A cidade do Porto foi escolhida pela UEFA para receber a final da Liga dos Campeões. Será no relvado do Estádio do Dragãoque o Manchester City e o Chelsea disputam o título de melhor clube europeu, no dia 29 de maio (sábado), às 20 horas. O anúncio já foi confirmado pelo FC Porto e pela Federação Portuguesa de Futebol.


O jogo estava inicialmente agendado para Istambul, mas o facto de a Turquia estar a passar por uma situação pandémica mais complicada, figurando até na lista vermelha de Inglaterra, obrigou a UEFA a rever os planos. Na balança ainda ponderou o Estádio de Wembley, em Londres, mas o Estádio do Dragão acabou por ser a arena escolhida pela entidade organizadora para a última partida da Liga dos Campeões.


Esta é a primeira vez que a cidade do Porto recebe a final da maior competição europeia de futebol, mas nos últimos anos já foi palco de um outro importante encontro do desporto-rei, a fase final da Liga das Nações, prova em que Portugal sagrou-se campeão.


Em agosto de 2020, estava previsto o Estádio do Dragão ser o anfitrião da Supertaça Europeia, mas, à última hora, a UEFA viria a transferir a partida para Lisboa, invocando a situação pandémica.


Rui Moreira insurgiu-se, na altura, contra a decisão, mas informou há instantes, na reunião de Executivo Municipal que está a decorrer, que já estava em condições de anunciar que o Estádio do Dragão vai mesmo receber a final da Liga dos Campeões.


Em face do novo jogo à escala europeia que vai decorrer na cidade, com público, o presidente da Câmara do Porto revelou, também, que deu ontem ordens para que fosse retirado o processo então levantado à UEFA. “Acho que é justo”, referiu.


“Esta é uma excelente notícia para a cidade”, realçou Rui Moreira, acompanhado por todos os vereadores.

Mais artigos

  • Câmara Municipal do Porto


    Atualizado pela última vez 2021-05-13