Dia 1

Miradouro – Forte São Francisco Xavier (Castelo do Queijo)
Localizado sobre a rochosa praia do Castelo do Queijo, esta zona possibilita uma vasta panorâmica que se estende desde a Praia de Matosinhos e a famosa escultura da Anémona, passando pelo Edifício Transparente e Parque da Cidade.
Praia do Homem do Leme
A Praia do Homem do Leme ostenta o galardão Bandeira Azul, Praia de Ouro e Praia Acessível Praia para todos. É uma praia do tipo rochoso, com 374 metros de areal, é uma praia frequentada por muitas famílias, uma vez que dispõe de dois parques infantis, tendo sido a primeira praia do Porto a obter o galardão Bandeira Azul. A estátua de bronze que presta homenagem aos pescadores e dá nome à praia situa-se à entrada, na Avenida de Montevideu. Da autoria de Américo Gomes (1934), este monumento presta homenagem aos pescadores, representados pelo homem que agarra vigorosamente um leme, que fazem do trabalho no mar a sua vida.
Miradouro – Molhe
Sobre a praia do Molhe, espaço amplo com bancos de jardim, utilizado para prática de desportos e realização de pequenos eventos. Vista sobre toda a zona costeira da Foz.
Pérgola
Local romântico à beira mar, ladeado por um pequeno jardim, ideal para apreciar o pôr do sol. Estilo neoclássico, de cor amarelo dourado que vai variando com a luz do sol. As sombras das colunas e das traves criam um quadro abstracto no chão e nos jardins à volta. Existência de cafés e esplanadas nas proximidades.
Molhe e Farolim de Felgueiras
Farolim neoclássico de planta hexagonal, com dez metros de altura, datado de 1886. Possui varandim e lanterna vermelhos e um pequeno edifício anexo com paredes rebocadas e pintadas de branco. A designação "Molhe de Felgueiras" foi-lhe atribuída por ter sido construído em direcção à pedra de Felgueiras, a Oeste. Foi modernizado em 1945 e automatizado em 1979, passando a ser controlado à distância a partir do farol de Leça. Nos anos 90 sofreu obras de conservação. Antes da sua desactivação, em 2009, o farolim tinha um alcance de 9 milhas náuticas, emitindo um relâmpago vermelho a cada 5 segundos. Actualmente mantem apenas o sinal sonoro.
Jardim do Passeio Alegre
Construído nos finais do século XIX beneficiando da participação de Emíle David no seu ajardinamento. Ladeado por uma Alameda de Palmeiras, alberga uma série de elementos arquitectónicos de grande valor: um chafariz em granito, a poente, proveniente do antigo Convento de S. Francisco; dois Obeliscos de Nasoni, oriundos da Quinta da Prelada; um pequeno “chalet romântico”, construído em 1874, antes do acabamento do Jardim. Um minigolfe constitui um polo de atracção do jardim, e no coreto realizam-se, pontualmente, concertos filarmónicos. Por fim, destacam-se os sanitários públicos, construídos em 1910, decorados com azulejos Arte Nova e loiças inglesas. Curiosidade: O Chalé "Suisso", Monumento Nacional, ostenta no topo do telhado a escultura do Carneiro, bem pintado de branco. Era local de tertúlias literárias onde marcaram presença Camilo Castelo Branco, Arnaldo Gama, Ramalho Ortigão, Alberto Pimentel e outros.
Jardim do Cálem
Pequeno espaço ajardinado que se situa já quase na foz do Rio Douro. Oferece vistas magníficas sobre o rio e nele se destacam os altos choupos negros, assim como um monumento que recorda a expedição de Ceuta de 1415. O Jardim prolonga-se por plátanos alinhados, que se estendem até ao Passeio Alegre. Pelo caminho, nas Sobreiras, alguns relvados e plantações de árvores e arbustos ampliam o espaço verde.
Miradouro – Capela de Santa Catarina e Senhora dos Anjos
Localizada num dos pontos mais altos da freguesia de Lordelo do Ouro, oferece uma ampla vista do estuário do Rio Douro, incluindo o Jardim do Calém até ao mar.
Miradouro – Via Panorâmica
Deste local avista-se a marginal de Gaia até à Afurada, destacando-se a Ponte da Arrábida.

