A realidade do confinamento colocou um travão nas viagens, mas nada impede que se façam planos para o que virá a seguir à pandemia. E, para a revista Forbes, um dos destinos a não perder em 2021 é o Douro Vinhateiro.


A revista norte-americana de negócios e economia coloca o Douro Vinhateiro numa lista de oito destinos a não perder para os amantes de vinho, que reflete as escolhas de Nicole Trilivas.


“Um apelo a todos os enófilos: está na altura de começar a planear as férias vínicas de 2021”, começa a autora, destacando o caráter “inesquecível” das paisagens do Douro.


Com uma referência ao facto de tratar-se da primeira região vinícola demarcada do mundo, Nicole Trilivas traça sugestões que vão dos cruzeiros no Douro às provas de vinhos, sem esquecer as visitas às caves do Vinho do Porto.


A região do Douro/Porto faz parte da Great Wine Capitals Global Network – Rede Internacional de Capitais de Grandes Vinhedos, que recentemente atribuiu os prémios Best Of Wine Tourism 2021. Composta por cidades mundialmente reconhecidas pelos seus vinhos e regiões vinícolas, esta rede tem por objetivo promover o enoturismo destas áreas.


As sugestões da autora da Forbes para as férias dos enófilos incluem ainda destinos e vinhos de França, Eslovénia, Espanha, Estados Unidos, África do Sul, Itália e Austrália.


Esta não é a primeira vez que a Forbes demonstra estar atenta ao Porto. Em 2019 já tinha apontado o Porto e a região do Douro como um dos 20 destinos de visita obrigatória em 2020. Recomendação semelhante tinha sido feita em 2017, centrada na cidade Invicta e nos seus atrativos.


O turismo, um dos setores mais abalados pela pandemia, tem pela frente tempos que vão implicar uma adaptação aos novos desafios que se colocam. A estratégia do Porto passará por fatores como o sentimento de segurança, a defesa de práticas sustentáveis, a diferenciação da oferta de uma cidade policêntrica, com muito mais para descobrir para além do seu centro histórico, a cooperação com a Região Norte, e o investimento na cultura, explicou o presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, ao jornal Público.





Mais artigos

  • Câmara municipal do Porto


    Atualizado pela última vez 2021-02-03