Até dia 31 de janeiro a Torre e o Museu dos Clérigos estão encerrados para obras de melhoramento dos espaços e dos circuitos de visita. Em 2021, o ex-líbris da cidade do Porto voltará a abrir portas com maior conforto e novos conteúdos para explorar.



Volvidos seis anos após um conjunto de profundas obras de reabilitação e restauro, a Torre dos Clérigos volta a encerrar temporariamente desta vez para "algumas obras de melhoramento dos espaços e dos circuitos de visita do Museu e Torre dos Clérigos", de acordo com o comunicado emitido pela Irmandade dos Clérigos.


Aproveitando os meses de menor movimento turístico, os dois espaços do edifício construído no século XVIII estão encerrados ao público até dia 31 de janeiro de 2021 (encerraram na passada terça-feira, dia 1 de dezembro), sendo que a Igreja dos Clérigos continua de portas abertas, no horário compreendido entre as 9,30 horas e as 17,30 horas.


Com o intuito de providenciar aos portuenses e a todos os visitantes maior conforto, segurança, qualidade na experiência de visita e ainda novos conteúdos para explorar, as obras de requalificação do conjunto arquitetónico - classificado Monumento Nacional desde 1910 - vão ainda ao encontro das “novas exigências do pós-pandemia”, tendo como propósito a “recuperação de um setor que muito tem contribuído para a notoriedade do país", refere ainda o mesmo comunicado.


Em setembro deste ano, a Torre dos Clérigos assinalou o marco de 5 milhões de visitantes, número que começou a ser contabilizado em dezembro de 2014 após a conclusão da intervenção de restauro, que teve a duração de um ano.

Mais artigos

  • Câmara Municipal do Porto


    Atualizado pela última vez 2021-01-12