Dia 2

Vip Lounge
Localizado no piso superior do Porto Palácio Congress Hotel & Spa, oferece uma vista panorâmica única sobre a cidade, o rio e o mar.<br> Ideal para desfrutar de um fim de tarde ao sabor de um café ou de um chá, o Porto Palácio VIP Lounge dispõe ainda de uma carta internacional com mais de duas centenas de whiskies seleccionados, bem como de uma variada gama de cafés, chás e Vinhos do Porto.
Casa da Música
Edifício projetado pelo arquiteto holandês Rem Koolhaas, a Casa da Música foi inaugurada em 2005 e desde então tornou-se um ícone da arquitetura contemporânea, atraindo visitantes dos mais variados pontos do mundo. A programação, dinâmica e inovadora, num espectro que vai da música clássica às tendências urbanas de vanguarda, beneficia em larga escala dos quatro agrupamentos residentes: Orquestra Sinfónica, Remix Ensemble, Orquestra Barroca e Coro. A instituição desempenha também um papel importante na vertente educativa, promovendo concertos, workshops e atividades diversas para famílias com crianças e público escolar. Diariamente há visitas guiadas ao edifício, que dispõe de vários bares de apoio e de um restaurante localizado na cobertura, com uma magnífica vista sobre a cidade. Nos dias de espetáculo a bilheteira está aberta até 30 minutos após o início do espetáculo. Visitas Guiadas: 11h: Português e Inglês 12h: Inglês 16h: Português e Inglês
Extensão do Romantismo
A Extensão do Romantismo está instalada na Quinta da Macieirinha, ou também conhecida como Quinta do Sacramento, antiga casa de campo do século XVIII que pertenceu à família Pinto Basto. O edifício abriu como núcleo museológico em 1972, com o intuito de mostrar o ambiente de casa burguesa de Oitocentos, período característico no Porto. Atualmente, a estação 4 do Museu da Cidade, centra a sua narrativa no rei do Piemonte e da Sardenha, Carlos Alberto, que aí exilado, veio a passar os seus últimos dias. Em memória do ex-rei, foram reconstituídas algumas dependências da casa, como a capela, o quarto de dormir e a sala de estar, a partir de aguarelas e litografias da época. Durante a realização da feira do livro, a entrada no Museu Extensão do Romantismo é gratuita.

Custo

4 €
Jardins do Palácio de Cristal
Os Jardins Românticos do Palácio de Cristal, ocupam uma área de 8 hectares no centro do Porto e foram projetados no século XIX pelo arquiteto paisagista alemão Émille David, no contexto da construção do próprio edifício do Palácio de Cristal. Atualmente conservam-se ainda do projeto original, o Jardim Émille David na entrada principal, a Avenida das Tílias, o bosque e a conceção das varandas sobre o Douro. Podemos ainda contemplar as magníficas panorâmicas sobre o rio e sobre a cidade, que miradouros em posições estratégicas nos oferecem. De referir que estes jardins tirando partido do património botânico e da dinâmica lúdico-cultural, acolhe um Centro de Educação Ambiental. Flora: Tulipeiro da Virginia (Liriodendron tulipifera), Acer (Acer negundo), Tília (Cordata, Platyphyllos e Tomentosa), Camelia sp., Magnólia (Magnolia grandiflora), Metrosideros, Palmeira (Washingtonia Robusta), Araucaria (Araucaria Heterophylla) Infraestruturas Disponíveis: WC públicos; Cafetaria/Restaurantes; Campos desportivos (Futebol e Basquetebol); Parque Infantil; Biblioteca e Centro de Educação Ambiental (CEA) e Museu Romântico. 1 outubro a 30 março: 08h00-19h00 1 abril a 30 setembro: 08h00-21h00
Restauração
Local situado na Rua da Restauração, junto à Rua Jorge Viterbo Ferreira, de onde se observa uma ampla paisagem desde o Cais de Gaia até à Ponte da Arrábida.
Bandeirinha da Saúde
Pirâmide em granito com remate artístico em ferro forjado, localizada junto à Casa das Sereias. Servia para içar a "bandeirinha da saúde", que marcava o limite da atracagem dos navios, em tempo de peste.
Parque das Virtudes
O Parque Municipal das Virtudes localiza-se no que antigamente era a Companhia Hortícola Portuense. Desenhado por José Marques Loureiro (1830-1898), foi comprado em 1965 pela Câmara Municipal do Porto e em 1998 foram efetuadas obras de recuperação. Uma das particularidades deste jardim é o facto de ser vertical, ou seja, desenvolve-se em socalcos encosta abaixo, pelo que de quase toda a parte se tem uma vista ímpar sobre a Alfândega, o Rio Douro e Vila Nova de Gaia. 1 outubro a 30 março: 09h00-18h00 1 abril a 30 setembro: 09h00-19h00
Passeio das Virtudes
A alameda permite uma excelente perspectiva sobre o rio, até a barra da foz do Rio Douro. Em primeiro plano pode ver-se a Fonte das Virtudes e, logo, os socalcos que descem até São Pedro de Miragaia. Junto ao rio, vê-se o imponente edifício da Alfândega.

