O Município do Porto vai manter-se na presidência do Fórum do Ambiente da rede Eurocities, posição que assumiu em 2018. A cidade Invicta cumprirá mais um mandato na liderança deste fórum temático da área ambiental, que reúne algumas das maiores e mais importantes cidades europeias.


O anúncio dos resultados foi conhecido na Assembleia Geral anual da rede, que decorreu pela primeira vez em formato online, devido às restrições impostas pela pandemia.


Após ocupar a vice-presidência do Fórum do Ambiente da Eurocities entre os anos de 2016-2018, o Porto assumiu a presidência até ao momento presente, num mandato que agora se estende até 2022.


O envolvimento do Porto na temática do Ambiente desta rede de cidades tem sido particularmente ativo, através do vice-presidente da autarquia e vereador com pelouro do Ambiente, Filipe Araújo. A candidatura do Porto focou a relevância da recuperação económica ser ambientalmente sustentável, em linha com os desígnios do Pacto Ecológico Europeu, que norteia os ambiciosos compromissos climáticos assumidos pela Comissão Europeia, ao mesmo tempo que aborda tópicos importantes para a cidade, como as soluções de base natural onde se insere a empreitada do Parque Central da Asprela.


Também a importância dos espaços verdes esteve em destaque, com um desígnio assumido pelo Plano Diretor Municipal, atualmente em discussão pública, de duplicar os espaços verdes da cidade. A candidatura robusteceu-se ainda com o detalhe da estratégia para o Ambiente no Porto e os resultados obtidos em 2020, reproduzidos no Breve guia do Ambiente.


O Porto é membro da rede Eurocities desde 1990, tendo sido anfitrião de vários encontros desta estrutura. Está agendada a organização conjunta de um novo Fórum do Ambiente para 2021, juntamente com a cidade de Guimarães.


Fundada em 1986, a rede de cidades Eurocities integra atualmente 140 cidades de mais de 30 países e pretende estimular o intercâmbio das melhores práticas e representar os interesses das grandes cidades junto das instituições comunitárias, promovendo a inclusão das exigências urbanas nas políticas europeias.

Mais artigos

  • Câmara Municipal do Porto


    Atualizado pela última vez 2020-11-11