a comunidade e estabelecendo laços afectivos que reforçam a auto-estima pessoal e colectiva. Tem sido considerado um dos projectos de intervenção social mais significativos da União Europeia e foi distinguida pela Fundação Manuel António da Mota e pela Assembleia da República.

Fantasporto 2020

Até 04/03/2020

A cidade do Porto recebe um dos festivais de cinema mais prestigiados a nível europeu e mundial - o Fantasporto. Assim é conhecido familiarmente o Festival Internacional de Cinema do Porto. Faz 40 anos em 2020 e realizar-se-á no Teatro Rivoli entre 25 de Fevereiro e 8 de Março com o apoio da Câmara Municipal do Porto. São treze dias de Festa para o Mundo do Cinema, onde produtores, realizadores, actores, actrizes, distribuidores e público se fundem num programa multifacetado, com filmes de todas as proveniências e géneros. Não é, assim, de admirar que, a par de um filme de ficção científica ou de terror, seja exibido um drama intimista, um documentário, um filme de autor ou até uma obra de cariz experimental. Será um ano de festa, de celebração, de recordação dos grandes nomes do cinema que o Fantas catapultou para o estrelato. Também nomes grandes do Cinema têm passado pelo festival, entre eles, Max von Sydow, Guillermo del Toro, Wim Wenders, John Hurt, Rosana Arquette, Danny Boyle, Ben Kingsley, Paul Schrader, para apresentar os seus filmes. Será um ano de homenagens. Será um ano de transição para uma nova equipa, que ainda incluirá os seus fundadores. A estrutura competitiva será a mesma. Exibir-se-ão grandes clássicos. A programação, sempre muito recente, incorporará produções em antestreia mundial, internacional e europeia que fazem vir ao Porto dezenas de jornalistas e distribuidores estrangeiros para ver em “primeira mão” os filmes que ainda vão entrar no circuito comercial. Em paralelo, realizam-se também as “Industry Screenings”, um meio de ligação à Indústria do Cinema.

I'm so Excited!

Até 28/02/2020

12 €

Tudo isto é sobre o fim de uma relação, a destruição de dois corpos que se amam ou amaram ou apreciaram a ideia de se amarem, inseridos num cenário de festa, de aniversário de um dos intervenientes, que é também um ensaio de teatro. Num jogo constante de perversão e provocação – por vezes, quase infantil, corpo imóvel e corpo 2 (como que figuras espelho de Hipólito e Fedra) permitem-se ser peças de um jogo não totalmente decifrável, para assim se chegar a um ajuste de contas. Essa “luta” caminha até um sítio de vingança, onde um dos corpos terá de se esquecer e (auto) destruir totalmente, de forma a atingir uma certa purificação e perdão. É essa purificação o estado que se procura: a busca de um amor quase dependente e total – sendo essa entrega total uma condição impossível falando nós de humanos, e de máquinas individuais, com desejos e vontades próprias e unas. Pretendo, a partir deste espetáculo, iniciar um ciclo de duetos, no qual trabalharei todos os anos, num clima de intimidade, com um/uma intérprete, a partir de diretrizes mais ou menos específicas, com a única condição da equipa ser somente composta por mim e essa outra pessoa. No fundo, a criação de um universo teatral que funcione meramente a dois.

MEUTE

26/02/2020

25 €

"When the bass drops and the confetti blows up: MEUTE breaks the code". A Marching Band de techno combina techno hipnótico e música expressiva de bandas de metais, liberando a música eletrónica da mesa do DJ e revisando a imagem das marching bands. Eles começaram como uma experiência e evoluíram para um fenómeno aclamado mundialmente num curto período de tempo. Apenas bateria e metais, sem computadores envolvidos, isso é tudo o que eles precisam para revolucionar a música techno e trazê-la de volta às suas raízes ao mesmo tempo. Os onze músicos nos seus casacos vermelhos icónicos conseguiram espalhar seu amor pela música eletrónica feita à mão por todo o planeta. Os vídeos das suas performances improvisadas nas ruas atraem regularmente milhões de visualizações. Após mais de 300 concertos em quatro continentes, a banda convida a desvendar um mundo de indulgência eletrónica no Porto.

