Fonte: Nuno Direitinho, All rights reserved

Sobre

O descrédito na vida política, o afastamento do sensível e dos corpos, o poderio reforçado da tecnologia, as urgências climáticas, a desorientação social e o esvaziamento do espaço público disputam os quotidianos das cidades. Na sua sexta edição, o MEXE - Encontro Internacional de Arte e Comunidade centra-se no tema “O risco”, aceitando-o como parte da vida, assumindo-o como essencial à criação artística.

O espetáculo Classe do Jaime concretiza esse desejo de arriscar no cruzamento de mundos que, muitas vezes, nos parecem distantes.

Na região de Santarém — ponto de partida desta criação —, no linguajar típico de Minde não existe tradução para Dança, mas para baile existem duas: O-do-Barreiro e Classe do Jaime. Este é um trabalho de par, a partir das danças tradicionais da Serra De Aire e Candeeiros. Uma bailarina e um músico vão ao encontro de vários grupos, para uma prática continuada deste tipo de repertório. Nos subterrâneos do trabalho lançaram-se perguntas que convocam para a composição temas como o género, o erotismo e o peso. O que pergunta a dança tradicional à dança contemporânea?

Quando

Sexta-feira, 24 Setembro 2021 21:00-21:45

Quinta-feira, 23 Setembro 2021 19:30-20:15

Galeria

  • Preço
    9€
  • Promotor
    Teatro Municipal do Porto | MEXE - Encontro Internacional de Arte e Comunidade
  • Audiência Alvo
    Jovens (12-18)Adultos (19-64)
  • Visit Porto

    2021-09-23