Daqui a dois anos, o Palacete Silva Monteiro vai transformar-se num espaço de referência para a cultura da cidade. O edifício do século XVII que hoje alberga a Comissão de Viticultura da Região dos Vinhos Verdes (CVRVV) vai abrir o jardim à cidade já este verão com sessões de cinema.


A ideia é, segundo o presidente da CVRVV, “dar um contributo à cultura com exposições, conferências, concertos, teatro, fotografia, e esperamos abrir o espaço à cidade”. Até lá, o Palacete Silva Monteiro será palco de “experiências pontuais”, como o cinema e a concessão de um bar no jardim da também conhecida por Casa Do Vinho Verde com “vinhos verdes a copo e petiscos”, adianta Manuel Pinheiro à agência Lusa.


O espaço está a ser alvo de trabalhos de restauro desde 2019, pelas mãos dos alunos da Universidade Católica do Porto, de forma a preservar e promover este edifício secular. A intervenção inclui a recuperação dos painéis originais e dos detalhes decorativos.


A abertura como espaço cultural, com exposições e conferências, vai implicar a passagem da sede dos Vinhos Verdes, que ali está desde 1944, para um edifício contíguo. Com entrada pela Rua da Restauração, o Palacete Silva Monteiro é considerado “a mais luxuosa habitação da cidade”, com um “certo gosto pelo passado” apesar de “marcada pelo modernismo”, segundo o historiador Joel Cleto, citado pela Lusa.


"É uma casa revivalista, eclética, que nos remete para vários estilos, mas é também uma casa moderna, tal como os vinhos verdes, que também conseguiram revitalizar-se e modernizar-se ao longo dos tempos”, considerou o historiador.


As sessões têm início pelas 20h30 e são limitadas a um máximo de 50 pessoas. Os bilhetes estão disponíveis em www.vinhoverde.pt.

Mais artigos

  • Câmara Municipal do Porto


    Atualizado pela última vez 2021-07-20