Dia 3

Muralha Fernandina - Escadas do Caminho Novo
Descida pela estreita escadaria, enquadrada pela muralha e pelo casario de Miragaia, permite visualizar um pequeno trecho da encosta de Gaia.
Miradouro – Igreja de Nossa Senhora da Vitória
Do largo, junto a esta igreja, pode-se apreciar interessantes paisagens quer sobre o casario da Vitória, quer sobre o Rio Douro, desde a Sé e o Paço Episcopal, à Ponte D. Luís I e à marginal de Gaia.
Torre dos Clérigos
Obra barroca, da autoria de Nicolau Nasoni, construída na primeira metade do século XVIII. A Torre é um dos monumentos mais emblemáticos da cidade do Porto. A vista panorâmica sobre a cidade e o rio Douro, que se alcança do alto da Torre, vale bem o esforço de subir a escadaria com cerca de 240 degraus. Aproveitando os recentes trabalhos de renovação e reconversão de um dos mais prestigiados edifícios da cidade do Porto, apoiados num projeto que cedo resolveu os constrangimentos de acessibilidade do complexo, foi instalado de um posto de perceção multissensorial que simulasse a experiência de subida à Torre do Clérigos, acessível e disponível a todos os visitantes. Presente no edifício dos Clérigos encontra algum do Acervo da Irmandade e a Coleção dos Christus, onde pode fazer uma viagem pelo tempo e pelo espaço, onde a arte e a religião se complementam.

Custo

6 €
Paços do Concelho
Iniciada a construção em 1920, só em 1957, após várias interrupções e alterações ao projecto inicial, é dado como concluído o projecto. Constituído por seis pisos, uma cave e dois pátios interiores. Para atingir o topo da torre central, a 70 metros de altura e da qual faz parte um relógio de carrilhão, é necessária uma escalada de 180 degraus. Fundamentalmente constituído de mármore e granito, o interior do edifício conta com alguns locais nobremente decorados, nos quais são realizadas as cerimónias mais solenes e as habituais Assembleias Municipais e Reuniões de Executivo. Ponto integrante da Rota Urbana do Vinho, considerando que desde cedo o Município do Porto utilizou as verbas resultantes de impostos e rendas sobre o vinho em melhoramentos relacionados com a defesa, o abastecimento de águas, as ligações viárias e reformas urbanísticas da cidade.
Torre da Igreja Senhora da Conceição
Um dos locais panorâmicos mais altos da cidade, de onde se avista, para além do centro da cidade, a foz do Rio Douro e a cidade de Vila Nova de Gaia. Principal destaque para a Praça do Marquês de Pombal e para o pátio da igreja. A subida efectua-se por uma magnífica escadaria, com passagem pelo mecanismo do relógio da torre e acesso aos sinos da mesma.

Custo

1 €
17º Restaurante & Bar
No topo do Hotel Dom Henrique Downtown o, muito acima do nível do mar e com uma vista panorâmica 360º sobre a cidade, que inunda os sentidos e apaixona ao primeiro olhar, há um espaço singular, inspirador... onde todos os sentidos se conjugam na perfeição. No Restaurante 17º reunimos todos os ingredientes para fazer de cada refeição um dos melhores momentos do dia. O 17º Bar é um espaço pensado ao detalhe, para descontrair, conviver e desfrutar, sem pressa. Porque o melhor de cada dia está nos momentos que nos fazem felizes. O glamour reveste o interior de um espaço envolvente que se estende à vista arrebatadora sobre a cidade, onde o olhar se demora. Um ambiente único que convida a ficar. Se procura o lugar ideal para um agradável fim de tarde ou para viver, da melhor maneira, a noite do Porto, encontra-o aqui.
Rua 31 de Janeiro
Situada no centro da cidade, esta rua já foi conhecida como Rua de Santo António. Deve o seu nome à histórica revolta republicana que eclodiu na cidade do Porto, no ano de 1891. Atualmente é uma artéria comercial importante com alguns exemplos de edifícios de arte nova.
Largo do Colégio
Vista sobre o casario que se estende até ao Rio Douro, tendo como pano de fundo a ribeira de Vila Nova de Gaia.

