O centenário da tradicional Queima das Fitas vai ficar na memória da Academia por ser exclusivamente celebrado de forma digital. A “Serenata ao Finalista” aconteceu no dia habitual, à hora de sempre. Durante a semana, serão transmitidos concertos nas redes sociais e no último dia é disponibilizado o documentário “Porto de Encontro”, sobre os melhores momentos da semana dos estudantes do Porto.


“Na impossibilidade de celebrar o evento nos moldes tradicionais, a Federação Académica do Porto (FAP) leva até aos estudantes várias atividades que homenageiam aquela que é a maior festa académica do país”, afirma a organização.


Apesar dos constrangimentos, há coisas que se mantêm. A semana da Queima das Fitas é, como sempre, a primeira do mês de maio. Também a “Serenata ao Finalista” aconteceu à hora certa: às 00,01 horas do passado domingo. A transmissão online nas redes sociais da FAP foi feita a partir da Sé do Porto, onde os grupos de fados da Academia atuaram.


Na manhã de dia 2, a FAP transmitiu, às 11 horas, a Missa da Benção das Pastas, com o Bispo do Porto, D. Manuel Linda.


Fora dos palcos do Queimódromo, os concertos que atraem todos os alunos os milhares de estudantes dos vários cursos acontecem online e têm um cariz solidário. No dia 4 de maio, pelas 22,30 horas, é também nas redes sociais que é possível assistir aos concertos de vários artistas portugueses, gravados em diferentes locais.


Por fim, os 100 anos da Queima das Fitas do Porto encerram com um documentário que junta testemunhos de “pessoas que marcaram a história do evento académico, como o músico Quim Barreiros ou o Bispo do Porto”, avança a agência Lusa. “Porto de Encontro” vai ser transmitido no último dia, 8 de maio.


“O ano de 2021 seria o ano em que recuperaríamos os momentos e os convívios que a pandemia nos tirou. Mas a esperança de devolver à academia do Porto e à cidade aquilo que também faz parte da sua essência manteve-se e, assim sendo, levamos o espírito da semana da Queima das Fitas aos que ainda não tiveram oportunidade de a viver e, claro, aos que não puderam ter uma despedida”, garante a presidente da Federação Académica do Porto, Ana Gabriela Cabilhas.

Mais artigos

  • Câmara Municipal do Porto


    Atualizado pela última vez 2021-05-03