Glenn Miller Orchestra

26/02/2020

35 €

Fundada em 1937 por Glenn Miller, esta célebre big band faz-nos recuar aos tempos do swing contagiante das pistas de dança americanas dos anos trinta, continuando a encantar com os grandes sucessos “Moonlight Serenade”, “In The Mood”, “Tuxedo Junction” ou “Chattanooga Choo Choo”. Ray McVay dirige os cerca de 20 talentosos músicos e cantores que esgotam sempre as salas por onde passam.

FC Porto vs Bayer Leverkusen

27/02/2020

22 €

Já se sabe quem é o próximo adversário do FC Porto na Liga Europa. O sorteio realizado na Suíça ditou um confronto entre FC Porto e Leverkusen nos 16-avos-de-final da prova. Uma vez que os dragões foram sorteados como cabeças de série, a equipa de Sérgio Conceição vai jogar a primeira mão fora de casa, a 20 de fevereiro, em Leverkusen. Já o segundo jogo está agendado para o dia 27 de fevereiro, no Estádio do Dragão. Vai ser a primeira vez que as duas equipas se encontram de forma oficial, mas há um histórico do Leverkusen diante de equipas portuguesas. Já o confronto entre FC Porto e alemães é bem grande: 37 jogos, com os azuis e brancos a somarem 15 vitórias.

Ghostemane

27/02/2020

22 €

Descrito como “uma mistura de sensibilidade emo com hip-hop” pela revista de música NME, Ghostemane, conhecido como Eric Whitney, sediado em Los Angeles, começou a fazer música com o coletivo Schemaposse e lançou a música “1000 Rounds” com Pouya, que já foi visualizada mais de 17 milhões vezes no YouTube. “Mercury: Retrograde”, o seu tema mais rodado, acumulou mais de 54 milhões de streams no Spotify e 166 milhões no YouTube. Nos últimos anos, Ghostemane lançou mais de uma dúzia de projetos que abrangem quase meio bilião de streams em todas as plataformas, sendo um deles o mais recente EP de 2019, “Human Error” com o produtor ParvO. Nos últimos dois anos, Ghostemane viu em cada espetáculo o seu culto crescer e Portugal faz parte dessa história.

Cinema na Casa das Artes – 1917

27/02/2020

3.5 €

Em fevereiro, dedicamos a nossa programação ao cinema britânico. Visitamos alguns dos clássicos com os 39 degraus de Alfred Hitchcock e Peeping Tom de Michael Powell, passando por alguns exemplos da British New Wave com foque nalguns dos mais proeminentes realizadores britânicos no ativo como Ken Loach, Mike Leigh e Sam Mendes. Sam Mendes, o realizador vencedor de um Óscar® de "007: Skyfall", "007 Spectre", "Revolutionary Road" e "Beleza Americana", traz a sua visão singular a este épico sobre a Primeira Guerra Mundial, "1917". No auge da Primeira Guerra Mundial, dois jovens soldados britânicos, Schofield (George MacKay) e Blake (Dean-Charles Chapman), recebem uma missão aparentemente impossível. Numa corrida contra o tempo, têm de atravessar território inimigo e entregar uma mensagem que impedirá um ataque letal contra centenas de soldados, entre eles o irmão de Blake.

Cati Freitas

27/02/2020

12 €

Editado há um ano, o álbum Estrangeira iniciava a sua divulgação quando, devido a uma gravidez de risco, Cati Freitas se viu impedida de subir aos palcos. Durante esse tempo, as canções tornaram-se a sua companhia, surgindo a vontade de as trazer aos concertos tal como elas começam, na voz e no piano, sem subterfúgios ou distracções. Num concerto marcado pelo intimismo, Cati Freitas demonstra o seu trabalho de exploração da língua portuguesa, com um som que recolhe influências da MPB, da música pop, da intemporalidade acústica do jazz e das refinadas vozes de Ella Fitzgerald, Amália Rodrigues e Elis Regina.

