Depois de dois meses em que fecharam para obras e mais outros três de portas encerradas por causa do confinamento, a Torre e o Museu dos Clérigos preparam-se para receber visitantes novamente a partir de maio. Até ao fim deste mês de abril, na compra de um bilhete, a instituição oferece o segundo.


Os bilhetes podem ser adquiridos na página da instituição e as visitas, que requerem agendamento prévio, devem acontecer até ao final do ano.


Entre dezembro e janeiro, o ícone da cidade viveu “algumas obras de melhoramento dos espaços e dos circuitos de visita do Museu e Torre dos Clérigos". Além de uma escada para criar melhores condições de saída, nasceu uma outra escadaria em ferro que será o novo acesso à parte superior da Torre. Os degraus em granito continuam, mas apenas como memória, dada a necessidade da sua preservação, adianta o padre Manuel Fernando, presidente da Irmandade dos Clérigos, à Agência Ecclesia.


Depois de cinco meses sem visitantes, a Torre e o Museu dos Clérigos apresentam ao público “maior conforto, segurança, qualidade na experiência de visita e ainda novos conteúdos para explorar”.

Mais artigos

  • Câmara Municipal do Porto


    Atualizado pela última vez 2021-04-23