Fonte: Teatro do Bolhão, All Rights Reserved

Sobre

O Teatro do Bolhão está a levantar um ambicioso tríptico: depois da vida do Grande D. Quixote de la Mancha e do Gordo Sancho Pança, de António José da Silva (O Judeu), e antes de O Mercador de Veneza, de Shakespeare, o centro faz-se com Lorenzaccio, de Alfred de Musset (1834), numa encenação de Rogério de Carvalho. A partir de relatos da história de Florença do século XVI envolvendo o derrube do ducado tirano de Alessandro de Médeci, assassinado pelo primo Lorenzo - depreciativamente chamado "Lorenzaccio" porque frustra os ideais de mudança-, Musset ergue tanto um drama pessoal en torno desta figura, assombrada por uma inquietação hamletiana, como uma crítica a uma sociedade em decadência. Obra crucial do drama romântico francês, tida como irrepresentável ou encenada em versões amputadas, sempre foi um desafio para a companhia, que agora a estreia em Portugal, inspirando-se na sua liberdade formal para lhe corromper as formas dramáticas e os géneros. Espetáculo sobre uma comunidade humana impotente face ao esboroamento do poder e à sua capacidade de dissimulação, Lorenzaccio aspira a ser também um retrato do nosso tempo.

Quando

Quarta e quinta às 19h
Sexta e sábado às 21h
Domingo às 16h

Galeria

  • Promotor
    Teatro do Bolhão | Teatro Nacional São João
  • Audiência Alvo
    Jovens (12-18)Adultos (19-64)Séniores (>65)
  • Visit Porto

    2020-10-16