O Resto Da Tua Vida

Até 01/03/2020

13 €

Depois do irrepreensível sucesso da série “o resto da tua vida”, que conta com mais de meio milhão de visualizações por episódio, Carlos Coutinho Vilhena, humorista, e João André, actor, juntam-se para levar a cena “O Resto da tua vida ao vivo”. A tão acarinhada dupla, que trouxe pela primeira vez ao YouTube aquele que é um documentário onde a realidade e a ficção confundem o público e os media, desafia os seus seguidores a saírem do conforto de um ecrã para uma sala de Teatro. “O resto da tua vida, ao vivo”, assenta num diálogo entre João André e Carlos Coutinho Vilhena em que os dois disputam Teatro e Stand Up, dando sempre o veredicto final ao público. O que é que o Teatro e o Stand Up têm em comum e onde é que os dois se tocam e fundem profundamente? Qual é, na realidade, a diferença entre os dois? Este espetáculo pretende oferecer ao público textos intemporais que percorrem autores que vão desde Shakespeare a Karl Valentin, dando-lhes a versão de um ator e de um humorista. “O resto da tua vida, ao vivo” pretende, acima de tudo, elevar todas as camadas artísticas e sociais que são o foco principal da série, para as efetivar ao vivo e as transmitir a uma camada de público jovem que representa, precisamente, o futuro.

Leprous

28/02/2020

25 €

O tão aguardado regresso do quinteto Norueguês! Se acham que sabem o que esperar dos Leprous, então estão muito enganados! "Pitfalls", o seu 6º álbum de estúdio, não se compara com nada do que já fizeram no passado. "Este é honestamente o álbum que ninguém espera de nós", diz com orgulho Einar Solberg, vocalista e teclista da banda, que começou em 2001 e tem dado passos firmes na sua evolução em cada um dos 5 álbuns anteriores. Solberg acredita que "Pitfalls" representa a filosofia e a arte de Leprous. A banda seguiu sempre a sua própria visão e ideias durante a criação do álbum, independentemente de todo o esforço envolvido. No dia 28 de Fevereiro, o Hard Club no Porto vai presenciar toda a genialidade trazida para cima do palco, numa noite memorável. Antes dos Leprous, vão subir ao palco 2 bandas.

Danças de Stravinski

28/02/2020

18 €

O regresso do aclamado maestro Michael Sanderling à Casa da Música é sempre um momento alto da temporada da orquestra. O programa começa com a bem‑humorada Polca de Circo, recheada de efeitos grotescos que remetem para o universo circense – na verdade, a obra foi mesmo escrita para um número de elefantes. Uma obra essencial do repertório das grandes orquestras, O Pássaro de Fogo foi o bailado que catapultou Stravinski para a fama. Conta a história da viagem de um príncipe ao mundo mágico de um semideus. Pelo meio, o versátil tubista Sérgio Carolino é solista num Concerto de John Williams, o compositor mais premiado da história de Hollywood.