Dia 4

Terreiro da Sé
O Terreiro da Sé que é enquadrado pelos edifícios da Catedral, Casa do Cabido, Paço Episcopal e Casa da Câmara é o resultado das obras de requalificação de 1940 e que consistiram na demolição de vários quarteirões de origem medieval para dar lugar a um amplo recinto que recebeu em 1945, por iniciativa da Câmara do Porto, um pelourinho. Deste local é possível avistar toda a zona do Barredo, o Rio Douro e a cidade de Gaia.
Praça da Ribeira
Considerada uma das mais antigas praças, mencionada já em 1389, é de origem medieval. Zona de intenso comércio, com tendas de venda e lota do peixe, não passou despercebida a João de Almada e Melo que, no séc. XVIII, a reformulou. As obras realizadas neste século pela Junta das Obras Públicas, sob influência de John Whitehead, foram financiadas pelas rendas do vinho. Do plano original apenas foram concretizadas as frentes norte, com a monumental Fonte da Praça da Ribeira e a poente. A sul, a muralha acabou por ser derrubada em 1821 e a nascente, as construções medievais sobrevivem até hoje. Intervenções arqueológicas na década de 1980 puseram a descoberto, no centro da praça, um chafariz do séc. XVII. Reconstruído no seu local de origem, este foi coroado por uma peça escultórica da autoria de José Rodrigues, conhecida vulgarmente por "Cubo da Ribeira". A 24 de Junho de 2000 foi inaugurada, no nicho da Fonte da Praça da Ribeira, uma estátua de São João Baptista, da autoria do escultor João Cutileiro. Local de visita indispensável, dispondo de muitos espaços de animação nocturna.
Elevador da Lada
Próximo da Ponte D. Luís I, é possível avistar, para além desta, o Miradouro da Serra do Pilar e os Cais da Ribeira e Gaia.
Ponte Luiz I
Projectada pelo Eng.º Teófilo Seyrig, discípulo de Eiffel, inaugurada em 1886, é constituída por dois tabuleiros em ferro sobrepostos. Tem 395 metros de comprimento e 8 de largura, sendo o seu arco considerado, até 2017, o maior arco do mundo em ferro forjado. Actualmente o tabuleiro superior é ocupado por uma das linhas do Metro do Grande Porto, ligando a zona da Catedral no Porto, ao Jardim do Morro e à Avenida da Républica em Vila Nova de Gaia.
Fontaínhas
A partir deste local, junto à Ponte do Infante, avista-se Gaia, na outra margem do rio, bem como uma parte da Ponte D. Luís I, sendo muito utilizado para avistar o fogo-de-artifício das festas de São João.
Colégio dos Órfãos
Vista sobre a famosa Ponte D. Maria Pia, de Gustave Eiffel, e sobre a Ponte de S. João. Ambas dedicadas ao transporte ferroviário, embora a primeira se encontre desactivada.
Parque de Nova Sintra
Este parque foi noutros tempos propriedade da família Reid, de origem britânica, tendo sido adquirida pela Câmara Municipal do Porto em 1932. O jardim mantém muitas características de origem: grande diversidade botânica, denso arvoredo, mata frondosa, numerosas alamedas e veredas. O palacete da quinta é hoje ocupado pela empresa Águas do Porto e respectivas infra-estruturas, e o espaço verde da quinta, transformado em parque, alberga as antigas fontes e chafarizes do Porto, deslocados na altura da progressiva canalização da água na cidade.
  • 11.0 €
  • Turismo do Porto


    Last updated 2022-01-19

Mapa

Planeie a sua viagem

Chegada

Dotada de uma rede de acessibilidades em franca expansão é possível chegar facilmente à cidade de avião, autocarro, automóvel, barco, comboio ou metro.

História

O Porto é um dos destinos turísticos mais antigos da Europa e a riqueza do seu património artístico, o Vinho do Porto, os vastos espaços dedicados ao lazer e a sua vida cultural são apenas alguns dos motivos que convidam a visitar a cidade.

Informação Prática

Aqui encontra alguns dados essenciais sobre o Porto, bem como a referência a vários serviços públicos e privados disponíveis.

Deslocar-se

É fácil deslocar-se nos limites da cidade com recurso aos transportes públicos ou em viatura própria ou alugada.

Tudo o que precisa de saber