De 14 a 16 de janeiro, o Teatro Municipal do Porto volta a acolher a Companhia Nacional de Bailado para a apresentação de um programa composto por três peças. “Noite Branca” remete para os “atos brancos dos bailados clássicos” com três espetáculos criados e recriados para os bailarinos da companhia.

 

A “Noite Branca” da Companhia Nacional de Bailado (CNB) não exige aos espectadores que se vistam com a cor dominante do programa (mas quem quiser aderir ao repto, está a vontade). A “Noite Branca” que a CNB apresenta no Rivoli, no arranque do novo ano, promove o encontro entre a imaginação e a técnica em tons suaves, que nos remetem para a estética dos bailados clássicos, com os figurinos e os cenários propositadamente pontuados pelos tons abertos e luminosos, num confronto (saudável) com o cenário negro que envolve as peças.


Este é um programa composto por diversas obras, com abordagens diferentes: Luís Marrafa, coreógrafo português sediado em Bruxelas, apresenta a sua primeira coreografia para os bailarinos da CNB; Yannick Boquin regressa à Companhia, não como professor convidado, mas para coreografar uma nova obra onde a fantasia e o engenho balético são exaltados num pas de deux sobre uma composição de Shostakovitch; e a graciosidade e inteligência do movimento do mestre George Balanchine, é revisitada através do seu emblemático “Concerto Barocco” que regressa ao palco mais de 37 anos depois da sua estreia, em 1984. 

 

“Noite Branca” será apresentada no arranque da programação do Teatro Municipal do Porto no novo ano, nos dias 14 a 16 de janeiro de 2022, no Grande Auditório do Teatro Municipal - Rivoli:

  • 14 de janeiro às 19h30
  • 15 de janeiro às 19h30
  • 16 de janeiro às 17h

 

Os bilhetes estão já à venda nas bilheteiras do Teatro Municipal do Porto e na Bilheteira Online, em http://tmp.bol.pt.


No seguimento das novas medidas da Direção-Geral da Saúde (DGS), a partir de quarta-feira, dia 1 de dezembro, para assistir a espetáculos no Teatro Municipal - Rivoli, será necessário apresentar certificado digital de vacinação ou recuperação válidos ou ainda certificado de testagem negativo (teste PCR realizado nas 72h antes do espetáculo; teste antigénio realizado nas 48h antes do espetáculo; não são admitidos autotestes).

 

Mais informações em http://teatromunicipaldoporto.pt

Mais artigos

  • Ágora - Cultura e Desporto do Porto


    Atualizado pela última vez 2021-12-29