Conserto para Dois

Até 29/02/2020

22.5 €

Cláudia Raia e Jarbas Homem de Mello sobem aos palcos para nos trazerem uma comédia musical onde irão interpretar, cada um, mais de cinco personagens. O público acompanhará esta divertida e surpreendente história e as suas frenéticas trocas de personagens. Tudo se passa num cruzeiro de luxo, com destino à Antártida, onde Luna de Palma, uma famosa atriz (Cláudia Raia) e Roberto Rinaldi, um famoso escritor (Jarbas Homem de Mello), irão, sem contar, encontrar-se após um difícil processo de separação. Ambos procuravam a tranquilidade de um cruzeiro para se recuperarem da escandalosa separação! Só não podiam imaginar a mirabolante reviravolta que o destino lhes preparava! O que acontece quando um grande amor se torna numa quase obsessão? Neste caso, pode apostar, em muitos ciúmes, mentiras, situações inusitadas e, mais que tudo, numa trama muito divertida e cheia de reviravoltas. Esta é a receita da comédia musical Conserto para Dois, numa interpretação brilhante de Claúdia Raia e Jarbas Homem de Mello. Apertem os cintos porque, apesar de não ser um avião, turbulência é o que não vai faltar neste cruzeiro! Bem-vindos ao Sinfonia dos Mares!

Dead Combo

28/02/2020

Com uma carreira com mais de dezasseis anos, seis álbuns de originais (dez discos no total) e várias centenas de concertos por Portugal e pelo estrangeiro os DEAD COMBO apresentam-se na Associação de Moradores da Pasteleira Torres Vermelhas no âmbito da tour que marca o fim da sua história. O concerto assume-se, assim, como uma espécie de celebração de um percurso musical que os consagrou como uma das mais interessantes e importantes bandas do novo panorama musical português. Dos diversos prémios nacionais, aos tops internacionais e à chegada a Hollywood, há muito que a dupla de Tó Trips e Pedro V. Gonçalves conquistou, com a sua sonoridade eclética e altamente reconhecível, o respeito e carinho da crítica em geral e do público. Num concerto que é um passeio pela história da banda, os Dead Combo dizem adeus em grande, acabando como começaram: os dois.

Exposição de Luís Gilmar dos Reis Martins

Até 25/04/2020

Nesta exposição de Luís Gilmar, a decorrer na Galeria Porto Oriental, de 29 de Fevereiro a 25 de Abril de 2020, mostra-se Pintura, Escultura e Gravura. Licenciado em Artes Plásticas-Escultura pela Escola Superior de Belas-Artes do Porto (E.S.B.A.P.) e licenciado em Arquitectura pela Escola Superior Artística do Porto (E.S.A.P.), Luís Gilmar dos Reis Martins é um artista plástico que pintava diariamente no ateliê, sem outro objetivo que não fosse a prática diária da pintura, transformando continuamente muitas telas, numa exigência e insatisfação ilimitadas. Os trabalhos de Luís Gilmar integram apontamentos subtis de arquitectura na obra pintada, propiciando-nos a contemplação de figuras/ horizontes/ atmosferas/ mundos imaginados de grande depuração. Os seus quadros são viagens de procura interminável no tempo, tentando captar talvez a essência da pintura/vida nas tonalidades quase sempre escuras, melancólicas, mas belíssimas, de onde brotam pequenas notas mais luminosas. Estas obras de que se desprende um (en)canto mágico e silencioso existem para ser apreciadas e questionadas, emocionando-nos e envolvendo-nos de forma encantatória. Além da pintura a óleo, são apresentados trabalhos de pequeno formato descobertos recentemente, pintados em cima de fotografias a cores. Há ainda gravuras e algumas esculturas em mármore e em madeira.

Gato Das Botas - O Musical

Até 19/04/2020

10 €

Continuando a explorar a magia e o fantástico dos contos infantis de Charles Perrault, Francisco Santos e a Vivonstage propõem para o início de 2020 o musical O GATO DAS BOTAS. O musical O GATO DAS BOTAS, acompanha as aventuras de um estranho Gato que saiu por herança a um jovem camponês. Sem saber o que fazer com ele mas denotando humanidade e carinho pelos animais o jovem irá ser surpreendido pela capacidade de improvisação do Gato que é portador de umas botas fantásticas. O Gato, com grande imaginação e muito corajoso irá tentar, através de um plano mirabolante, que o seu Dono venha a casar com a bela princesa. Mas, há sempre alguém a contrariar os seus planos, neste caso o odioso conselheiro do Rei que pretende tomar conta do trono. Será que o Gato das Botas sairá triunfante?

Cinema na Casa das Artes - 39 Degraus

29/02/2020

3.5 €

Em fevereiro, dedicamos a nossa programação ao cinema britânico. Visitamos alguns dos clássicos com os 39 degraus de Alfred Hitchcock e Peeping Tom de Michael Powell, passando por alguns exemplos da British New Wave com foque nalguns dos mais proeminentes realizadores britânicos no ativo como Ken Loach, Mike Leigh e Sam Mendes. Hitchcock é o guia desta inesquecível viagem pela Escócia, num filme que muitos consideram o melhor do seu período britânico e o “gémeo” do NORTH BY NORTHWEST da fase americana. Adaptado de um popular romance de John Buchan, trata-se da história de um homem tomado erradamente por assassino (um tema típico de Hitchcock) e obrigado a percorrer a Escócia algemado a uma rapariga, durante a fuga e a busca do verdadeiro criminoso.

The Simon & Garfunkel Story

29/02/2020

30 €

Paul Simon interpretado por Sam O’Hanlon. Art Garfunkel interpretado por Charles Blyth. O cancioneiro da mítica dupla Simon & Garfunkel é um dos mais celebrados do mundo. Quando assinaram o mítico Concert In Central Park em Nova Iorque em 1981, Paul Simon e Art Garfunkel arrebataram não apenas o meio milhão de pessoas que os aplaudiu nessa noite, mas toda uma geração que entoou a uma voz temas eternos como "Mrs Robinson", "Cecília" ou "The Boxer. The Simon & Garfunkel Story já foi visto por mais de 250 mil pessoas, o que o torna no musical itinerante mais visto no mundo. Inclui as vozes de exceção de Sam O’Hanlon, no papel de Paul Simon e Charles Blyth, que encarna Art Garfunkel, uma banda de músicos de elevadíssima qualidade e novas tecnologias de projeção de vídeo de alta definição tornam esta uma experiência única, perfeita para públicos de todas idades que continuam a querer aplaudir as grandes canções que unem gerações.

Ao vivo no Mercado - Be Jazz

29/02/2020

Tratamos todas as bandas que nos visitam com o maior respeito, mas muito mais teremos de prestar a uma que se designa de "Bossa Excelência Jazz". Ainda assim, este grupo que tem na Bossa Nova, no Jazz e nos Blues as suas principais influências, é conhecido pelos fãs mais próximos como Be Jazz. Quer isto dizer, no fundo, que é conhecido por todos dessa forma, visto que é impossível alguém não se tornar fã próximo depois de assistir a um concerto do conjunto. Uma voz feminina, um naipe de sopros robusto e acutilante, teclas, guitarra, contrabaixo e bateria, vão fazer deste espetáculo um momento imperdível.

X-TENSE | P de Pablito

29/02/2020

15 €

X-TENSE (ou Pablo) apresenta no Porto o seu novo concerto P DE PABLITO. "P de Pablito" é também o nome de um EP temático lançado em 2019, juntamente com PABLO S01. O ano de 2019 foi o muito produtivo para o rapper da Pontinha com o lançamento dos singles "Asi" , "Bolero", "Hambre", "Yolanda" e "P de Pablito", que chegaram ao Top 5 do Youtube; com a sua estreia no palco LG no MEO SUDOESTE e os inúmeros concertos que deu pelo país, fazendo com que X-Tense, seja, hoje em dia, um dos grandes nomes do hip-hop nacional. Neste concerto X-TENSE irá revisitar "Rosa Dragão" (2018) e dará a conhecer, ao público do Porto, "PABLO", uma serie musical de Hip-Hop e comédia de sua autoria que gira em torno do tema do Narcotráfico, ao estilo "Narcos" como alegoria à indústria musical. O projeto conta com a participação de atores, humoristas e rappers.